Um blog sobre empreendedorismo, negócios digitais e cursos online


Não perca mais nenhuma novidade !

Assine nosso blog e ative as notificações para receber os melhores conteúdos sobre empreendedorismo


Como precificar um produto digital?

Precificar um produto é um aspecto importante

Como precificar o seu produto digital de forma que não prejudique a saúde financeira do seu negócio?

 

Se você busca formas de como ganhar dinheiro na internet, vender produtos digitais pode ser uma excelente opção.

 

É claro que, pra sair na frente dos seus concorrentes, você precisa chegar ao preço ideal de um produto digital que você tenha interesse em vender, seja ele um um curso online ou um ebook, por exemplo.

 

A primeira coisa que se deve pensar na hora de precificar um produto é que há diferença entre precificar um produto digital e de precificar um produto físico. Além disso, é essencial saber quanto o seu cliente vai poder pagar nele.

 

Então, muito diferente do produto convencional físico, onde normalmente se considera qual o custo de produção e quanto que custa cada insumo, o custo de divulgação, qual vai ser o meu lucro, no produto digital você não precisa pensar nisso.

 

E nem tente, porque por mais que você tente, você nunca vai ser assertivo.

 

Vendas

Um produto digital, você não sabe muito bem quantas unidades você vai vender, então por natureza, você precisa saber o seguinte:

 

Qual é o valor que o meu produto entrega pro meu cliente? Se você souber dizer isso, você começar com uma base de precificação.

 

O cliente interfere nesse processo. Uma dos passos mais importantes de você precificar um produto digital é você saber quem é o seu publico.

 

Não adianta nada você ter um produto de finanças super completo, perfeito e vender ele pra uma pessoa que não sabe nem o que é colocar um dinheiro na poupança.

 

Audiência

Então a primeiro coisa é saber quem é a sua audiência. Ter um público segmentado vai te ajudar a como precificar um produto digital de uma maneira mais assertiva.

 

Prestar atenção na sua concorrência também pode te ajudar, mas cuidado!

 

Analisar os preços dos produtos da concorrência que já estão a venda, não deve definir o preço do seu produto. Afinal de contas, isso vai fazer com que o cliente pense que tanto faz comprar em algum lugar ou em outro.

 

E não queremos isso! Naturalmente você precisa entregar o produto de uma forma que seus concorrentes não entregam.

 

Concorrentes

Ainda que seus concorrentes sirvam como uma base pra você poder ter um caminho a seguir no que se refere ao preço do seu produto, isso não vai determinar de fato como precificar um produto. Neste caso, o seu produto.

 

Use-o como exemplo, mas não se prenda muito ao que sua concorrência entrega.

 

Os produtos digitais no formato de ebook, por exemplo, costumam ter um custo e lucro mais baixo do que um produto produzido em formato de vídeo, como um curso online.

 

A sua persona pode não estar mais acostumada a consumir conteúdo por texto como foi a geração passada, então um produto digital por vídeo costuma ter uma precificação mais alta. E, principalmente, consegue entregar, na maioria dos casos, um maior valor para seu público.

 

Mas é claro, vai depender também do que você está entregando, ou da intensidade e densidade do seu conteúdo digital. Se você conseguir vender um ebook de uma pagina que entregue um valor maravilhoso pra o seu cliente, ele pode custar mil reais que as pessoas poderão comprar.

 

Entregue valor

A questão é qual valor você está entregando para o seu cliente.

 

É essencial que você entregue primeiro ao seu cliente os valores do seu produto. Só depois ele irá fazer um balanço com relação ao preço. Isso porque a depender do preço, entregá-lo primeiro pode fazer fazer com que seu cliente perca o interesse pelo produto antes mesmo de saber mais sobre ele.

 

De que forma esse produto vai transformar a vida dela? Foque nisso!

 

Não pense que colocando um preço muito baixo, vai incentivar seu público a comprar. É quase o oposto, se seu preço for muito baixo, naturalmente seu público vai pensar que seu produto não tem nenhum valor.

 

O brasileiro, em especial, considera um produto de preço baixo, um produto ruim. Então se você se você entrega um produto com o valor muito baixo é como se você estivesse dizendo para o seu cliente: “Olha, esse produto é baratinho, não entrega muito valor”.

 

Muita pessoas tem medo de entregar, de falar o preço do produto, como de causa uma primeira impressão ruim ao cliente.

 

Se você é assim, como superar esse medo?

 

Ninguém pode ter vergonha de cobrar pelo valor que está entregando no seu produto.

 

A dica é justamente mostrar ao cliente de que forma aquele produto vai ser a solução para o problema dela, seja qual for, de que forma aquele produto vai transformar a vida dela.

 

Como precificar um produto agregando valor?

 

Quanto mais transformação você proporcionar ao seu cliente, quanto mais valor ele tiver, mais preço seu produto vai poder ter.

 

E uma forma de entregar mais preço ao produto é justamente entregando mais transformação e solução.

 

Se o cliente tivesse o poder de apertar o botão e aprender automaticamente como transformar sua vida através do seu produto, ele faria isso.

 

O gatilho do desconto, é um gatilho poderoso, principalmente quando está atrelado a tempo, é uma ferramenta muito boa pra você fazer um volume de venda maior.

 

Mas cuidado!

 

Quando for oferecer um produto em promoção, cuidado para não desvalorizar o que você entregou ao seu produto.

 

E se você colocou um preço X no seu produto e ele não está vendendo de jeito nenhum?

 

Nem sempre o que não está fazendo seu produto vender é o preço. A primeira coisa que você precisa analisar é métrica. Você precisa analisar tudo para entender o que está acontecendo.

 

Se existem muita pessoas indo até a sua página de vendas, mas não estão comprando, então você tem algum problemas na sua pagina de vendas, o vídeo não está legal, a página não está muito clara. Então antes de mexer em como precificar um produto, avalie sua métricas.

 

Se você busca uma ferramenta para criar página de vendas incríveis e ainda automatizar toda a sua operação para vender seus produtos digitais, o SparkFunnels pode ajudar:

 

Anúncios

Talvez você possa ter também problemas com os seus anúncios. Você precisa focar em caprichar mais nos seus anúncios. As vezes os resultados não estão vindo porque você está atraindo as pessoas erradas em suas campanhas.

 

Somente quando você tiver o caminho todo desenhado, é que você vai entender onde está o problema.

 

Aí sim, se você já testou tudo e percebe que ainda assim o seu produto não converte, talvez o seu problema seja preço.

 

Não importa tanto quanto custou pra você produzir o seu conteúdo, o que mais importa é quanto o seu público pode e está disposto pagar pelo seu produto.

 

Isso porque a produção de um produto digital, é única, você não vai ficar repetindo aquela produção o tempo todo.

 

O custo maior está em oferecer um conteúdo recorrente pra oferecer pra sua base.

 

Então a primeira coisa que você precisa considerar é o poder aquisitivo do público consumidor.

 

Quanto você tem quase 85% da população ganhando de 1 a 2 salários mínimos por mês, a realidade é que nem todo mundo vai pagar o que você espera. A tomada de decisão precisará ser muito bem trabalhada, quanto mais difícil for a decisão, maiores serão as expectativas.

 

Uma outra realidade é que muitas pessoas irão parcelar, ou irão querer parcelar. portanto, esteja preparado e prepare sua plataforma para isso e leve em consideração na hora de como precificar um produto.

 

Como precificar um produto: a variável preço

O preço é um aspecto estratégico de qualquer negócio e pode ser a diferença entre o sucesso e a falência de uma empresa. Saber precificar os produtos é essencial para ter mais competitividade, margem de lucro e um diferencial no mercado.

 

Muitos empresários têm dúvidas sobre como precificar seus produtos corretamente. Mas se você estiver lendo esse artigo, essa dúvida está sendo sanada agora.

 

Definir um valor de venda adequado a um produto ou um serviço depende do equilíbrio entre o preço de mercado e o valor calculado em função dos custos da empresa.

 

Por isso, a precificação envolve diretamente a identificação de qual valor gera competitividade à atividade e lucratividade para negócio.

 

Desse cálculo, o empresário deve considerar 2 aspectos básicos: o mercado externo e o financeiro interno.

 

Fique atento também ao giro do seu produto, ou seja, o tempo que ele demora no estoque. Quanto menor, maior tende a ser sua margem de lucro.

 

Giro do produto

O giro do produto precisa ser suficiente para cobrir os gastos fixos das empresas superando o ponto de equilíbrio a cada mês. Para isso, a sua margem de lucro multiplicada pelo giro deve ser igual ou superior as suas despesas fixas.

 

Observe o preço da concorrência, procure se diferenciar dos concorrentes, seja na apresentação do produto o processo de venda ponto comercial ou na venda de kits, que podem até reduzir a sua margem de lucro, mas aumenta o ticket médio do cliente.

 

Saiba identificar seu público alvo, a depender das expectativas do seu público o preço de venda dos seus produtos ou serviços pode ser ajustado. Observe se o que seu cliente busca é agilidade, visto que produtos e serviços entregues em menor tempo pode ser algo bastante valorizado.

 

Ou será que ele tem mais interesse em exclusividade? Com o produto ou serviço de baixa disponibilidade?

 

Nesse caso é menos sensível ao preço e você pode melhorar a sua margem com o valor de venda mais alto. E se a sua margem permitir você pode entregar o combo agilidade conforto para se diferenciar.

 

Até a próxima!

 

Mais artigos para você

O que é lead?

Leads são pessoas que, de certa forma, demonstraram algum tipo de interesse por um produto, serviço ou marca.   Pessoas …

O que é marketing?

Segundo a definição do dicionário, marketing é uma “estratégia empresarial de otimização de lucros por meio da adequação da produção …

Como fazer uma captação de leads de graça para o seu 6 em 7?

A captação de leads é uma forma ética e eficiente de conseguir dados das pessoas interessadas no seu negócio, o …

Como criar, lançar e vender um ebook incrível

Qual foi a última vez que você leu um ebook? Em tempos de transformação digital, mesmo os livros físicos têm …

Ferramentas para webinar – 5 dicas de gratuitas e pagas

Nos últimos anos a demanda por ferramentas para webinar vem crescendo muito. Essas ferramentas são aplicativos de vídeo conferência para …

Webinar como funciona e como criar o seu

A origem do termo “webinar” vem da junção de dois outros termos em inglês que são: Web e Seminar, que …