Um blog sobre empreendedorismo, negócios digitais e cursos online


Não perca mais nenhuma novidade!

Assine nosso blog e ative as notificações para receber os melhores conteúdos sobre empreendedorismo


Landing Page: o que é e como criar páginas que convertem?

Landing Page_HeroSpark

Seu negócio digital não anda faturando muito? Por algum motivo clientes novos não chegam a sua empresa. No entanto, você não consegue descobrir em que está errando? Bom, talvez o que esteja faltando seja aplicar uma landing page no seu negócio para aumentar as suas vendas!

 

Por isso, neste artigo você vai entender o que é, todo o funcionamento e o porquê da landing page ser uma ferramenta crucial para obter sucesso no mundo do empreendedorismo digital. Inclusive, ficará claro entender qual é a relação da landing page com geração de leads, inbound marketing e funil de vendas. Confira!

 

O que é um Landing Page e por que é importante?

 

O termo “landing page” significa página de aterrissagem. São páginas para preenchimentos de dados que servem para conversão e geração de leads. Você pode implementar uma landing page na home de um site ou blog, se eles possuírem um bom número de visitantes.

 

O tráfego orgânico do seu site pode ser alto, e isso é muito bom! No entanto, ter um número grande de visitantes não garante que todo mundo que conhece o seu site irá finalizar a compra e adquirir o seu produto.

 

Por isso, se você quer que os resultados do seu negócio digital sejam melhores, é fundamental criar uma landing page. Visto que, com essa ferramenta, quando um visitante entra no seu site ou blog, gosta do seu artigo – ou de qualquer outro tipo de conteúdo publicado ali- ou cria interesse pelo que sua empresa oferece, as chances dele querer consumir mais do seu material se tornam bem maiores.

 

O landing page é basicamente uma página de cadastro para receber materiais gratuitos, ter acesso a webinars, comprar cursos online e muitos outros tipos de ofertas. Simples, não é mesmo? No entanto, é por meio dessas páginas que você pode aproveitar para obter dados úteis dos seus clientes para o seu negócio.

 

Uma boa landing page ajuda você a converter mais vendas | Foto: Freepik
Uma boa landing page ajuda você a converter mais vendas | Foto: Freepik

 

Por exemplo, alguém que possui uma empresa de produtos de beleza naturais, poderia oferecer um e-book apontando os benefícios de optar por produtos com menos química. Mas para adquirir esse e-book, o visitante teria que preencher dados específicos na landing page.

 

Com esses dados adquiridos, você consegue ter um panorama do tipo de pessoa que se interessa pela sua empresa, obtém uma base de informações para estudar formas de atingir esse público em específico, além de poder entrar em contato com o lead e criar uma relação mais próxima com ele, aumentando as suas chances de conversão.

 

A princípio, você pode não acreditar que os landing pages são capazes de gerar tanto resultado. Mas entendendo melhor sobre os elementos utilizados na estruturação de uma landing page, como veremos de forma mais profunda adiante, é possível perceber os motivos que tornam esse método tão eficiente.

 

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

 

Estratégias de marketing digital

 

Com um landing page é possível proporcionar informações importantes, que irão ajudar na suas estratégias de marketing digital e, consequentemente, aumentar o seu número de vendas.

 

 

1. Lead Scoring

 

O landing page facilita o lead scoring, que é uma forma de priorizar e rankear os leads dentro das suas estratégias de marketing digital. Isso porque, durante a geração de leads, alguns deles mostram que tem um maior potencial que outros, ou seja, as suas chances de efetivar a compra são mais altas.

Com isso, esse lead de pontuação maior, muito provavelmente, está mais pronto ou mais perto de finalizar a compra que os outros. E por esse motivo deve ser priorizado pela a sua equipe de vendas.

 

Haja vista que assim a oportunidade de negócio não é perdida. O lead scoring deixa o trabalho do vendedor bem mais fácil, otimiza a conversão e constrói um bom histórico dos seus contatos.

 

 

2. Segmentar os seus contatos

 

O landing page também é capaz de segmentar os seus contatos, de acordo com as informações que foram pedidas por você no formulário. Isso é útil para empresas com mais de um produto e, consequentemente, mais de uma persona. Esses negócios precisam distinguir o perfil de pessoa que compra cada mercadoria.

Além disso, uma landing page também ajuda a empresa a distinguir quem está realmente interagindo com a página e interessado nos materiais e conteúdos publicados.

 

 

3. Diminuir o seu custo de aquisição de clientes

 

A landing page é umas das estratégias de marketing digital existentes mais eficiente e barata, que buscam aumentar a geração de leads. Isso porque, para você conseguir as informações que são fornecidas por essa ferramenta seriam necessárias ligações e entrevistas de horas, o que exigiria tempo, investimento e muito trabalho.

 

Porém com uma landing page isso não é necessário. Bem divulgada, a landing page pode fornecer oportunidades de negócios para alimentar toda a sua equipe de vendas durante todo o mês.

 

 

A landing Page é estratégica para o Inbound Marketing

 

Acho que já deu para entender o motivo do landing page ser umas estratégias de marketing digital mais importantes e eficientes, não é mesmo? Entretanto, é preciso entender também como essa ferramenta desempenha um papel fundamental para o inbound marketing, uma vez que, a landing page é capaz de atrair as pessoas certas para a sua empresa.

 

O inbound marketing consiste em uma série de estratégias de marketing digital, como a landing page, que tem como objetivo atrair e converter clientes por meio da disponibilização de conteúdos relevantes. Ao contrário do marketing tradicional, o inbound marketing não vai atrás de clientes, mas sim explora canais, como sites e blogs, para fazer com o público chegue até a empresa.

 

Para que o Inbound Marketing funcione, o conteúdo ofertado na landing page deve fazer com que os potenciais clientes queiram consumir cada vez mais materiais. Dessa forma, eles irão avançar de modo sutil no funil de vendas.

 

Não há estratégia melhor de conversão que o landing pages. Por isso, quando falamos de inbound marketing é impossível não citarmos o landing page como uma das suas principais ferramentas.

 

 

Ligação da landing page com a geração de leads e oportunidades de negócio

 

O principal objetivo de fazer com que os visitantes preencham os landing pages oferecidos é aumentar a geração de leads do seu negócio. Lembrando que, os leads não são somente os contatos de pessoas comuns ou aleatórias, mas de potenciais clientes, que já mostram interesse na sua empresa.

 

Logo, a geração de leads por meio da landing pages significa também mais oportunidades de negócio. Nenhuma empresa vai crescer somente com visitantes. Por isso, é preciso além de atrair pessoas, despertar o seu interesse na sua empresa e produto.

 

Vamos explicar de modo mais específico como a geração de leads pode ajudar você. Basicamente, essas pessoas interessadas na sua marca irão preencher, normalmente, em um primeiro momento, a landing page, apenas com o seu nome e e-mail.

 

No entanto, essas informações iniciais já são muito valiosas. Visto que, a partir desses dados é possível que a sua empresa comece a construir um relacionamento mais próximo com o seu futuro cliente.

 

Por exemplo, aumentando a confiança dele no seu negócio, entendendo quem são os seus visitantes e se eles estão de acordo com a persona definida anteriormente. Além de oferecer a sua equipe de vendas mais oportunidades para fecharem negócios a qualquer momento.

 

Um bom landing page promove não só a geração de leads, mas também deve encaminhar esses potenciais clientes para o próximo nível do funil de vendas até que a compra seja de fato concretizada.

 

 

Funil de vendas e landing pages

 

Uma landing page adequada também ajuda no seu funil de vendas! Para isso acontecer é preciso estabelecer alguns métodos específicos para cada etapa da jornada de compra do cliente. Ou seja, sincronizar o conteúdo oferecido na landing page com o estágio da pessoa no funil de vendas.

 

Conforme os potenciais clientes avançarem em direção a finalização compra, os materiais devem se tornar mais específicos e adquirir ainda mais qualidade. Assim, você consegue atrair, conquistar e fidelizar o seu público por meio do landing page, enquanto ele caminha, de modo sútil, para o final do funil de vendas.

