empreender com a herospark

Se você quer ter um site com uma boa taxa de conversão, é necessário se preocupar com a velocidade de carregamento dele. Isso porque esse é um fator que impacta diretamente no seu ranqueamento. Diante da importância disso, que tal conhecer o Google PageSpeed?

Essa ferramenta gratuita serve para mensurar o desempenho do seu site. Dessa forma, é possível identificar se ele está de acordo com as diretrizes do Google. Assim como se ele atende aos requisitos para oferecer uma boa experiência aos usuários.

Lembre-se de que uma página da Internet lenta deixa as pessoas irritadas. Diante disso, a sua taxa de rejeição aumenta e, consequentemente, a conversão diminui. Quer saber como utilizar essa ferramenta? Ou, ainda, quais são as nossas dicas para melhorar a sua pontuação? Então, continue a leitura e confira!

 

O que é Google PageSpeed?

 

O Google PageSpeed é uma ferramenta gratuita do Google que ajuda a mensurar o desempenho do seu site. Ele analisa a sua página da Internet na versão tanto desktop quanto mobile. Para usá-lo basta acessar o site oficial da ferramenta.

O próximo passo é inserir o link do seu site e clicar no botão “Analisar”. Em alguns segundos, você receberá a pontuação de desempenho no mobile. Para ver a nota e as recomendações do desktop, basta clicar na outra aba.

A partir disso, a ferramenta fornece duas informações: dados de laboratório e dados de campo. O primeiro é coletado em um ambiente simulado, já o segundo é mensurado de acordo com as experiências dos usuários.

Em seguida, ele compara o seu desempenho com as boas práticas determinadas pelo Google e emite uma nota de 0 a 100 referente ao desempenho da página. Quanto mais próximo de 100, melhor é a sua velocidade de carregamento. 

Além da pontuação, a ferramenta também oferece sugestões de melhoria. Ao clicar nelas você tem acesso aos arquivos com problema, bem como as dicas para lidar com ele da melhor maneira possível.

Vale destacar que as sugestões são escritas com cores diferentes para sinalizar a importância das ações que precisam ser tomadas, sendo:

  • verde: indica que o item está funcionando corretamente;
  • amarelo: indica os pontos de melhoria, mas eles não precisam ser obrigatoriamente resolvidos; 
  • vermelho: indica os pontos nos quais existem problemas. Nesse caso, a correção deve ser priorizada.

Lembre-se de que se você seguir esses direcionamentos tem grandes chances de conquistar uma boa nota na próxima análise. Mas, não fique obcecado pelo 100, já que poucos sites conseguem essa pontuação.

 

Por que é importante mensurar a velocidade do seu site?

 

Imagine acessar um site que demora para carregar, isso não seria legal, não é verdade? Atualmente, os usuários da Internet não têm tempo para ficar esperando o carregamento das informações no seu navegador.

Por isso, a velocidade é essencial para o melhor desempenho do seu site. Assim, as pessoas têm uma ótima experiência e as suas chances de conseguir mais tráfego orgânico aumentam.

Além disso, ela é um fator de ranqueamento, ou seja, o Google leva em consideração o tempo de carregamento da sua página para te colocar entre os primeiros lugares na SERP. Lembre-se de que o índice de conversões de quem aparece na primeira página é muito maior.

Também vale destacar que a taxa de rejeição do site aumenta muito quando a velocidade é baixa. Portanto, para você conseguir reduzir essa taxa e, ao mesmo tempo, aumentar a taxa de conversão. 

É necessário fazer o monitoramento constante da página. Diante disso, o Google PageSpeed Insights pode te ajudar nesta tarefa. Assim, você poderá ter um site com bom desempenho e grandes chances de ranqueamento.

 

Como melhorar a sua pontuação no Google PageSpeed Insights?

 

Mas, afinal, como melhorar a pontuação no Google PageSpeed? Temos certeza de que você está fazendo essa pergunta, não é verdade? Existem várias formas de fazer isso, inclusive os relatórios emitidos pela ferramenta te ajudam a verificar onde estão os problemas, bem como ela faz sugestões de melhoria.

Normalmente, os problemas estão relacionados às imagens não otimizadas, aos códigos de HTML desnecessários, à lentidão do servidor de hospedagem, entre outros. Diante disso, é essencial que você fique atento para que essas situações não aconteçam.

