Um blog sobre empreendedorismo, negócios digitais e cursos online


Não perca mais nenhuma novidade !

Assine nosso blog e ative as notificações para receber os melhores conteúdos sobre empreendedorismo


Como realizar a organização financeira da sua empresa

organização financeira

A partir do momento que você transforma conhecimento em um produto digital, consequentemente, você acaba criando uma empresa. Isso é um fato. Obviamente, toda empresa precisa ter uma boa organização financeira.

 

E assim como empresas que atuam 100% no “mundo real” precisam deixar as finanças organizadas, as empresas que atuam no mundo digital não ficam muito atrás. A gestão financeira precisa fazer parte da rotina de qualquer empresa, não importa se o produto é entregue no mundo real ou no virtual.

 

Mas como realizar essa organização financeira de forma eficiente?

Organização Financeira: começando do início

 

Você sabe como manter a saúde financeira da sua empresa ou como fazer a gestão financeira dela?

 

Bom, antes de mais nada, vamos começar definindo o que é “gestão financeira” para você não ficar muito perdido. Gestão financeira é saber tudo o que entra e o que sai da sua empresa em termos de dinheiro. O conceito é bem básico, né?

 

Parece algo tão simples de fazer (e é na verdade), mas grande parte dos empreendedores brasileiros não fazem e é por causa disso que eles começam a se enforcar financeiramente ao longo do tempo.

 

Você deve começar assim:

 

1 – Entende suas contas;

2 – Fluxo de Caixa;

3 – Classificações e Planos de Contas;

4 – Indicadores Financeiros;

5 – Orçamento.

 

Geralmente, as pessoas colocam essas informações em uma planilha do Excel e realizam um pequeno cálculo para saberem se estão obtendo lucro ou não.

 

Se você quer saber como fazer esse cálculos e quais variáveis são necessárias, no blog da Celero tem um post completíssimo sobre esse assunto. A gestão financeira também envolve controle, planejamento e análise das finanças, então atente-se a esses detalhes sempre.

 

Na hora de fazer a gestão financeira do seu negócio, você precisa ficar de olho em 3 variáveis extremamente importantes, são elas a: margem de contribuição, ponto de equilíbrio e o centro de custos.

 

Para você não se desesperar e saber o que significa cada uma dessas variáveis, fique ainda mais confortável na cadeira e vem comigo, vamos conversar sobre cada uma delas.

A sua Margem de Contribuição na organização financeira

 

Digo “sua” porque, em breve, você vai querer ser o melhor amigo desse termo quando começar a analisar as suas finanças, ele é o que você vai encontrar todo final de mês.

 

Margem de contribuição é tudo o que sobra depois da venda de um produto pu serviço, esse número não envolve impostos, comissões ou outros custos da sua empresa. Ou seja, é o que de fato você recebe pela vendas dos seus serviços.

 

Se essa informação estiver correta, você pode afirmar se está tendo lucro, apenas se pagando ou tendo prejuízos. Tá, mas como você chega na sua margem de contribuição?

 

Bem, você vai precisar criar um mapa de controle da sua empresa, na prática isso quer dizer que você saber qual é a sua receita, eliminar os custos, impostos e os benditos custos variáveis.

 

Eu não sei se ficou muito claro o que são esses custos variáveis, então vou dar uma rápida explicação. Custo variável é tudo aquilo que está relacionado a venda de um produto ou serviço que não possui uma recorrência fixa. Por exemplo: recursos materiais.

 

Se a vendas aumentam, você pode continuar pagando um mesmo fornecedor de um material específico para manter a produção do mesmo nível. Mas se as vendas caem, é normal procurar por alternativas mais baratas para controlar os gastos.

Isso é o que chamamos de custos variáveis.

 

Mas voltando à margem de contribuição, quando você tira custos, impostos e os custos variáveis, o resultado é a sua margem de contribuição. Feito? Agora é a hora de falar sobre o ponto de equilíbrio.

Encontre o seu ponto de equilíbrio

 

Acho que o nome já dá uma dica, mas o ponto de equilíbrio é quando o lucro da empresa está igual a zero. Isso significa que ela não está obtendo lucro e nem prejuízo, ou seja, está se pagando.

 

Para você chegar até o ponto de equilíbrio é necessário saber tudo, tudo mesmo, que a empresa tem de saída.

 

Algo como a quantidade de impostos paga sobre o produto, custos de produção, prestação de serviços ou de revenda, e quais são as despesas da empresa.

 

Com essas informações você consegue chegar ao ponto de equilíbrio e saber quais medidas tomar.

Entendendo o centro de custos

 

O nome não é tão auto-explicativo quanto “ponto de equilíbrio”, mas ele tem um propósito essencial. O centro de custo é o responsável por dizer se o seu produto está sendo rentável através de separações de comparações.

 

Ficou confuso? Calma, eu explico.

 

O centro de custos mostra o que está trazendo lucro e onde estão os maiores e menores prejuízos.

 

Para fazer uma análise através do centro de custos, responda essa 3 perguntas:

 

1) Na sua empresa você trabalha com projetos ou cursos online temporários?

 

2) Sua empresa possui diferentes produtos ou filiais?

 

3) Possui contratos contínuos ou mensalidades com clientes?

 

As respostas vão ajudar a entender qual é a situação da sua empresa, beleza?

 

Agora que você sabe que é necessário ficar de olho nesses 3 pontos para realizar a organização da sua empresa, você sabia que é possível fazer tudo isso de forma automática?

Automatizando a sua Organização Financeira

 

A Celero é uma plataforma de automação financeira que oferece os recursos de um sistema de gestão de alta tecnologia e a capacidade técnica de especialistas da área financeira que acompanham as rotinas diárias de seu negócio.

 

A solução da Celero oferece tempo para que o empreendedor se dedique a atividade chave do negócio e dados para auxiliar a construir a melhor estratégia possível para empresa.

 

Espero que essa parceria HeroSpark e Celero seja muito útil para o seu negócio! Caso tenha ficado alguma dúvida sobre organização financeira, você pode comentar aqui embaixo.

 

Até a próxima, herói.

Mais artigos para você

Conhecendo o SparkMembers: a Área de Membros da HeroSpark

E aí Hero, já soube da última novidade? Lançamos mais uma solução incrível para empreendedores digitais: nossa Área de Membros …

Por que criar um empreendimento digital é mais simples do que você imagina?

Por que criar um empreendimento digital é mais simples do que você imagina? Criar um empreendimento digital atualmente está sendo …

Curso de empreendedorismo: como escolher o ideal?

Qualquer pessoa que pretende ser um profissional qualificado numa área específica precisar estudar – e muito! Então, desse modo, para …

Como criar um infoproduto do zero em 7 passos

Um infoproduto nada mais é que um conteúdo em formato digital, normalmente criado para levar informação e conhecimento, visando solucionar …

Empreendedor individual: como se tornar um

O sonho de muitas pessoas é abrir seu negócio próprio, mas nem todos possuem verba o suficiente para abrir uma …

Como criar campanhas de email marketing grátis

Uma das maiores vantagens de iniciar um negócio digital é o baixo investimento inicial que esse modelo de negócio oferece. …