 

Mas afinal o que é o funil de vendas? Ele é uma espécie de planejamento da jornada do cliente. O funil de vendas mostra toda a trajetória de compra de uma pessoa, indicando três momentos: a descoberta da marca, consideração da compra e, por último, a concretização da venda.

 

O objetivo do funil de vendas é levar o cliente até a sua última etapa. A landing page pode, se for feita corretamente, ajudá-lo a fazer a pessoa passar por cada estágio.

 

 

1. Entrada no funil de vendas

 

Para a entrada no funil de vendas, o ideal é produzir conteúdos atraentes. O intuito é prender a atenção do lead para que ele enxergue o seu produto como uma possibilidade que seja no mínimo atraente.

 

 

2. Meio do funil de vendas

 

Já para o meio do funil de vendas, o indicado é fazer conteúdos especializados e específicos que buscam mostrar autoridade. Uma vez que, agora o usuário não é mais um desconhecido. Mas alguém que já conhece a marca e consumiu alguns conteúdos oferecidos anteriormente. Também é a hora de trabalhar em estratégias de conversão do lead.

 

Por isso, a ideia é oferecer conteúdos mais específicos. Eles podem atingir e educar o consumidor interessado, assim, você também consegue fazer com que o lead diminua a sua resistência em fornecer dados.

 

Clientes em potencial têm maior disposição a dar informações pessoais em troca de um conteúdo que possa ajudá-lo. Lembre-se de que conquistar informações é importante, por exemplo, para você conseguir moldar as suas estratégias de marketing digital.

 

 

3. Final do funil de vendas

 

Agora, já na última etapa do funil de vendas, fique atento à perda de qualidade do conteúdo ofertado, o risco disso acontecer é grande. E qualquer erro pode desperdiçar todo o seu esforço até aqui, por isso atenção redobrada nesse estágio!

 

Na última etapa do funil de vendas, use o landing page para se apresentar como a empresa mais indicada a ajudar o visitante. Esse é o tom que a landing page deve seguir. Já os conteúdos oferecidos podem mostrar a descrição de produtos, casos de sucesso, pesquisas de mercado e vídeos explicativos. Isso irá gerar um resultado positivo na conversão de leads e do funil de vendas do seu negócio.

 

 

Como criar uma Landing Page?

 

A composição de uma landing page é um fator decisivo para a conversão dos seus leads. Portanto, ela precisa ter os elementos certos para atrair o público que deseja.

 

Estes são os elementos fundamentais que estão presentes em landing pages que convertem:

 

 

1. Título

A maioria das pessoas muitas vezes lê apenas o título de uma matéria ou até mesmo de posts em redes sociais. Com as landing pages não é diferente.

 

Por isso, o título é a parte principal de uma landing page e o foco nele deve ser total. Pense sempre em passar com muita clareza e objetividade o que você quer divulgar, bem como frases persuasivas e impactantes que chamem bastante a atenção do público.

 

 

2. Formulário

O formulário precisa ter perguntas claras e objetivas para não deixar dúvidas sobre o que deve ser respondido. Também faça o mínimo de perguntas para que o lead não perca o interesse por consequência da grande quantidade de dados que precisam ser preenchidos.

 

As perguntas primordiais são o nome e o e-mail, para conhecer a pessoa e manter contato com ela. Os outros dados devem ser definidos por meio de uma avaliação e pesquisa sobre o que o seu segmento de negócio exige.

 

 

3. Identidade visual da landing page

A identidade visual de uma landing page deve ser minimalista, com o mínimo de elementos visuais possíveis e todos voltados para um objetivo: convencer o lead a preencher seus dados. Utilize uma paleta de cores agradável e tente criar um layout que não distraia os leads do foco principal. Se você não tem conhecimentos em design, é recomendável contratar um profissional.

 

 

4. Elementos visuais

Tente colocar imagens originais e chamativas do seu produto ou serviço ofertado na landing page. Não use imagens já existentes pela internet, pois a sua marca perde a autenticidade. Os botões de call to action também precisam ser estrategicamente posicionados, de forma que a atenção do lead seja voltada a eles.

 

 

5. CTAs

As CTAs (Call To Actions) são frases ou palavras colocadas em pontos estratégicos a fim de convencer alguém a realizar uma ação. Utilize sempre CTAs que fazem com que o visitante sinta que ele tem o poder de decisão, como “Eu quero receber o conteúdo”.

