Um blog sobre empreendedorismo, negócios digitais e cursos online


Não perca mais nenhuma novidade !

Assine nosso blog e ative as notificações para receber os melhores conteúdos sobre empreendedorismo


Estudo online: Boas práticas para manter foco do aluno

estudo online

Veja dicas de como garantir que seus alunos se engajem no estudo do seu curso online

 

Em tempos de “economia” da atenção, as aulas online contam com muita concorrência. Saber que seus alunos checam redes sociais durante a aula e não dedicam seu tempo de maneira ininterrupta para assistir os cursos deve ser uma premissa conhecida de todo tutor ao desenvolver seu material. Um estudo baseado em técnicas de rastreamento ocular, publicado na Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e à Distância comprovou isso. 

 

Já em 2015 a Microsoft demonstrou essa tendência de fragmentação com um estudo que constatava a redução no tempo de concentração. Se no ano 2000 um humano podia se concentrar em um tema por 12 segundos, 15 anos depois esse tempo foi reduzido a 8 segundos. Isso se deve majoritariamente ao avanço da tecnologia, ao uso de diferentes telas simultaneamente e ao uso massivo de redes sociais, que usam estímulos baseados em estudo biológicos para atrair a atenção dos usuários.

 

Esses dados não devem significar algo negativo, mas sim um ponto de partida para planejar ou reestruturar a interface e a forma como seu curso online está sendo ofertado.

 

Continue lendo para conhecer boas práticas de estudo online que você pode recomendar aos seus alunos para que eles tenham um melhor desempenho no curso escolhido.

Boas práticas para seu aluno no estudo online

O papel do tutor no estudo online

Uma das principais motivações para o aluno de EaD é perceber que seu professor/tutor gosta do que faz. Demonstrar que é apaixonado por conhecimento e por compartilhar o que sabe é um bom ponto de partida para manter o foco dos alunos nas suas aulas.

 

Aprendizagem ativa e colaborativa

Como mencionado no ponto anterior, é claro que o tutor ainda tem um papel importante no aprendizado, porém, o estudo online privilegia os sistemas de aprendizagem ativa e colaborativa. As aulas expositivas, herança da criação das universidades, no século XIII estão baseadas na centralidade no professor e na indisponibilidade de material acessível a todos os alunos.

 

Se a própria aula expositiva vem sendo questionada há pelo menos 200 anos, em tempos de internet e fartura de fontes oficiais de conhecimento a um clique de distância fica fácil entender o advento dos conceitos de aprendizagem ativa e aprendizagem colaborativa.

 

Aprendizagem ativa

Neste método de ensino o protagonismo passa do professor/tutor para o aluno. Para manter o engajamento dos estudantes é necessário criar envolvimento com o tema estudado, sobretudo do ponto de vista de facilitar a construção do conhecimento.

 

Vale investir em gamificação, estimular a criação de projetos e compartilhar o plano de aulas fazendo com que eles tenham contato com o conteúdo antes da aula. Além disso, vale apena também também indicar outros sites para pesquisa onde eles possam, por conta própria, se expor a atividades e conhecimentos complementares.

 

Aprendizagem colaborativa

Para qualquer assunto sempre pode haver mais de um ponto de vista. Aprender a ouvir e debater com os demais alunos é essencial para que o estudo online seja efetivo. Estar longe fisicamente dos demais estudantes já não é motivo para isolamento.

 

O tutor, por sua vez, além de incentivar a troca de informações e interpretações por meio dos fóruns do ambiente online deve se utilizar dos insights encontrados neste ambiente como feedback. Assim, poderá aperfeiçoar sua técnica de ensino e abordagem do conteúdo.

 

Desafios como forma de estímulo

Desenvolver estímulos para manter os alunos engajados deve ser uma meta de todo tutor. O ambiente de aprendizagem precisa ser interessante não apenas por oportunizar o contato com novas visões de mundo e pensamento crítico, mas valem aqui também os estímulos visuais. Aposte em cenários diferentes e visitas virtuais a museus para criar elementos novos que surpreenderão os alunos e instigarão sua curiosidade.

 

Ajude na criação de rotinas de estudo

Existem algumas táticas que dependem do aluno para que o estudo on-line cumpra seu objetivo. Uma delas é a criação de uma rotina de estudos. Seja estudar todos os dias no mesmo horário, ou pelo menos uma hora por dia, ou três vezes por semana. Dependerá da disponibilidade do estudante, mas ter uma rotina é uma forma de educar seu cérebro e se manter motivado.

 

Se o tutor puder disponibilizar ferramentas que ajudem nesta tarefa como indicar aplicativos ou disponibilizar sistemas de agenda na plataforma é uma forma de criar vínculo e demonstrar que você se importa com eles e com seu desempenho nos estudos.

 

Explore as mídias

Cada aluno tem uma forma de aprendizado. Uns podem se dar melhor com formatos em áudio, outros preferem vídeo e alguns entendem melhor o conteúdo em forma de texto. Gráficos, mapas mentais e os outros formatos mencionados são boas formas de tornar o conteúdo mais interessante e acessível a todos.

 

Revisões

O estudo mencionado na introdução do texto, que acompanhou o movimento dos olhos dos alunos de EaD identificou que materiais auxiliares como anotações foram utilizados por quase 100% dos alunos. Aliás está comprovado que escrever com suas palavras ativa mais redes neurais do que digitar.

 

Portanto incentive os alunos a escrever, se for o caso, deixe um tempo de silêncio nos vídeos ou dê comandos para que eles pausem a aula. Assim, eles possam se dedicar a registrar no caderno aquilo que entenderam sobre o conteúdo.

 

Revisar o que foi abordado é vital para a fixação de qualquer conteúdo. O registro por escrito é parte importante das revisões por ser mais fácil e ágil do que voltar o vídeo ou revê-lo para encontrar o momento em que uma informação foi abordada. 

 

Outra alternativa para incentivar a revisão é disponibilizar exercícios que estimulem a aplicação prática do que foi ensinado.

 

Objetivos do estudo online

Uma das formas de apoiar os estudantes e demonstrar suporte pode ocorrer já no início da interação, no momento de escolha do curso. Disponibilizar material de orientação ou uma pesquisa que ajude o aluno a entender seus objetivos antes de escolher o curso pode garantir maior engajamento e aproveitamento das aulas, bem como uma menor taxa de abandono.

 

Para que o aluno esteja satisfeito é necessário que ele saiba o que procura. Com um objetivo claro e um bom curso à disposição você garante a fidelização e talvez até um embaixador para seu curso.

 

Veja mais informações sobre como abrir sua escola online.

 

 

Mais artigos para você

Coprodução: como criar um negócio digital sem produzir o conteúdo

A coprodução é o ato de comercializar um produto digital em parceria com outras pessoas, ou seja, quando um produtor …

5 ferramentas e técnicas de tomada de decisão obrigatórias para empreendedores

Uma decisão errada pode ajudar ou atrapalhar um negócio. E os empreendedores precisam tomar centenas de decisões todos os dias. …

O que é freelancer e como contratar um para seu negócio

Você pode até ter contratado este profissional alguma vez na vida, mas nem percebeu, então, o que é freelancer? Normalmente, …

Tráfego pago: o que é e como funciona

Tráfego pago é uma ferramenta de marketing digital que possibilita alavancar os acessos ao seu site ou blog. Por meio …

Links Patrocinados: o que é e quais ferramentas utilizar

Links patrocinados são as melhores soluções para as desvantagens do tráfego orgânico. Por mais que você prefira um posicionamento no …

O que é Marketing de Conteúdo?

Se você é um empreendedor digital e ainda não sabe o que é Marketing de Conteúdo, não se preocupe, ainda …