Um blog sobre empreendedorismo, negócios digitais e cursos online


Não perca mais nenhuma novidade !

Assine nosso blog e ative as notificações para receber os melhores conteúdos sobre empreendedorismo


10 ideias para ganhar dinheiro em casa

ideias para ganhar dinheiro em casa

Existem opções para todos os tipos de talentos e habilidades. Confira 10 ideias para ganhar dinheiro em casa

 

O que Amazon, Apple e Microsoft têm em comum? Além do faturamento bilionário, as três foram criadas em uma garagem. 

 

Pode ser que sua ideia de negócio não transforme o mundo ou os hábitos de consumo. Ou  que a sua garagem seja na verdade uma sala, um quarto ou home office. 

 

O ponto aqui é deixar claro: se seu sonho é investir em si mesmo, explorar novas possibilidades e mercados, gerir o próprio tempo e, talvez, ampliar seus rendimentos, isso é possível.

 

Para te ajudar nesse processo de decisão listamos abaixo 10 ideias para ganhar dinheiro em casa. Existem opções para todo tipo de habilidade. Confira:

 

Ideias para ganhar dinheiro em casa produtos ou serviços físicos

A Transformação Digital revolucionou a maneira como nos relacionamos com o processo de compra. A cada dia as estatísticas confirmam que o mercado digital só cresce. Mas por se tratar de um momento de transição ainda existem opções para ganhar dinheiro em casa com produtos ou serviços que não podem ser ofertados de maneira 100% digital. Entre os benefícios destas opções está o contato direto com os clientes e a oportunidade de feedback para possíveis melhorias.

 

Venda ou revenda de produtos

Pode ser roupa, cosméticos, bijuterias. Os números demonstram que o mercado da beleza dificilmente é afetado por crises econômicas. Estar bem apresentável e sentir-se bem consigo mesmo são essenciais para ter qualidade de vida.

 

Entram nessa categoria também os produtos vendidos via catálogo que dão a liberdade de representar mais de uma marca simultaneamente. As bijuterias, por sua vez, podem ser feitas de maneira artesanal, se esse for o seu talento, ou as chamadas semi-joias, que são folheadas a ouro ou prata.

 

Aluguel de bens

O crescimento do conceito de economia de compartilhamento alavancou o surgimento de plataformas que possibilitam o aluguel de bens pouco usados. Entre as possibilidades de faturamento com esta prática estão o aluguel de roupas ou acessórios de grife, de bens móveis como carro, de bens imóveis ou mesmo de apenas um cômodo de uma residência.

 

A palavra-chave neste caso é desapego. Para compartilhar um bem é preciso estar ciente de que nem todo cliente utilizará aquele pertence como você. Eles podem ser mais ou menos cuidadosos. Portanto, caso opte por essa ideia, leve em consideração os possíveis danos ao definir o valor do aluguel.

 

Venda de objetos usados

Se você procura por uma renda extra e não necessariamente uma ideia de negócio para investir e empreender, essa pode ser uma opção. As plataformas ao estilo Marketplace como o próprio Facebook, OLX, Mercado Livre, Enjoei (para citar as mais famosas) permitem que você anuncie seus produtos e venda sem sair de casa.

 

Assistente pessoal

Jardinagem, reparos hidráulicos, elétricos e afins. São serviços que demandam certo conhecimento técnico e são realizados na casa do cliente. No entanto criar e gerir um negócio deste tipo não demanda um escritório ou estrutura que não seja sua própria casa.

 

Maquiagem e corte de cabelo

Também entram na indústria da beleza, no entanto como serviços. Maquiadores, também conhecidos como Artistas da Maquiagem (Make up artists) já conseguiram migrar para o ramo digital, seja dando aulas de automaquiagem ou fazendo avaliação de produtos. Porém ainda existe mercado para que esses artistas atendam clientes desde o conforto do seu lar. O mesmo serve para cabeleireiros que podem separar um cômodo da casa para oferecer seus serviços e economizar com o aluguel de um salão.  

 

Comida saudável

O ramo de alimentação saudável também está expansão. Pães de fermentação natural, doces caseiros sem adição de açúcar e produtos veganos tendem a atrair clientela, principalmente devido às demandas geradas por pessoas com restrições alimentares (celíacos, intolerantes a lactose, glúten, etc).

 

Ideias para ganhar dinheiro em casa com produtos e serviços digitais

Um e-business é um tipo de negócio digital em que toda experiência do cliente se dá on-line. Do primeiro contato com a marca até o consumo do produto ou serviço. É nesta categoria que se encontra a segunda parte desta lista de ideias de como ganhar dinheiro em casa.

 

Rede de afiliados

Participar de uma rede de afiliados pode ser uma oportunidade de entrar no universo do empreendedorismo digital sem necessariamente produzir conteúdo. Um afiliado é, de certa forma, um representante comercial. Seu faturamento se dá por meio da divulgação de produtos de terceiros, em geral infoprodutos (e-books, cursos on-line, áreas de membros). Cada vez que uma venda é efetuada por meio do link divulgado por um afiliado ele recebe uma porcentagem da venda.

 

Freelancer

Uma das opções favoritas dos nômades digitais, o trabalho como freelancer em geral é realizado de maneira remota. Sua principal característica é a autonomia. Trata-se de trabalhos pontuais que podem ou não ser continuados – dependendo da experiência entre cliente e o fornecedor. Abrange uma gama extensa de atividades como redação, revisão, tradução, fotografia, contador, design gráfico até programação e desenvolvimento de games.

 

Avaliador de mídias

Se você é criterioso e pode se dedicar aproximadamente 4 horas por dia para avaliar sites, responder pesquisas e digitar cadastros, esta alternativa pode te servir. Falar inglês é um diferencial. Como avaliador de mídias você estaria vinculado por meio de contratos a uma empresa terceirizada que realiza o trabalho de pesquisa para grandes empresas do mercado como Microsoft, Netflix, Google e Facebook. Isso inclui metas para realização das tarefas.

 

Cursos online

Se o seu conhecimento sobre um determinado assunto é seu maior bem, porque não considerar ser tutor de cursos online? A procura de cursos realizados de maneira digital está em tendência de alta há alguns anos e já transformou a vida de muitas pessoas – tutores que aumentaram sua renda e alcançaram muito mais pessoas com seu trabalho digital, e alunos que aprenderam novas habilidades para também poderem crescer na carreira e na vida. Se esta opção da lista é a que mais combina com seus planos, conheça o programa SparkStart. Constituído de três pilares ele te possibilitará definir sua ideia, desenvolver seu conteúdo e, é claro, vender. Saiba mais clicando no banner abaixo.

 

 

Mais artigos para você

Coprodução: como criar um negócio digital sem produzir o conteúdo

A coprodução é o ato de comercializar um produto digital em parceria com outras pessoas, ou seja, quando um produtor …

5 ferramentas e técnicas de tomada de decisão obrigatórias para empreendedores

Uma decisão errada pode ajudar ou atrapalhar um negócio. E os empreendedores precisam tomar centenas de decisões todos os dias. …

O que é freelancer e como contratar um para seu negócio

Você pode até ter contratado este profissional alguma vez na vida, mas nem percebeu, então, o que é freelancer? Normalmente, …

Tráfego pago: o que é e como funciona

Tráfego pago é uma ferramenta de marketing digital que possibilita alavancar os acessos ao seu site ou blog. Por meio …

Links Patrocinados: o que é e quais ferramentas utilizar

Links patrocinados são as melhores soluções para as desvantagens do tráfego orgânico. Por mais que você prefira um posicionamento no …

Estudo online: Boas práticas para manter foco do aluno

Veja dicas de como garantir que seus alunos se engajem no estudo do seu curso online   Em tempos de …