empreender com a herospark

Se você chegou até aqui, provavelmente deseja descobrir como criar um clube de assinatura próprio, que traga bons rendimentos e que realmente faça sucesso.

Este é o caso do Spotify, a plataforma de streaming de áudio mais aclamada atualmente.

Os serviços por assinatura não são novidade. Neste artigo, você vai aprender detalhes sobre estes serviços e qual o passo a passo necessário para montar o seu. Vamos nessa?

 

O que é um clube de assinatura

Já parou para pensar que, ao invés de vender produtos pontualmente para seus clientes, você pode entregar produtos ou serviços todos os meses para assinantes todos os meses, mantendo uma renda recorrente a longo prazo? Essa é a base de um clube de assinatura.

Ao invés de comprar um produto específico e finalizar ali o contato com a sua empresa, o cliente recebe o produto ou serviço periodicamente, enquanto durar a sua assinatura.

Para isso, ele deve realizar um pagamento recorrente, que pode ser semanal, quinzenal, mensal, anual, etc.

No caso do Spotify, o cliente paga mensalmente e tem acesso a uma vasta gama de músicas, podcasts e outros conteúdos livremente.

Com a pandemia, a demanda por esse tipo de serviço aumentou muito. Assim, tornou-se uma grande oportunidade para quem deseja empreender e se destacar nesse mercado.

Para quem é empreendedor, montar um clube de assinatura significa desenvolver uma relação com o cliente que promova a fidelização e receita recorrente.

A partir disso, é possível prever o faturamento do negócio com planejamento e segurança e realizar um bom fluxo de caixa.

 

Como criar um clube de assinatura

Assim como na criação de qualquer negócio, para dar vida a um clube de assinatura é necessário muito estudo, planejamento e execução. 

Para te mostrar como como criar um clube de assinatura, apresentamos os passos abaixo.

 

Defina o público-alvo do seu clube de assinatura

Antes de tudo, é preciso definir qual será o seu público-alvo

Basicamente, o público-alvo é um grupo de pessoas que possuem características comuns entre si que, por sua vez, têm uma maior probabilidade de consumir os produtos e os serviços que você oferece para o mercado.

Geralmente, ele é composto pelas seguintes informações: idade, sexo, formação acadêmica, renda mensal, classe social, localização e hábitos de consumo. Com esses dados é possível conhecer melhor as pessoas que consomem ou têm interesse em consumir as suas soluções.

Para encontrar o seu público-alvo, você precisa identificar quais são os problemas internos e externos que as pessoas precisam resolver. 

Quando falamos em problemas externos, nos referimos àqueles que são mais fáceis de identificar. Você pode encontrá-los utilizando plataformas de pesquisa como o Google Trends, por exemplo. 

O que as pessoas têm buscado? Quais as dores por trás dessas pesquisas? Como o seu clube de assinatura pode solucionar essa dor? Essa etapa do estudo é fundamental.

Já quando falamos sobre problemas internos, nos referimos àqueles mais profundos sobre as pessoas. É aqui que o estudo da persona da sua empresa entra.

A persona é um personagem semifictício que representa o seu cliente ideal. Ou seja, ela é baseada nos dados e no comportamento de pessoas reais que têm interesse nos seus produtos ou serviços. 

Ela é muito importante para elaborar suas estratégias, já que todas as ações serão feitas com base nas características, nas dores, nos desejos e nas objeções de compra dessa persona.

Para descobrir quais são os problemas internos, é preciso muito estudo. Por isso, entreviste potenciais clientes e construa um relacionamento com a sua audiência.

 

Defina qual produto você quer vender

Ao conhecer seu público-alvo e saber quais são as duas dores, você terá mais facilidade para encontrar o produto ou serviço ideal para oferecer em seu clube de assinatura.

Nesse sentido, é preciso escolher algo que agregue valor para o seu potencial cliente.

Voltando ao exemplo do Spotify: imagine se serviços de streaming de áudio não existissem.

As pessoas teriam que continuar fazendo o download de músicas e passando do computador para o celular, como era feito antigamente. 

Ou então, teriam que continuar ouvindo em plataformas online, como no YouTube, o que gastaria muito mais os dados da internet. Além disso, as pessoas não poderiam usar outros apps do smartphone enquanto ouve música.

Provavelmente, para chegar à conclusão de que um serviço de streaming de áudio era necessário, o criador do Spotify realizou uma intensa pesquisa de mercado. E é isso o que você deve fazer também. Pesquise o máximo que você puder!

Além disso, disponibilize planos simples e flexíveis, com diferentes periodicidades e valores. 

 

Precifique o seu produto

O valor a ser cobrado dependerá muito do produto oferecido e da quantidade de assinantes do seu negócio.

A precificação é um ponto decisivo para a saúde financeira do seu clube de assinatura.

É preciso que ter rentabilidade e, ao mesmo tempo, ser vantajoso para o cliente. Afinal, se o seu produto não entregar valor, seu cliente pode buscar os concorrentes. 

Para o cálculo de quanto cobrar pela assinatura, é preciso computar custos com marketing, plataforma, produção do conteúdo pago, além de observar questões como margem de lucro desejada. 

Por isso, estude sobre seu mercado de atuação e conheça a sua concorrência. Siga todos os processos necessários e considere que aumentar o LV (Lifetime Value, ou seja, o lucro líquido da vida de um cliente dentro da sua empresa) é uma forma de aumentar a estabilidade do seu negócio.

Lembre-se de sempre oferecer mais vantagens para quem optar por assinaturas mais caras

Dessa forma, você garante sua receita recorrente e as pessoas enxergam mais valor em pagar por um clube de assinatura.

 

Hospede seu produto

Quem deseja empreender criando um clube de assinaturas precisa saber, antes de mais nada, que é preciso contar com uma boa plataforma de hospedagem.

Afinal, é por meio dela que será possível oferecer o produto ou serviço e realizar as cobranças recorrentes.

É nessa plataforma que o seu cliente poderá efetuar pagamentos periódicos para continuar tendo acesso ao seu clube de assinatura.

A boa notícia é que a HeroSpark conta com uma solução eficiente que vai fazer a diferença no seu negócio!

Por meio da nossa plataforma, qualquer pessoa pode se cadastrar e fazer uma oferta de assinatura.

Além disso, cadastrar o seu produto e criar uma página de vendas é muito simples e prático. E você não precisa ter nenhum domínio de programação ou design!

Confira algumas vantagens da plataforma:

  1. Conta com páginas e layouts prontos. Basta inserir as informações do seu clube de assinatura e publicar;
  2. Cadastrar o seu produto é extremamente fácil e prático;
  3. Suporta um alto fluxo de visitação;
  4. É intuitiva, algo essencial para que o seu cliente se sinta seguro ao assinar o seu serviço;
  5. O cancelamento da assinatura na plataforma pode ser realizado a qualquer momento pelo produtor ou pelo cliente, por meio de etapas simples.

Se você deseja criar um clube de assinatura de sucesso, não deixe de conhecer mais sobre a plataforma e cadastrar o seu produto ou serviço na HeroSpark!

 

vender cursos online herospark

1 Comentário

  1. Ricardo disse:

    Ótima ideia de negócio,
    as pessoas consomem o produto e se sentem parte de uma sociedade/clube também, o que incentiva o consumo.

    Uso o spotify e amo, até porque seria muito chato ter que comprar separadamente as musicas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *