Você sabe o que é nicho e como definir um para o seu negócio? Basicamente, ele é a porção de um mercado mais amplo em que os produtos ou serviços especializados são vendidos. 

Nesse sentido, definir um nicho específico pode auxiliar, e muito, na hora de começar o seu negócio, principalmente se você ainda tem pouco dinheiro nesse início.

Por isso, neste artigo, vamos te mostrar o que é nicho e te dar todas as dicas necessárias para você aprender como definir um. Boa leitura!

O que é nicho? 

Já parou para pensar que todo ninho é feito de filhotes muito parecidos, já que são do mesmo organismo progenitor? A etimologia de “nicho” vem de ninho e sua definição é parecida — é um conjunto de pessoas com perfil e interesses semelhantes e que, por essa razão, compõem uma ótima oportunidade de negócios. 

 

Por que ter um nicho de mercado?

Afinal, se você concentra sua atenção e esforço para sanar os desejos de um público menor e mais homogêneo, a chance de sucesso se amplia. Isso se acentua ainda mais quando você consegue encontrar um nicho dentro do seu nicho. Ou seja, deixar ainda mais especificado. 

Mas há mais vantagens envolvidas em ter um subnicho, perceba:

 

Lidar com menos concorrência

Mercados amplos abrigam empreendedores de várias categorias — de micro a grande. Não é nada fácil concorrer com empresários de peso, que possuem recursos e clientes fiéis, então se você está começando, ter seu subnicho logo no início pode ajudar a ter resultados mais rápido.

 

Cobrar de forma vantajosa pelos produtos ou serviços

Há explicações sólidas pelas quais o empreendedor nichado consegue cobrar mais pelo seu produto ou serviço: os clientes são específicos e não têm tantas opções para escolherem (o que retoma ao argumento da menor concorrência). Assim, o subnicho de mercado que é pouco explorado abre espaço para você colocar o preço mais livremente, sem considerar faixas de preços já existentes.

 

Ter um plano de marketing mais assertivo

Um dos indicadores de eficiência de campanhas de marketing é a precisão com que elas chegam aos clientes ideais. Se seus clientes não são semelhantes como em um nicho, mostrar que a sua solução é importante pode ser bem mais difícil. Interesses diferentes = comunicação também diferente.

 

Conseguir clientes mais qualificados e, por isso, com custo menor 

Se você reúne um grupo de pessoas com necessidades específicas e o seu trabalho é baseado nesse mesmo desejo, você não vai precisar se esforçar tanto e tentar persuadi-las a todo custo para obter vendas. Com isso, seu plano de marketing traz mais retorno e, por fim, mais faturamento.

 

Mostrar expertise

O conhecimento especializado, por definição, está ligado à especificidade. É quase inviável se tornar expert de uma audiência diversificada. Um mercado com pessoas com diferentes necessidades é mais compatível com profissionais generalistas, que não têm tanta autoridade como mestres.

 

Encontrar parceiros mais alinhados

Há muitas estratégias de marketing, e de negócios, em si, que envolvem a participação de um parceiro, como o guest posting e o co-branding. Se você faz parte de um mercado com diferentes profissionais, pode fazer parceria com alguém não tão alinhado e, em consequência disso, com um público menos interessado na sua solução.

 

Como fazer pesquisa de nicho de mercado?

Na hora de fazer uma pesquisa de nicho de mercado, é importante levar em consideração alguns fatores, como:

  • Mercado de atuação: pesquisar o mercado que deseja se inserir é muito importante. Isso ajudará bastante na hora de empreender. Além disso, você pode usar as redes sociais como ferramenta de pesquisa e descobrir o que as pessoas pensam a respeito;
  • Tema de domínio: estar por dentro do tema que deseja trabalhar, é fundamental. Isso vai possibilitar que você tenha autoridade a respeito desse nicho e vai conseguir propor soluções eficazes;
  • Público-alvo: não se esqueça de definir quem é o seu público. Isso é uma ótima forma de demarcar o seu nicho de mercado;
  • Rentabilidade do nicho: se você está buscando um nicho que seja lucrativo, então é importante pesquisar na internet ou conversar com o público quais são as atuais demandas de mercado e qual nicho seria mais rentável para você.

 

4 exemplos de nicho de mercado

1. Geográfico

Como é de conhecimento público, cada lugar possui suas próprias características. Logo, suas necessidades podem divergir uma das outra.

No caso do segmento geográfico, ele levará em conta a regionalidade do negócio. Então, o recomendado é escolher o nicho com base no país e estado ou, sendo mais específico, determinando a cidade, bairro, etc.

