Explore o mundo sem fronteiras online e converta seu conhecimento em renda extra na internet

 

Qual é o seu talento? Todo mundo sabe fazer algo muito bem. Às vezes essa habilidade é seu trabalho e às vezes não. Seja uma profissão ou hobby, é possível transformar seu conhecimento em produto e com ele gerar renda extra sem sair de casa. Tudo pela internet.

 

Segundo o Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI) o número de usuários de internet quase dobrou nos últimos dez anos. São cerca de 127 milhões de pessoas, ou 74% da população.

 

Para um dos pioneiros e principais entusiastas do empreendedorismo digital, Erico Rocha, o setor está em franco crescimento e tem ainda muito potencial inexplorado.

 

Diante das possibilidades cabe a você decidir o que fazer. Existem desde opções inusitadas, como curadoria de grupos em apps de conversa, às mais tradicionais, como ofertar cursos online. Seja qual for sua opção, a internet seguramente encurta o caminho entre o que você quer, sabe ou gosta de fazer e o seu possível consumidor.

 

E o melhor, com um custo relativamente baixo: o valor da sua conta do provedor. Para saber mais sobre esse grande mercado sem muros, continue lendo.

Opções inusitadas de renda extra na internet

 

Você já pensou em ganhar dinheiro dormindo? Literalmente. E em grupos de WhatsApp? Não, não é pedindo dinheiro emprestado no grupo da família.

 

A velha história de que o mundo é pequeno se faz real com a internet. Isso significa que as esquinas digitais possibilitaram o surgimento de nichos que talvez não se desenvolvessem no “mundo real”. E também pode ser feliz nos negócios aquele que vê oportunidades onde os demais vêm apenas excentricidade. Conheça duas destas fontes de renda extra inusitadas abaixo.

 

Curadoria de grupos de app de conversa

O app de conversa mais baixado no Brasil está presente em 99% dos celulares e 79% dos brasileiros o utilizam como principal fonte de informação. Seu concorrente mais famoso ainda tem pouca presença, apenas 27% do mercado, mas ainda assim dobrou seus downloads em um ano. 

 

De olho na capilaridade da ferramenta, algumas pessoas a utilizam para criar grupos privados por assinatura. É como se fosse uma área de membros, mas de memes, vídeos engraçados e afins. A promessa dos administradores é manter o grupo sempre atualizado em troca de uma quantia mensal de aproximadamente R$ 10 por “assinante”.

 

Durma e estude ao vivo e ganhe com isso 

As transmissões ao vivo cresceram exponencialmente durante a pandemia. Shows de artistas famosos, programas de entrevista e de culinária foram as principais atrações. E, assim como o universo, o mercado se expandiu. Atualmente já existem pessoas que transmitem seu momento de descanso ou estudo por meio de seus perfis nas redes sociais. Há casos de transmissões de até 12 horas de estudo e outros de 20 mil seguidores checando o sono de uma influenciadora.

 

Guia do planejamento do curso online

Digitalização de negócios físicos

Outra lição dos últimos tempos é que, mesmo que sua habilidade ainda seja de criar um produto físico como alimentos e artesanato, estar presente na rede é definitivo para a sobrevivência do negócio. De acordo com a pesquisa sobre o uso da internet no Brasil durante a pandemia do novo coronavírus, realizada pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil, 66% dos entrevistados compraram produtos ou serviços pela internet. São 22% a mais do que em 2018. Prova de que as redes se tornaram uma grande vitrine.

 

E para os que não produzem existe a opção de se associar a grandes marcas do mercado e vender seus produtos por meio de cupons personalizados ganhando até 10% de cada venda em alguns casos.

 

Esse tipo de parceria se assemelha um pouco ao tópico a seguir.

 

Blogs e Redes de afiliados

Digamos que você faz cupcakes e gosta de escrever sobre gastronomia ou tem prazer em compartilhar suas receitas. Você pode ter um blog. É uma chance de aproveitar a força das redes para dar mais visibilidade ao seu negócio podendo ainda converter cliques em renda extra. Sem muito esforço.

 

Substitua a palavra cupcake por qualquer outro produto ou serviço. Ou mesmo uma área do saber. Criando o seu blog, você tem a opção de se associar a uma rede de afiliados e usar o a página para anunciar produtos. Cada clique em anúncio a partir do seu blog é rastreado e, caso se converta em uma venda, gera uma comissão. Como mencionamos acima, a internet é vasta e tem, literalmente, bilhões de sites ativos. Mas conteúdo de qualidade, se bem divulgado, sempre terá tráfego garantido.

 

Aluguel de bens via apps e produção

Se um dos motivos de procurar uma renda extra pela internet é se tornar capaz de trabalhar remotamente, essas são algumas das opções favoritas. Produzir e publicar conteúdo em blogs, vlogs, perfis de viagem e turismo, são umas das opções favoritas dos chamados nômades digitais. Para os que mandam bem na fotografia, está também a opção de disponibilizar as fotos em alta resolução para bancos de imagem. Alguns deles ainda são pagos e geram uma comissão cada vez que a foto é baixada.

Aqueles que têm carro e casa e querem ficar mais leves para viajar por um determinado período de tempo podem alugar seus bens por meio de aplicativos de compartilhamento.

 

Desenvolvimento de cursos online e infoprodutos

Os últimos itens, mas não menos importantes, praticamente englobam todos os anteriores. Seja pelo desemprego, consequência da crise econômica, seja para diversificar ou aperfeiçoar habilidades, a era da informação tem despertado cada vez mais pessoas em busca do conhecimento.

 

Cursos online

Assim como a internet, o mercado de cursos livres não corporativos em modalidade à distância cresceu.  Segundo o censo 2018, o mais recente da Associação Brasileira de Educação à Distância (ABED) o número de matrículas foi 36,8% maior em relação a 2017.

 

E o que é necessário para ofertar cursos online? Conhecimento e vontade. Mesmo que você ainda não saiba exatamente como iniciar sua jornada como criador de conteúdo, programas como o SparkStart te auxiliam a mapear as possibilidades de acordo com as suas habilidades, converter sua ideia em conteúdo e vender.

Infoprodutos

Fazem parte desta categoria os e-books (livros em formato digital), áreas de membros, templates para blogs, ferramentas digitais e os próprios cursos online citados anteriormente. Conheça mais sobre os infoprodutos.

 

Existem outras opções de renda extra na internet, mas lembre-se que antes de começar a vender é preciso se perguntar: “qual é o meu talento?”. Conteúdo é o que atrai e retém consumidores, mas só há conteúdo se houver conhecimento.

pesquisa panorama dos negócios digitais