 

 

6. Conteúdo ofertado

Se você quer converter um número alto de leads, é evidente que o conteúdo ofertado pela sua landing page deve ter a melhor qualidade possível. Produza materiais sobre algum assunto o qual você possua certo domínio, se possível contrate um revisor de texto para conferir se não há erros de gramática e confira se todas as informações estão claras.

 

Se o seu conteúdo for uma aula ao vivo, faça uma transmissão bem produzida; com som, imagem e iluminação de qualidade.

 

 

7. Texto da landing page

Os textos utilizados na sua landing page precisam ter a capacidade de convencer o possível cliente. Para isso, é necessário ter um certo conhecimento em copywriting e storytelling para conseguir chamar a atenção do seu público-alvo.

 

Explique detalhadamente todas as informações do seu material, mas também de maneira sucinta para não afastar os leitores com textos muito longos.

 

 

Qual o tamanho certo para uma Landing Page?

 

De modo geral, podemos afirmar que o tamanho ideal para uma landing page depende muito do seu tipo de negócio e o que você está ofertando.

 

Existem casos de sucesso onde uma landing page mais longa obteve mais resultado que uma curta e vice-versa. Desse modo, vale a pena aplicar um teste A/B em sua landing page, criando uma versão mais curta e outra mais longa; alterar elementos visuais e textos específicos, e assim, analisar qual obteve um rendimento maior.

 

Contudo, é sempre bom lembrar que quanto mais objetiva for a explicação de sua oferta, existem mais chances das pessoas prenderem a atenção na página e entenderem melhor.

 

 

Tipos de Landing Page

 

As landing pages possuem objetivos únicos e específicos para situações diferentes. Veja a seguir as landing pages mais usadas e suas principais características.

 

 

1. Página de captura

Uma página de captura é útil essencialmente para capturar o e-mail de um futuro cliente. É bem comum nesse tipo de landing page existir uma troca, onde você oferece, por exemplo, um material para download pelo e-mail do usuário interessado em tal material. Com isso você consegue um cliente potencial para a sua lista de e-mails e pode usá-lo para ofertar outros produtos.

 

2. Página de confirmação pendente

Esta landing page é uma das mais simples mas é uma das mais funcionais, pois faz com que seja necessário uma tomada de ação do usuário.

 

Basicamente, depois que o e-mail é capturado, o potencial cliente é redirecionado para uma página de confirmação pendente, então é preciso que ele vá até sua caixa de e-mail confirmar a sua inscrição para que possa receber seu material. Dessa forma você garante que o e-mail da sua empresa seja visto pelo usuário e que em futuros envios você não caia na caixa de spam.

 

 

3. Página de vendas

Uma página de vendas oferece diretamente um produto ou serviço. O principal fator que atrai um possível comprador nesta página é o convencimento com soluções para o problema do cliente.
Logo, colocar um FAQ, depoimentos positivos de outros compradores e os benefícios do seu produto ou serviço, certamente irá te trazer mais chances de conseguir um comprador.

 

4. Página de agradecimento

A página de agradecimento é onde o botão para adquirir o material ofertado estará disponível. Nela você pode aproveitar para escrever uma mensagem de agradecimento e assim criar uma relação mais próxima com o lead.

 

Mas é possível aproveitar também a página de agradecimento para linkar outras ofertas relacionadas. Voltando ao exemplo da empresa de produtos naturais: o lead baixou o e-book sobre benefícios de produtos com pouca química.

 

Assim, talvez ele possa se interessar por um outro e-book, agora sobre como os produtos naturais impactam menos o meio ambiente. Dessa maneira, ele ficará cada vez mais próximo de comprar produtos daquela empresa.

 

Outra técnica utilizada, é o oferecimento de testes grátis de serviços, como por exemplo, os primeiros módulos de um curso online, ou coisas relacionadas.

 

 

Dicas para criar uma Landing Page que converte

1. Crie uma persona

Ao ter uma persona definida para seu negócio, fica muito mais fácil entender como o seu público se comporta, qual é o problema dele e qual a melhor forma de apresentar a solução.
Consequentemente, com uma persona definida, você vai saber exatamente o tipo de CTA e copy que atrai o seu tipo de público.

 

 

2. Não coloque links de saída na sua landing page

 

Quando você coloca links de saída para outras páginas, está induzindo o visitante a sair da sua landing page. É primordial que o foco esteja totalmente voltado apenas à sua oferta e dispersar o seu público com links externos é um prato cheio para perder clientes futuros.

 

3. Foque no problema do seu futuro lead

 

Ninguém gosta de perceber que possui um problema e não sabe como resolver. Identificar a dor do seu possível lead e expor isso na sua landing page, com certeza fará com que ele sinta-se instigado a saber qual será a solução proposta pela sua empresa.

 

 

4. Adicione um vídeo a sua landing page

 

Um vídeo explicativo pode ser um ótimo complemento para a descrição de sua oferta, pois com esse formato de mídia, é possível mostrar como funciona o produto ou serviço que você está ofertando, por exemplo.

 

SEO e landing page

 

O SEO (Search Engine Optimization) ou em português otimização para motores de busca, pode ajudar você a melhorar o seu landing page. Não adianta nada fazer o landing page de forma correta, mas ninguém chegar até ele, não é mesmo? Para essa ferramenta funcionar é necessário divulgação.

 

Há diversos canais para divulgar o seu Landing Page, mas com certeza os motores de busca são uma das melhores formas. E para conseguir isso é necessário adaptá-lo ao SEO.

 

O seu diferencial do SEO é oferecer tráfego de qualidade e no momento certo, ou seja, na hora em que a pessoa está buscando por aquela informação. Otimizar sua Landing Page, além da sua página ou blog para estar no topo das buscas nos mecanismos de busca significa que o visitante irá precisar percorrer percorrer menos passos até converter e se tornar um lead.

 

 

Palavra-chave

 

Mas como adotar uma landing page otimizada para os motores de busca? A principal forma é mais fácil de fazer isso é adotando na landing page palavras-chave. Mas elas devem ser escolhidas de acordo com alguns critérios.

 

A palavra-chave precisa levar em conta a etapa do funil de vendas e jornada de compra em que a pessoa se encontra naquele momento. Esse é o ponto central da estratégia para landing page. Sendo assim, para atrair visitantes nas primeiras etapas, você pode acrescentar à sua palavra-chave alguns termos específicos como: dicas, guia, aprender, como e como fazer.

 

Mas caso o objetivo seja atrair visitantes que estejam considerando uma solução e prestes a decidir, é indicado ter como palavra-chave, por exemplo, comprar, preço, desconto, melhor opção de comparativo.

 

Não use qualquer palavra-chefe que seja muito genérica. Porque a competição pelos primeiros lugares do mecanismo de busca com esses termos é mais acirrada. Tente especificar a palavra-chave ao máximo e não deixe de oferecer artigos bem completos e didáticos.

 

 

Como acompanhar as métricas de uma Landing Page?

 

É fundamental acompanhar os resultados orgânicos provenientes da sua landing page, para saber em que aspectos está acertando e onde ainda existem erros de performance.
Existem 5 métricas principais as quais você deve sempre ficar atento:

1. Taxa de conversão

É analisando a taxa de conversão que você irá saber quantas conversões sua landing page está fazendo. A taxa de conversão é um cálculo de quantas pessoas realizaram uma determinada ação na landing page, como preenchimento dos dados, cliques nos botões de CTA, etc.

Confira semanalmente essa métrica, para saber o que deve ser ajustado para obter melhores
resultados.

 

 

2. Taxa de rejeição

A taxa de rejeição mostra a porcentagem de pessoas que saíram de sua landing page sem qualquer tipo de interação.

 

Isso acontece porque seus textos podem estar confusos, a sua oferta não cumpre o que promete ou as pessoas que estão caindo na página não são o seu público-alvo.

 

 

3. Taxa de saída

Diferente da taxa de rejeição, a taxa de saída analisa a porcentagem de pessoas que interagiram de alguma forma com a landing page porém saíram da página depois.
Se a taxa de saída da sua landing page está muito alta, pode ser que ela não esteja muito bem estruturada e pouco compreensível.

 

 

4. Taxa de cliques

Essa taxa calcula o número de cliques em cada um dos botões existentes na landing page. Se a taxa de cliques estiver alta, significa que a landing page está intuitiva e fácil de entender.
Por isso, é importante saber como utilizar CTAs que chamem atenção, pois assim a sua taxa de cliques não vai diminuir.

 

 

5. Custo por lead

O custo por lead é uma métrica que mede quanto você está investindo em cada lead convertido. É importante sempre estimar um valor dentro do seu orçamento que você pode gastar com as campanhas e acompanhar o número de vendas resultado delas.

 

Se o custo por lead estiver dentro ou abaixo do que você estimou, a sua landing page está no caminho certo, mas se o valor estiver acima, é preciso mudar de estratégia.

 

Agora que você entendeu a importância de aplicar uma landing page no seu negócio, provavelmente está querendo logo colocar tudo em prática e converter milhares de leads por mês, não é mesmo? Mas criar uma landing page do zero pode ser um tanto complicado se você não possui os conhecimentos necessários, por isso, vamos mostrar a solução perfeita para esse problema.

 

 

Como o SparkFunnels pode te ajudar a criar uma Landing Page?

 

Como você deve ter percebido, criar uma landing page exige conhecimento sobre diversas áreas como programação, design, copywriting e até mesmo um pouco de storytelling, além de exigir muito tempo e energia.

 

É muito provável que você talvez não saiba todas essas coisas e nem possa pagar alguém para fazer. Mas isso não é um problema!

 

Hoje em dia já existem diversas ferramentas que te auxiliam na criação de uma landing page e que podem colocá-la no ar instantaneamente. Utilizando essas plataformas, você economiza tempo,   aumenta a produtividade e gera leads mais rápido.

 

Com o SparkFunnels, você consegue montar uma landing page Com ela não é necessário ter conhecimentos de programação, pois os templates já estão prontos para você usar!

 

 

Nós utilizamos títulos e descrições testadas e aprovadas que geram resultados, além de muitas outras funcionalidades necessárias para o processo de um funil de vendas. E a maior vantagem de tudo isso: o SparkFunnels é totalmente gratuito!

 

Mostramos a você nesse artigo todas as informações necessárias para criar uma landing page e também uma super dica de plataforma para começar a converter leads – o SparkFunnels.

 

Então corra para montar a landing page ideal para seu negócio e se torne mais um empreendedor digital de sucesso! Se você ficou com alguma dúvida, comente aqui embaixo e vamos responder o mais rápido possível.

 

 

Conheça a SparkFunnels

 

Quer aumentar ainda mais as suas taxas de conversão? Assim como a landing page, a SparkFunnels pode ajudar você a atingir esse objetivo! Essa é uma ferramenta da HeroSpark para criação de funis de venda de alta conversão. Então, você está esperando o que para conhecer o que a SparkFunnels para aliá-la a uma ótima landing page? Acesse aqui e faça o seu cadastro!

Mais artigos para você

Análise SWOT: exemplo de como fazer no seu negócio digital

Se você está procurando uma ferramenta para ajudar na construção de um planejamento estratégico mais assertivo, que tal usar a …

Memes no marketing digital: como usar e exemplos

Imagens, vídeos, frases e outras mídias ressignificadas com alcance viral: por que usar memes no marketing digital não seria uma …

Ensino híbrido: como iniciar na sua escola

O ensino híbrido é uma das grandes apostas da educação para o século XXI. Embora tenha surgido antes da pandemia …

Como empreender do zero: veja o passo a passo

Se você deseja ter seu próprio negócio, mas ainda não sabe como, o empreendedorismo digital é uma ótima saída para …

O que é Análise SWOT e por que utilizar no negócio digital?

Se você pretende ingressar no mundo do empreendedorismo digital, precisa conhecer todas as ferramentas e as técnicas de gestão existentes …

Planejamento estratégico de marketing em 5 passos

Primeiramente, como está o planejamento estratégico de marketing da sua empresa? Será que você está fazendo esse processo da maneira …