Por exemplo: suponhamos que seu mercado é alimentício e sua empresa é especialista em comidas regionais nordestinas. Sendo assim, é importante considerar a cultura, regionalidade e interesses do seu público-alvo para conseguir atingir o seu objetivo.

 

Imagem ofertando o e-book gratuito de funis americanos

2. Demográfico

No caso do segmento demográfico, o nicho estará relacionado a características pessoais do público-alvo, como faixa etária, gênero, raça e elementos que dêem um norte a respeito do hábito de compra deles.

Trazendo para a realidade, um bom exemplo é quando você oferece produtos voltados para idosos. O fator determinante é a idade, certo?

Nesse caso, seu mercado é saúde e bem-estar, e seria indicado uma linguagem mais madura e cuidadosa, atendendo o interesse desse público.

 

3. Psicográfico

Nesse segmento, características como estilo, personalidade e valores são fatores que podem determinar o seu nicho.

Atualmente, as pessoas estão se expressando, cada vez mais, por formas de consumo, além de procurarem empresas que compartilhem de valores semelhantes aos seus.

Nesse sentido, uma linha de cosméticos Cruelty-free (livre de crueldade) se encaixa muito bem na segmentação psicográfica, uma vez que esses produtos atendem a um público consumidor que compartilha dos mesmos valores que a empresa.

 

4. Comportamental

Nessa segmentação, é possível identificar quais são os padrões de compra dos clientes. Isso ajuda na hora de definir promoções assertivas que atendam às necessidades do público-alvo específico.

Observar esses padrões comportamentais através de redes sociais também é uma forma de entender a experiência do usuário, como a frequência de uso, quais benefícios as pessoas procuram, lealdade à marca, entre outras coisas.

 

5 passos para ter um nicho de mercado bem definido 

1. Escolha um fator de segmentação

Escolher uma segmentação é fundamental para quem deseja começar no mercado e lançar produtos. 

Para facilitar na hora de definir um nicho, é possível que você segmente seu público por: valores, interesses, localização geográfica, preço, poder aquisitivo, qualidade (grau de exigência), entre outros.

Por exemplo: o mercado de roupas com nicho voltado para moda geek, sendo essa uma segmentação com base nos gostos e no que o consumidor se identifica.

Portanto, é importante seguir essa etapa para entender do que o seu público ideal pensa, gosta, como se comporta e etc.

 

2. Obtenha ajuda do Google para a definição do seu nicho

Se, ainda assim, você enfrenta dificuldades na segmentação de mercado, digite o seu produto ou serviço no Google e “de” ou “para” e veja as sugestões de pesquisa. Por exemplo: “roupas de” sugere “roupas de bebê”, logo, o nicho de roupas para bebês é bastante pesquisado no mecanismo de busca.

 

 3. Produza conteúdo sobre o seu produto/serviço

Ao produzir conteúdo informativo sobre a sua solução, você ganha a possibilidade de obter feedbacks, comentários e uma série de insights que podem dar um rumo sobre o perfil e os interesses da sua persona e dos seus clientes.

Além disso, é importante produzir um conteúdo personalizado e que gere identificação com o seu público, falando e escrevendo diretamente para ele. 

Assim, é possível conseguir adquirir mais informações a respeito do público-alvo e construir uma melhor representação desse cliente ideal.

 

 4. Crie um mapa mental sobre o seu produto/serviço

Quem produz conteúdo já é encorajado a trabalhar com mapas mentais, mas vale a pena reforçar essa dica. Seu cérebro pode estar acostumado com os assuntos que envolvem o seu produto. Mas, a partir do momento em que você passa as ideias para o papel, surge um esforço maior para extrair mais elementos que possuam relação — e eles podem ser as características do seu nicho.

 

 5. Se questione sobre problemas não resolvidos

Normalmente, negócios relevantes são os que resolvem problemas. Pense em gargalos, em dificuldades que as pessoas enfrentam. Junte isso ao seu produto ou à área que você domina. Pode ser que já exista um produto ou serviço que seja a resposta e se ele for pouco explorado, ótimo, ele é seu. Se não houver essa resposta, é hora de criar uma e chamar de sua.

Dessa forma, o nicho de mercado é um conceito simples (o de grupo de pessoas com características semelhantes), mas que oferece benefícios únicos a qualquer empreendedor. Além disso, há vários caminhos que ajudam a definir o seu nicho, o que torna essa tarefa acessível e prática para ser executada.

Gostou de conhecer sobre nicho? Veja outras nomenclaturas do mercado digital.

1 Comentário

  1. […] qualitativos. Por exemplo: #sãopaulo e #sãopaulosaudável (caso o seu negócio online seja do nicho da […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.