O marketing de uma empresa abrange diversos detalhes que devem ser pensados para que ela se destaque em meio às outras, seja no marketing digital ou tradicional. 

Por isso, é preciso pensar no conteúdo que será feito, nas imagens inseridas e na psicologia das cores. Muitos podem não perceber, mas o uso dos tons certos é muito importante para chamar a atenção do público e transmitir a mensagem correta. 

Neste artigo, vamos apresentar a importância da psicologia das cores na estratégia de posicionamento das marcas e descobrir como é possível aplicá-la no lançamento de infoprodutos. Boa leitura!

O que as cores significam na psicologia?

A psicologia das cores estuda a forma como nosso cérebro comporta-se diante de informações que recebemos visualmente. 

Sendo assim, essa área analisa e define quais os efeitos que cada cor gera nas pessoas, como mudanças nas emoções, nos sentimentos e na criação de desejos.

Sabemos que, no design, o uso das cores é levado muito a sério, pois elas podem mudar nossos sentimentos e experiências em relação a produtos e até experiências. 

Isso acontece porque, antes de processar o conteúdo de certa estratégia de marketing e o seu significado, nosso cérebro processa as informações visuais.

Portanto, o foco da psicologia das cores é transformar cores em sensações. Sendo assim, ela dedica-se não só em entender o significado de cada uma, mas também em estudar as mudanças e comportamentos que elas podem trazer ao nosso cérebro.

A partir desse estudo, as cores podem ser usadas de diferentes formas e em diferentes situações, como em decorações, publicidade, moda e marketing.

 

Como a psicologia das cores surgiu?

O estudo das cores começou com Isaac Newton, em 1666, quando o cientista descobriu que, quando a luz branca passa por um prisma, separa-se em diversas cores, conhecidas como primárias. E que essas cores, quando misturadas, criam as cores secundárias.

Johann Wolfgang Von Goethe, um cientista alemão, escreveu o livro “Teoria da Cor”, em 1810. Nessa obra, ele mostra que a visualização da cor não depende somente da luz e do ambiente, mas também da percepção individual que cada um tem.

Essa pesquisa influenciou diversos artistas da época e tornou-se popular no mundo da arte. É por conta dela que, até hoje, as cores e suas aplicações são estudadas e podemos usá-las de diversas formas.

 

Qual é o significado de cada cor?

Amarelo

O amarelo é uma cor primária muito utilizada para o estímulo ao apetite, já que está ligada à fome. Sendo assim, é muito usada na construção da identidade visual de restaurantes.

Alguns exemplos de redes alimentícias que utilizam o amarelo são Burger King e McDonald‘s. 

Essa cor, que faz parte do grupo das cores quentes, também é usada para chamar a atenção das pessoas, fazendo com que elas foquem em algo imediatamente. 

Além disso, transmite ideia de acolhimento, otimismo e esperança. 

 

Azul

Há diversos tons de azul. O mais escuro relaciona-se com confiança, poder e autonomia, sendo mais frequente em marcas corporativas, principalmente porque a cor pode reforçar a confiança dos clientes em relação a uma marca.

Já o azul claro oferece uma ideia de sucesso e de produtividade. Por ser a representação da cor da água, também transmite frescor, sendo parte do grupo de cores frias. 

 

Branco

O branco é uma cor neutra que, normalmente, está associada à sensação de harmonia, paz e tranquilidade. 

Ela sozinha não tem tanto efeito na psicologia das cores no marketing. Mas, quando combinada com alguns outros tons, oferece um contraste interessante. 

Geralmente, é usada em fundo de blogs e e-mails com uma outra cor de mais destaque.

 

Cinza

O cinza também pode ser considerado uma cor neutra. Dessa forma, na maioria das vezes, é usado junto com outras cores mais chamativas.

Empresas de tecnologia costumam utilizá-lo muito, pois ele ajuda a transmitir uma imagem de modernidade e inovação. 

Além disso, seu significado, de acordo com a psicologia das cores, vai ao encontro de profissionalismo e responsabilidade.

 

Alaranjado

O alaranjado é formado por duas cores consideradas fortes: o vermelho e o amarelo. 

Geralmente, está associado às boas energias e à alegria. Por esse motivo, o laranja é muito usado em materiais que buscam transmitir energia e entusiasmo.

Além disso, inspira dinamismo e movimento e é bastante usado no esporte: elementos como bolas, quadras e pistas normalmente são nesse tom.

Outra informação importante é que essa cor auxilia a cativar clientes, especialmente pela confiança e energia que transmite.

 

Marrom

O marrom é utilizado por pessoas que buscam elegância e está relacionado a um conceito de rusticidade. Ele consegue transmitir um sentimento de organização e engajamento.

Muitas empresas de decoração, por exemplo, o utilizam para transmitir esse conceito elegante e, ao mesmo tempo, moderno.

Imagem de oferta Imersão Foguete Digital

 

Preto

O preto também é uma cor neutra e está relacionado à força e à elegância. Normalmente, empresas ou pessoas que estão buscando empoderamento, utilizam-no em suas identidades visuais.

Sua neutralidade faz com que a combinação com outras cores seja mais fácil em diversas ocasiões, principalmente com o branco, formando o clássico branco e preto.

 

Rosa

O rosa traz delicadeza e inocência no seu tom mais claro, que é usado em marcas que definem a criança como perfil do cliente ideal.

O rosa escuro pode estar relacionado a traços mais novos, aspectos mais modernos. Segundo a psicologia das cores, essa cor desperta o desejo por consumir inovações em produtos e serviços.

 

Roxo

O roxo transmite uma sensação de nobreza e sabedoria. A sua aplicação é comum em clínicas de saúde, por exemplo.

Ultimamente, também é uma cor que está relacionada à tecnologia e inovação.

 

Verde

A relação do verde com a natureza é inevitável e imediata. Ele também nos remete à saúde, à harmonia e ao frescor, justamente por estar ligado ao meio ambiente. 

Não é à toa que algumas marcas exploram isso em seus produtos de higiene.

Ele também pode ser usado para transmitir coerência e equilíbrio em suas ações.

 

Vermelho

É uma cor que desperta urgência e nunca passa despercebida. Por isso, é muito usada em promoções.

Pode ser considerada o oposto do azul, e transmite vigor, velocidade, urgência e cenários de guerra.

Na psicologia das cores no marketing, a cor vermelha é normalmente utilizada em restaurantes, pois representa fome e rapidez.

Para além das cores, aprenda como engajar mais no Instagram:

 

 

Como aplicar a psicologia das cores no meu negócio?

As características do seu negócio precisam estar claras por meio dos tons escolhidos, já que eles podem ajudar os seus clientes a identificar:

  • O propósito do negócio;
  • O modelo em que ele se encaixa;
  • Seu avatar;
  • Os possíveis preços;
  • As temáticas a serem abordadas.

Ao criar o marketing da sua empresa, é preciso não ter medo de mexer com as emoções dos seus clientes.

Por isso, abra a paleta de cores e aplique-a corretamente em materiais publicitários, apresentações, campanhas e até mesmo no site.

Na hora de desenvolver sua marca, é muito importante lembrar que as cores influenciam na forma como os clientes enxergam a personalidade da marca em questão. 

Então, pense não só na criação das campanhas de marketing digital, mas também na parte estética de suas plataformas.

 

Por que aplicar a psicologia das cores?

O uso da psicologia das cores no marketing está sendo levado cada vez mais a sério devido às diferentes sensações e sentimentos que as cores podem transmitir.

Muitas vezes, só o uso das cores já é suficiente para transmitir um tipo de mensagem, uma vez que é essa a informação que os olhos humanos processam em primeiro lugar.

A QuickSprout desenvolveu uma pesquisa que mostra que as cores influenciam na percepção de preço que os consumidores têm. Além disso, cerca de 80% dos consumidores, somente pela cor, já conseguem reconhecer marcas.

Também de acordo com o mesmo estudo, a efetividade do anúncio colorido é 26% maior em comparação com versões preto, branco e/ou cinza.

 

Quais cores usar?

É fundamental analisar todos os significados das cores e combiná-las coerentemente. Veja abaixo alguns exemplos de utilização das cores de acordo com os significados:

  • Infoprodutos relacionados a finanças podem utilizar cores ligadas a sensações de segurança e confiabilidade, como o azul e o verde;
  • Um programa de mentoria para formação de lideranças que busca um grupo seleto pode investir no preto para sua campanha;
  • Se o produto digital é voltado para alimentação, amarelo é uma boa pedida.

Caso você opte por uma combinação de cores diferentes, pense bem no que cada uma delas significa e no que será passado para seus consumidores, a fim de evidenciar as características da sua empresa.

 

As cores podem atrair tipos específicos de público?

Cada cliente reage de uma forma diferente. Por isso, é necessário que a sua escolha seja feita de acordo com o público que você deseja atingir.

  • Consumidores tradicionais são mais afetados quando são usadas cores como o pink e azul-claro.
  • Se o seu negócio oferece soluções rápidas e busca por consumidores impulsivos, sugerimos que aposte nas cores vermelho, laranja, preto e azul-royal.
  • Ao buscar atingir consumidores com orçamento controlado, verde-água e azul-marinho são as cores que mais chamam a atenção do público que procura por preços baixos. Por isso, são muito usadas por bancos e lojas de departamento.

A psicologia das cores pode mudar a forma em que os consumidores interpretam a sua marca. Além disso, interfere nas mensagens relacionadas às estratégias de marketing definidas.

Defina a sua persona

Se você quer atrair tipos específicos de consumidores precisa saber para quem quer vender. Crie uma persona, aplique a psicologia das cores e fique à frente dos concorrentes!

Criar grátis agora
Imagem de oferta Imersão Foguete Digital

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.