Um blog sobre empreendedorismo, negócios digitais e cursos online


Não perca mais nenhuma novidade!

Assine nosso blog e ative as notificações para receber os melhores conteúdos sobre empreendedorismo


Webinar: o que é e como fazer um que funciona de verdade?

Webinar_HeroSpark (2)

No universo do marketing digital, existem diversas técnicas para atrair e converter mais leads. No entanto, dificilmente alguma delas terá um custo e um benefício menor que um webinar. Além de atrair, gerar e qualificar muitos leads para uma base, os webinars são baratos e fáceis de produzir.

 

Se você deseja escalar o seu negócio digital e, consequentemente, fazer mais vendas, essa ferramenta não pode estar fora do seu radar! E, se você quer aprender tudo sobre essa estratégia de vídeo ao vivo, leia este artigo até o final.

 

Eu garanto que você vai ficar bem feliz com o presente que eu tenho para você. Ops… não sei se já podia contar isso logo no começo. (Alerta spoiler!) 🙊🙊

 

O que é um webinar?

 

O termo “webinar” vem de web based seminar, ou seja, é um seminário realizado pela internet. Esse nome, por si só, já explica muito sobre o que é um webinário. É uma videoconferência online, realizada com a intenção de educar um público-alvo sobre determinado tema.

 

Como fazer um webinar? Bom, esses seminários podem ser em forma de vídeo ao vivo ou gravados e disponibilizados em um horário marcado. Além disso, podem ter um teor empresarial ou educacional, dependendo da proposta de cada instituição.

 

Muitas empresas e empreendedores utilizam esse formato de distribuição visando um contato mais próximo com possíveis clientes – os chamados leads, seja de modo a atrair novos ou avançar os já existentes no funil de vendas.

 

Atualmente, dados apontam que conteúdos em vídeo convertem muito mais, ao passo que prendem mais a atenção do público no ambiente digital. Com o excesso de informação colocada em texto diariamente nas redes, há uma certa saturação desse tipo de material.

 

Fazer um webinar colabora para a geração de leads. | Imagem: Unsplash
Fazer um webinar colabora para a geração de leads. | Imagem: Unsplash

 

Transmitir as mensagens desejadas por vídeo é uma das formas de driblar esse certo desinteresse pelas formas mais regulares de se comunicar online.

 

Aliado a isso, vem a possibilidade de interação em tempo real que o webinar oferece, possibilitando a construção da imagem da sua empresa como uma organização de confiança, com autoridade sobre o assunto no mercado. É sucesso garantido!

 

Agora que você já sabe a importância desse tipo de transmissão ao vivo, está na hora descobrir como fazer um webinar! Dá para fazer tudo sozinho? De quanto é o gasto para produzir um webinar? Como divulgar? Confira essas e outras respostas a seguir!

 

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

 

4 passos para criar um webinar de sucesso

 

 

Antes da gente colocar a mão na massa, é importante avisar três coisas:

 

  1. Não existe receita de bolo e, muito menos, uma fórmula mágica para criação de webinars de sucesso. Algumas táticas podem funcionar mais para um modelo de negócio, outras podem obter maior êxito em outra área;
  2. Por mais que eu tenha chamado essas dicas de “passos”, não significa necessariamente que precisem ser feitas uma após a outra. Em alguns casos, você terá que realizar essas etapas em paralelo;
  3. Ao longo das próximas linhas você verá alguns exemplos reais de webinars que aconteceram aqui na HeroSpark. Não é porque determinada estratégia funcionou aqui, que também vai funcionar aí, ok?

 

Primeiro Passo – Defina o tema

Partindo do ponto que você já tem um negócio minimamente estruturado e, por isso, já conta com uma persona bem definida, vamos começar conversando sobre a definição de tema.

 

Assim como qualquer conteúdo digital, a ideia é que seu webinar gere interesse e tenha uma oferta promissora e, obviamente, isso passa pelo tema. Para isso, é bom ficar atento aos interesses de seu público para com seu negócio.

 

Observe quais assuntos despertaram mais engajamento por parte dos leads, e busque se atualizar de potenciais dúvidas e curiosidades que o público venha a ter sobre seus produtos e serviços, refletindo sobre o que pode ser feito a partir delas. Isso pode lhe render insights muito valiosos para encontrar um tema de interesse para o webinário.

 

Em paralelo a essa tarefa de escolher o tema, você também precisa pensar no melhor dia e horário para transmitir esse webinário. Novamente, é preciso conhecer a sua persona.

Qual o melhor dia de acordo com o tema?

No geral, dias como segunda e sexta-feira são ruins para esse tipo de evento, pois na primeira opção as pessoas estão organizando a sua semana, elencando prioridades e repletas de compromissos. Enquanto, na outra, o grande público já está com a cabeça no final de semana. (O famoso #sextou!)

 

Sendo assim, ainda sobram três dias da semana para você pensar no seu webinar. Em relação à hora, vem outro dado importante: sempre evite fazer webinars pela manhã. Muitas empresas marcam reuniões nesse período, além de ser o momento em que as pessoas tentam adiantar ao máximo suas tarefas. Isso pode diminuir o alcance de seu vídeo ao vivo.

 

Webinars relacionados ao trabalho são, normalmente, bem aceitos em empresas e, por isso, os funcionários têm liberdade para assisti-los durante o horário do expediente. Por outro lado, quando o assunto foge dessa esfera, as pessoas preferem assistir fora do escritório.

 

Logo, após definir o tema, você pode decidir com mais precisão o dia e horário. Se o webinar for tratar de um assunto profissional, opte por transmiti-lo entre 13h e 18h. Qualquer outro tema, que não seja profissional, dê preferência para os horários fora do expediente, como 12h, por exemplo.

 

Também existe a necessidade de analisar a intenção mais a fundo do webinar, para saber em qual período do mês será mais adequado. Se for uma transmissão ao vivo com intenção de promover suas vendas ou divulgar um produto novo, por exemplo, pode ser mais interessante fazê-lo no início do mês, já que usualmente é um período em que as pessoas tendem a ter mais dinheiro no bolso.

 

Segundo Passo – Crie um Roteiro

Com o tema definido, você precisa criar o roteiro do webinar. Esse elemento é muito importante, já que se trata de uma transmissão ao vivo. E mesmo que acabe sendo gravado, a necessidade de saber os rumos da conversa que irá ser abordada no webinar é indispensável da mesma forma, para obter um resultado mais organizado e sem falhas.

 

Além disso, o roteiro distribui melhor o tempo das falas e entrega a mensagem com mais qualidade e objetividade.

 

Alguns fatos que você deve levar em consideração na criação do roteiro são:

 

  • Se o webinar será online ou gravado;
  • Qual será o tempo total de duração;
  • Como será o formato: bate-papo, entrevista ou monólogo;
  • Interação via chat ou formulário previamente enviado aos inscritos;
  • Se ao final do webinar, será feita alguma oferta do seu produto ou outro tipo de convite.

Outro ponto importante é o estilo de roteiro que será criado. Não é preciso um roteiro de filme para que suas ideias fiquem organizadas. Existem modelos bem mais simples e práticos e com formatos variados, como em texto corrido, texto dividido em colunas e blocos de acordo com a apresentação do webinar, dentre outros.

 

O formato do roteiro, assim como o conteúdo dele, deverá variar de acordo com o tamanho previsto para a apresentação, o conteúdo a ser trabalhado e o objetivo de cada empresa. Com essas respostas em mente, já é possível criar um roteiro.

 

Pode parecer bobeira, mas não se engane jovem gafanhoto. Com um roteiro em mãos você não perderá o foco durante a transmissão do seu webinar e, além disso, ele será útil para te ajudar na hora da divulgação que, por sinal, já é o nosso próximo passo.

 

Terceiro Passo – Divulgação

Talvez esse seja o momento mais importante para a sua estratégia de criação de webinars que encantam a todos. Novamente eu vou bater na tecla de conhecer a sua persona. Pois é, de novo! Mas é algo essencial, pois você precisa saber quais são os canais em que ela está, para saber de qual forma se comunicar.

 

Aqui na HeroSpark, por exemplo, sabemos que o nosso público responde muito bem as campanhas de e-mail marketing. Logo, quando queremos divulgar um webinar, esse é um dos nossos carros-chefes.

 

No entanto, nunca concentre a sua divulgação em único lugar. No nosso caso, além do e-mail marketing, realizamos muitas campanhas em redes sociais, principalmente no Instagram e no YouTube.

 

Outro fator importante é o tempo em que você fará essa divulgação. Segundo dados apresentados por Gustavo Boyde, Head de Marketing para a América Latina da GoToWebinar, 15% dos inscritos em um webinar cadastram-se com três semanas ou mais antes da data de transmissão. Enquanto isso, 33% registram-sa no dia do evento.

 

67 headlines para páginas de vendas

Quanto antes você começar a divulgação, mais pessoas serão alcançadas. Recentemente, aqui na HeroSpark, fizemos um webinar em parceria com a Ideia no Ar. Em comum acordo decidimos que iríamos começar a divulgação com 14 dias de antecedência e, conforme esperado, o resultado foi satisfatório. Batemos a nossa meta!

 

No entanto, se a sua base de leads é fria ou ainda está no início, talvez 14 dias de divulgação não sejam o suficiente.

 

Ah, uma última dica: inclua pop-ups no seu site levando para a landing page do webinar.

 

O quê? Você achou que não precisaria criar uma LP para a transmissão do seu webinar? Poxa vida, aí você foi inocente…

 

Tudo bem, continua aqui comigo que a gente já resolve esse problema!

 

 

Quarto Passo – Escolha uma plataforma

Após ter um conteúdo bem organizado, você precisa transmitir esse webinar em algum lugar.

Independente da plataforma escolhida, anota essa dica aqui: incorpore essa plataforma em alguma página do seu site.

 

Por quê?

 

Sabe quando você está vendo um vídeo no YouTube e na lateral ficam aparecendo vários vídeos? E aí, muitas vezes, você nem espera o vídeo atual acabar para escolher outro. Você não quer que alguém saia do seu webinar para ver um vídeo de banheira de Nutella, né?

 

Incorporando essa plataforma dentro do seu site, como nós fizemos neste webinar sobre funil de vendas, não há nada capaz de distrair seu lead do conteúdo que está sendo apresentado.

 

Essa é a parte que você pode potencialmente entrar em desespero, pois se dá conta que para fazer um webinar vai precisar criar uma landing page (página em que os usuários podem se inscrever para participar do webinar), desenvolver fluxos de e-mails e, ainda por cima, e escolher uma plataforma para transmitir o webinar. Eu sei, parece desesperador mesmo.

 

Mas eu tenho a solução para você… lembra daquele presente que eu falei lá no começo do artigo?

 

O SparkFunnels é uma ferramenta capaz de fazer tudo isso em um único lugar! E, acima de tudo, o usuário do SparkFunnels consegue fazer todas essas atividades sem a necessidade contratar programadores, designers ou uma agência de marketing.

 

Além do mais, é possível obter métricas e indicadores de resultado ao final dos processos. Esses dados possibilitam observar a melhor forma de melhorar seus resultados e trabalhar ainda mais o potencial de seu conteúdo.

 

“Nossa, mas deve demorar uma eternidade para fazer tudo isso…”

 

Por meio do SparkFunnels você cria landing pages, e-mails e fluxos em menos de 20 minutos. Ainda está com alguma dúvida? Então assiste este vídeo aqui:

 

 

“Isso está bom demais para ser verdade, deve custar uma fortuna…”

 

Errou de novo, caro leitor! O SparkFunnels possui uma versão completamente gratuita, 100% de graça, na faixa, 0800, grátis. É verdade! Basta clicar neste link e se registrar para ajudar seu negócio digital a crescer!

Não se esqueça da divulgação!

 

Após tudo bem estabelecido para a sua transmissão ao vivo, trabalhe numa divulgação intensa e clara da data, horário e assunto do webinário! Experimente usar vídeos curtos, cards, imagens e outros meios desejados nas redes sociais para chamar o máximo de pessoas possíveis para assistir o evento.

 

Promover uma contagem regressiva no Instagram, por exemplo, pode ser uma maneira prática e eficiente de engajar os usuários em suas mídias sociais e ao mesmo tempo garantir que um lembrete seja emitido tempos antes da transmissão ao vivo começar. Não se esqueça, também, de sempre direcionar essa divulgação para sua landing page, a fim de que a geração de leads se intensifique de forma bem prática para o espectador.

 

O uso de CTA (call to action) também pode ser usado e instruído para uso por parte dos outros participantes e convidados do webinar. Essa chamada visual ou textual deve instigar o público-alvo a compartilhar o convite nas redes, acessar a página de inscrição, clicar em um link para entender melhor sobre o assunto que será trabalhado ou outro meio do tipo.

 

O formato pode variar de acordo com a sua persona, mas é essencial que haja divulgação até os últimos instantes antes do webinar dar início.

Durante o webinar

Agora que você passou por todas as etapas anteriores, chegou o grande dia! Um pequeno checklist para você fazer no dia do vídeo ao vivo:

 

  1. Não esqueça de enviar lembretes para os inscritos;
  2. Antes de iniciar a transmissão ao vivo, certifique-se que a internet está funcionando normalmente;
  3. Atente-se à iluminação do ambiente e, principalmente, a qualidade do microfone usado;
  4. Evite fazer tudo sozinho. Se for possível, chame alguém para monitorar todos os fatores externos, como comentários ou problema no microfone;
  5. Siga o roteiro elaborado antes do webinar. Além disso, evite ao máximo os atrasos. Ao conferir que está tudo ok com um tempo de folga antes do horário marcado, você garante que no momento combinado a transmissão ao vivo será iniciada e você não perderá nenhum espectador por conta de uma espera indesejada.

 

E, quanto aos espectadores, não esqueça de interagir com eles! Independente do estilo planejado para seu webinar, promover questionamentos e interações via chat ao longo do evento ou ao menos em um momento específico ao final do evento é recomendado para captar a atenção do público-alvo.

 

Se o conteúdo for disponibilizado em algum outro ambiente ou em outro formato, não esqueça de avisá-los também ao final do vídeo ao vivo. E, claro, sempre agradeça a presença de todos que se interessaram em direcionar a atenção por um momento.

Com essas dicas e esse checklist, não tem como o seu webinar não ser um completo sucesso!

 

 

Após o webinar

 

Se você deseja atingir o maior número de pessoas possível, após a transmissão ao vivo do webinar o ideal é enviá-lo para todos os inscritos. Segundo números levantados pela GoToWebinar, 26% dos inscritos não assistem ao evento ao vivo. Se você não quiser perder esses espectadores, é melhor que eles tenham a oportunidade de receber o conteúdo depois.

 

Além disso, aproveite para fazer pesquisas e tentar entender o que a sua audiência achou daquele conteúdo. Dessa forma, você terá conhecimento do que funcionou e do que deu errado.

 

Outro meio muito interessante de aproveitar todo o potencial do seu webinário é dar origem a outros formatos de conteúdo a partir dele. Faça um post no blog, transforme-o em podcast, infográfico, apresentação de slide ou post nas redes sociais.

 

As possibilidades são bem amplas e isso garante que todo tipo de público saberá sobre o que aconteceu no webinar e receberá a mensagem desejada.

 

E aí, você já está pronto para criar um webinar de sucesso? Comenta aqui embaixo e, caso tenha ficado alguma dúvida, pode deixar aqui também. Juro que vou responder a todos vocês.

 

Até a próxima, herói.

pesquisa panorama dos negócios digitais

Mais artigos para você

StreamYard: como usar [passo a passo]

Você costuma fazer apresentações ao vivo? Então, precisa conhecer e aprender como usar o StreamYard. Essa plataforma tem uma versão …

Marketing digital: como funciona e estratégias infalíveis

Os avanços tecnológicos e a chegada da Internet possibilitaram a criação de novas estratégias. Dentre elas podemos citar o marketing …

Rede de display: o que é e como criar uma campanha?

Sabe aqueles anúncios que aparecem em formato de banner nas laterais, no rodapé ou no topo de sites, vídeos e …

Screencast: o que é e quais ferramentas usar

Você sabe o que é um screencast? Essa técnica pode ser extremamente útil para a sua estratégia de vídeos.  Os …

Lista de leads: o que é e 6 passos para montar

Uma das premissas básicas para obter sucesso no marketing digital é ter uma lista de leads qualificados. Este é um …

SEO para YouTube: 5 dicas para se destacar

Se você quer que seus vídeos tenham um ótimo desempenho, precisa investir em estratégias de SEO para YouTube. Isso porque …