LGPD  no e-mail marketing é uma aplicação feita para preservar a privacidade e a segurança do sistema do endereço eletrônico de mensagens. Quer entender melhor sobre o que é a LGPD Brasil e como adequar suas estratégias à Lei? Continue lendo o post para conferir mais!

 

LGPD no e-mail marketing

 

O marketing digital necessita se manter atualizado com várias outras áreas para que permaneça com práticas eficientes e, acima de tudo, legalmente aceitas. Nesse contexto, a chamada lei LGPD recentemente gerou a urgência de adaptações nas práticas do marketing digital, como o e-mail marketing.

 

Ao modificar diretrizes de dados e propor novas regulamentações em vigência, a lei tornou necessária a aplicação de uma LGPD no e-mail marketing. Dessa forma, esse método e o marketing digital como um todo se mantém alinhados com os rumos de privacidade e segurança online.

 

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

 

O que é a LGPD?

 

É comum o uso apenas da sigla para se referir à lei. Entretanto, ela é oficialmente nomeada Lei Geral de Proteção de Dados e, no Brasil, foi sancionada em 2018. Em 2020, quando entrou em vigor, gerou debates e a necessidade de reformular diretrizes de privacidade e segurança na web.

 

Ela foi inspirada na lei europeia GDPR (General Data Protection Regulations), com apenas algumas diferenças, devido ao aumento de casos de vazamento de dados nos últimos anos.

 

Basicamente, a LGPD Brasil prega o estabelecimento de regras claras para o usuário sobre coleta, armazenamento e compartilhamento de seus dados pessoais. Isso envolve qualquer informação conectada à pessoa, e todo tratamento operacional com os dados de cada indivíduo.

 

As penalidades para o não cumprimento dessas normas também foram endurecidas na lei LGPD Brasil, fazendo com que as empresas que antes não possuíam um filtro em relação à coleta de dados dos usuários apenas quando estritamente relevante, passem por mudanças em sua operação.

 

A LGPD no e-mail marketing é essencial para manter a empresa segura e atualizada | Foto: Unsplash

A LGPD no e-mail marketing é essencial para manter a empresa segura e atualizada | Foto: Unsplash

 

LGPD x Marketing Digital

 

Uma das técnicas do marketing digital é o chamado email marketing. Esse método consiste no disparo de emails para um certo público, como uma lista de contatos. É comum o uso de ferramentas de automação para isso. O objetivo principal gira em torno de alcançar uma comunicação com o usuário, completando uma ação de marketing.

67 headlines para páginas de vendas

 

Por meio do e-mail marketing, é possível divulgar produtos, ofertas, dentre outras “panfletagens”. Isso funcionou por certo tempo, mas acabou gerando certo incômodo aos usuários quando vinham acompanhados de vírus ou simplesmente chegavam num volume insistente e desagradável. E o principal: sem a permissão do usuário.

 

A LGPD no e-mail marketing se relaciona exatamente com a permissão do usuário para coleta, armazenamento e uso de seus dados. Se for necessária a obtenção de qualquer tipo de dado, a empresa terá que justificar ao usuário antes de obtê-los.

 

Além de tudo, esse processo de obtenção só poderá ser concluído a partir do consentimento ou do legítimo interesse, duas bases legais para registro de dados que devem ser consideradas no marketing digital. A escolha por uma ou por outra linha varia de acordo com a dinâmica da empresa e o funcionamento das ações de vendas.

 

Como adotar a LGPD e-mail marketing?

 

Para que as estratégias de marketing digital, especialmente no e-mail marketing, estejam alinhadas com os princípios da LGPD, algumas questões precisam ser revisadas.

 

Base de lead

Sua base de leads, por exemplo, que consiste em potenciais clientes que já demonstraram algum tipo de interesse no serviço oferecido, precisa autorizar o tratamento dos dados que você possuir deles.
Esses clientes terão de ser alcançados por métodos mais orgânicos de geração de interesse, o que pode até resultar em relações mais fortes e transparentes com eles – um dos pontos positivos dessa readequação de bases legais.

 

Especificar o motivo dos dados solicitados

Um dos maiores pontos-chave é realmente deixar tudo bem claro para o usuário! Especifique o motivo pelo qual os dados requisitados são relevantes e quando eles estão sendo usados, sempre mantendo a essência de conversa mais direta que pauta o email marketing.

 

Oferecer opções de conteúdo

Caixinhas de “Quais conteúdos deseja receber?” realizam o papel de filtrar o conteúdo que chega na base de leads e ajuda a segmentar melhor os clientes a partir de seus interesses, promovendo a aquisição de clientes. Além de colocar seu e-mail marketing um passo dentro da LGPD Brasil.

Aprenda estratégias de e-mail marketing com a HeroSpark

E você, já sabe como crescer suas estratégias de e-mail marketing? Se ainda não, a ferramenta SparkFunnels pode ser uma boa aplicação. Ferramenta oferecida pela HeroSpark, a SparkFunnels te ajuda a criar funis de venda de alta conversão de forma rápida e eficiente.

 

 

Em uma mesma plataforma, é possível disparar emails automatizados, criar landing pages e muito mais. A ferramenta facilita o seu processo de mudanças com a LGPD no e-mail marketing e outros processos do marketing digital. Clique aqui e confira tudo sobre a SparkFunnels!

pesquisa panorama dos negócios digitais