Assim, fica mais fácil obter um site com uma performance impecável. Para ajudar você nesta tarefa, resolvemos elencar algumas dicas. Dessa forma, é possível colocá-las em prática para melhorar a sua pontuação nessa ótima ferramenta do Google. Acompanhe!

 

Faça a otimização das imagens

 

A otimização das imagens é essencial para que o tempo de carregamento seja menor. Lembre-se de que elas consomem muitos recursos quando o upload não é feito de maneira correta. Geralmente, isso acontece quando várias pessoas fazem o carregamento delas no site.

Para resolver esse problema, você pode comprimir as imagens sem perder a qualidade utilizando um programa específico ou imagens de última geração, como as WebP. Ou, ainda, é possível usar uma rede de entrega de conteúdo (CDN). Nesse caso, as imagens são distribuídas para servidores em diversos locais diferentes. 

Quando o usuário carrega a página, usa-se o local mais próximo para atender a solicitação. Além disso, existem vários plugins disponíveis no mercado que ajudam você a otimizar as imagens do seu site.

 

Procure melhor o tempo de resposta do servidor

 

Outro fator que ajuda a melhorar a pontuação do Google PageSpeed Insights é otimizar o tempo de resposta do servidor. Para tanto, você precisa contratar um provedor de hospedagem que garanta um melhor tempo de carregamento.

Isso porque o site depende do servidor para aparecer no seu navegador. Se esse processo é lento, consequentemente, a página demora para ser visualizada pelo usuário. Diante disso, existe um aumento da taxa de rejeição.

Portanto, é essencial que você verifique com o seu fornecedor qual é a maneira mais adequada de otimizar o servidor para que ele deixe o seu site mais rápido. Assim, a experiência do usuário é melhor e a sua taxa de conversão aumenta.

 

Use o cache do navegador

 

Toda vez que alguém acessa o seu site ele precisa carregar todas as imagens, vídeos, códigos, scripts, fontes, entre outros elementos da página. Isso leva um tempo razoável. Quando você usa o cache esse tempo diminui, pois ele lembra ao navegador dos recursos que já foram carregados anteriormente. 

Ou seja, ele tem uma memória que guarda os caminhos que já foram percorridos. Em consequência, o tempo de carregamento da página diminui. Isso faz uma grande diferença na experiência do usuário.

Para que isso aconteça você pode instalar plugins, como o W3 Total Cache, muito utilizado no WordPress. Ou, ainda, pode fazer a configuração de maneira manual, mas, nesse caso, é necessário acionar o desenvolvedor da página.

 

Reduza os espaços no HTML 

 

No código do site podem ter espaços e informações desnecessárias ou duplicadas. Isso pode prejudicar o seu desempenho. Já que o servidor pode demorar mais para ler as informações para mostrar no navegador.

Diante disso, é ideal que você faça a minificação, ou seja, remova esses itens de uma maneira que não afete a forma como o navegador processa o HTML. Também existem plugins que fazem essa tarefa, como o HTML Minify.

 

Use o Accelerated mobile pages

 

O Accelerated mobile pages, também conhecido como AMP, é uma ferramenta do Google que ajuda o site a melhorar o seu desempenho em relação ao carregamento das páginas. Por meio dele, é possível deixar a navegação mais rápida no mobile. 

Já que ele retira os recursos que são utilizados apenas no desktop, deixando o site mais simples e rápido. Essa mudança ajuda muito na usabilidade do site no celular e, consequentemente, melhora a experiência do usuário.

Podemos concluir que o Google PageSpeed Insights é uma ótima ferramenta para os infoprodutores utilizarem no seu dia a dia. Isso porque ela ajuda a monitorar o desempenho do seu site e, ainda, mostra os pontos de melhoria.

Lembre-se de que o site no qual você vende os seus infoprodutos precisa oferecer uma boa experiência ao usuário, caso contrário as taxas de rejeição serão altas e as de conversão permanecerão baixas.

Portanto, você precisa se preocupar com esses detalhes para evitar que isso aconteça. Se você não tem expertise para ajustar o site, contrate um desenvolvedor com boa reputação para fazê-lo, mas não deixe de arrumar os problemas apontados pela ferramenta.

Agora que você já sabe o que é e como melhorar a sua pontuação no Google PageSpeed. Que tal compartilhar com os outros leitores o que você achou desta ferramenta? Não deixe de responder nos comentários.

Veja mais sobre marketing digital no vídeo abaixo:

 

 

vender cursos online herospark

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *