herospark comece grátis agora

O marketing é uma das ferramentas necessárias para um melhor desenvolvimento de um negócio digital. E para que este consiga uma boa adesão do público é preciso apostar no marketing de comunidade.

 

Mas, antes de dar um passo em busca de beneficiar determinado negócio na internet, é essencial entender sua definição, para saber como realizá-lo. Além de se inspirar em grandes exemplos que usaram o marketing de comunidade ao seu favor.

 

O que é o marketing de comunidade?

 

Antes de definirmos marketing de comunidade, é necessário compreender o que significa comunidade. Nesse sentido, a comunidade se refere a um grupo de pessoas com interesses parecidos. Elas têm algo em comum que as fazem desejar participar de uma comunicação muito além de consumidor e fornecedor, mas uma ligação entre os consumidores. E as redes sociais fazem muito bem esse papel de conectar indivíduos de modo a criar uma comunidade.

 

Dessa forma, o marketing de comunidade é capaz de formar um lugar interativo para que a relação entre as pessoas se estabeleça e a marca possa compartilhar seus produtos e serviços aos consumidores. Essa prática gera sempre engajamento, diálogos e um reforço das ligações, mesmo por meio virtual, em que a diversidade de consumidores e interesses é cada vez maior.

 

O marketing de comunidade é responsável por “estreitar laços” e observar os desejos e opiniões em relação a sua marca ou negócio digital. Assim, é possível compreender que existe uma dinâmica favorável para o consumidor, que consegue acompanhar mais de perto a marca.

 

Além disso, ele está em um espaço em que pode se sentir parte do todo. Já o fornecedor é capaz de monitorar melhor os desejos dos cliente e aperfeiçoar o atendimento, produtos ou serviços do seu negócio.

 

Como fazer o marketing de comunidade?

 

Para realizar esse tipo de marketing é necessário começar uma comunidade. Nessa trajetória, ter um objetivo bem definido para sua marca é essencial para realizar esse tipo de marketing de comunidade. Assim, o negócio digital pode se destacar e tornar essa comunidade cada vez mais atrativa pelos diferenciais proporcionados pelos produtos ou serviços.

 

Somado a isso, para realizar esse tipo de marketing, também é imprescindível conhecer quem é o público-alvo do negócio digital. Ou seja, pessoas que já expressam interesse por aquele serviço ou produto, além daqueles indivíduos curiosos em uma imersão na comunidade.

 

Portanto, “capturar” esses consumidores (ou possíveis consumidores) deve agregar para a permanência e desenvolvimento da comunidade.

 

Outro ponto a se explorar é trazer conteúdos relevantes, tanto para o consumidor quanto para o fortalecimento da sua marca. Assim, para fazer com que a comunidade permaneça em um constante diálogo e compartilhamento de ideias é preciso trazer não apenas conteúdos sobre a sua marca, mas também ensinar e gerar valor para os consumidores.

 

Para isso, o marketing de conteúdo é uma boa opção para somar a esse espaço compartilhado e estimular membros (e conseguir novos membros) a uma participação realmente ativa na comunidade.

 

Veja, a seguir, algumas dicas práticas para implementar o marketing de comunidade em seu negócio.

 

Saiba com quem você fala

 

O primeiro passo sempre é definir seu avatar. Saiba quais clientes você quer atingir, caso contrário, não irá atingir ninguém.

 

Veja mais sobre construção da persona ou avatar:

 

 

Atenção ao conteúdo

 

Faça um conteúdo atrativo e compartilhável, de acordo com o que o interessa o seu público. Isso fará seus clientes comentarem, compartilharem e interagirem com sua marca.

 

Periodicidade é a chave

 

Outra dica, que conversa com a dica anterior, é manter a periodicidade do seu conteúdo. Não adianta fazer um conteúdo muito bom e sumir. É preciso ter frequência.

 

Crie uma comunidade

 

A última dica é: estimule o compartilhamento de experiências. Assim, você irá construir uma comunidade em torno da sua marca, sempre mantendo o respeito e o bom relacionamento com os clientes.

 

Exemplos de marketing de comunidade que deram certo

 

Nessa visão, com a definição e a compreensão de como realizar o marketing de comunidade, os
exemplos se destacam diante das empresas. São exemplos de sucesso Apple e Starbucks. Elas sempre procuram desafiar e dar um propósito para os membros da sua comunidade.

 

A Apple, por exemplo, conquistou clientes que são defensores da marca. Assim, eles estão sempre dispostos a comprarem o que a Apple lançar: seja um novo iPhone, Macbook ou Apple Watch. A Starbucks, por sua vez, tem um atendimento diferenciado, na medida em que o atendente escreve nome do cliente no copo da bebida; o ambiente das cafeterias é aconchegante e com wi-fi incluso e as embalagens têm um design criativo, muitas vezes com explosão de cores e formas.

 

Tendo todo o conhecimento sobre marketing de comunidade, é necessário o contínuo aprendizado sobre a área de marketing. Para isso, a HeroSpark pode ser a solução ideal para conquistar um satisfatório resultado ao seu negócio digital através de ferramentas que possam enriquecer o conhecimento.

 

O SparkStart é um programa da empresa HeroSpark, que pode oferecer esse tipo de serviço para o seu negócio digital.

1 Comentário

  1. Alexandre disse:

    Muito bom quando se encontra mesmo que sem querer
    conteudos como deste blog e o artigo aqui, gostei muito do
    que lí aqui… Valeu!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *