Será que vale a pena investir no Google Ads para afiliados? Se você é um empreendedor digital, provavelmente essa pergunta já veio na sua cabeça, não é mesmo? Afinal, tudo o que um afiliado quer é a possibilidade de lucrar cada vez mais na web.

Anunciar no Google pode ser uma ótima estratégia de marketing digital para alcançar um maior tráfego e conquistar potenciais clientes para o seu negócio como afiliado.

Por isso, neste artigo, você encontra todas as respostas para as suas possíveis dúvidas sobre como vender mais investindo no Google Ads para afiliados. Vem conferir!

O que é Google Ads?

O Google Ads, que até o ano de 2018 era chamado de Google AdWords, é a ferramenta mais famosa para anúncios patrocinados nas páginas de pesquisa do Google.

Com isso, os sites que investem neste recurso conseguem as primeiras posições em pesquisas relacionadas à palavra-chave escolhida.

No entanto, existem outras opções, como:

  • Anúncios gráficos em sites;
  • Anúncios em vídeos do YouTube;
  • Anúncios em feeds online.

Portanto, a possibilidade da sua página aparecer para o público segmentado aumenta. 

Então, se o seu conteúdo for relevante e de qualidade, existem ótimas chances de conquistar novas vendas por resolver o problema do lead.

 

Quais são as vantagens de usar Google Ads para afiliados?

1. Alcance

Com certeza, você já recorreu ao Google para solucionar alguma dúvida que teve, desde aquelas mais complexas até perguntas que pareciam bobas. Não por acaso, o buscador tem um grande poder justamente pela quantidade de pessoas que o utilizam todos os dias.

Sendo assim, colocar o seu site nas primeiras posições do Google deve ser um objetivo de qualquer afiliado. Até porque, é provável que o seu público esteja na internet. 

Logo, estar na primeira posição do mecanismo de buscas vai conferir a você uma maior autoridade por parte do potencial cliente.

 

2. Custo

Assim como tudo nas mídias online, você já deve imaginar que, apesar de ser pago, o custo do Google Ads para afiliados é muito menor do que nas mídias tradicionais. 

Isso porque você não recebe um orçamento fixo. Pelo contrário. É você mesmo quem define quanto deseja investir nos anúncios. 

É claro que quanto maior for o valor, maior será o retorno. Mas é importante saber a segmentação correta, para que o retorno seja realmente efetivo. Além disso, é possível mensurar o retorno de cada campanha feita.

 

3. Segmentação

O Google ainda permite segmentações. Isso quer dizer que se o seu produto é voltado para uma determinada localidade, ele não apresentará em outros locais do país.

Portanto, é possível fazer segmentações como as seguintes:

  • Palavra-chave: você escolhe quais frases ou palavras devem direcionar para o seu site;
  • Local de exibição do anúncio: é possível decidir, por exemplo, se o seu anúncio aparecerá em vídeos do YouTube ou na pesquisa do Google;
  • Localidade, idade e idioma.

Isso é importante porque você paga um determinado valor à plataforma para que o anúncio seja exibido. Então, quanto mais específica for a entrega, mais bem investido será o preço pago. 

É como se você tivesse uma determinada quantidade de panfletos para entregar no centro da cidade e entregasse somente ao seu público-alvo.

 

Imagem de oferta Imersão Foguete Digital

4. Controle de investimento

Falando nisso, é importante ressaltar que, diferente de mídias offlines, com o Google Ads você tem um maior controle do valor investido. Uma forma de contratação é o Custo por Clique (CPC), na qual você paga somente quando algum visitante clica no anúncio.

Assim, é possível determinar quanto o seu anúncio deve gastar por período ou por campanha feita. Isso é importante para que nem o seu dinheiro acabe rápido, nem você pague por ter o anúncio ali, mas sem cliques.

 

4 Dicas para criar uma boa campanha como afiliado

1. Título

O título é a primeira parte que o leitor visualiza. Logo, ele deve ser uma frase que estabeleça uma conexão. 

Você pode deixar claro para quem é aquele anúncio, ao descrever o problema da pessoa — precisa se organizar? — ou ao descrever o público-alvo — você é professor? —, por exemplo.

Seja o mais sucinto possível, pois há quantidade máxima de 30 caracteres permitidas pelo Google. Além disso, é melhor para chamar a atenção do leitor, pois quanto maior for a frase, menos impactante ela poderá ficar.

 

2. Descrição

Se o leitor chegou até a descrição, significa que, de alguma forma, o título já chamou a sua atenção. Então, agora é o momento de atrair o interesse ao lead para conhecer melhor sobre a sua solução.

Veja algumas ideias que são eficazes nesta parte:

  • Descrever bem a proposta de valor, com benefícios e diferenciais;
  • Fazer uma oferta irresistível;
  • Descrever as funcionalidades de destaque;
  • Utilizar prova social, por meio de premiações.

 

3. URL

É comum que este seja um ponto problemático, pois as URLs dos afiliados podem ser direcionadas para o mesmo domínio. Por isso, é importante que você tenha um domínio próprio para que o redirecionamento da campanha seja para ele.

Essa página com domínio próprio terá um checkout para o seu link de afiliado. Assim, é mais provável que a sua campanha seja aprovada e isso não vai diminuir a taxa de conversão.

 

4. Não vá contra a política do Google

O Google sinaliza uma série de práticas que não são aceitas em seus anúncios do Ads. Algumas pessoas tentam burlar, mas nós não recomendamos, pois as consequências futuras podem ser terríveis para o seu domínio.

Para alguns segmentos, como saúde e conteúdo infantil, existem regras ainda mais específicas. Apesar de muita gente não gostar, isso é importante para evitar infortúnios ao leitor. 

Veja algumas práticas gerais que você não deve realizar:

  • Pontuação desnecessária ou repetida;
  • Linguagem imprópria;
  • Promessas falsas ou sem comprovação efetiva;
  • Frases genéricas.

Vale ressaltar que não é para fazer propaganda enganosa no Google Ads para afiliados. A intenção é destacar os pontos que mais chamam a atenção do potencial cliente, para que ele entenda a sua opção como a ideal para resolver o problema ou o desejo dele.

 

Precisa de site para anunciar no Google Ads como afiliado?

Não, você não precisa ter um site para utilizar o Google Ads. É perfeitamente possível que você consiga anunciar mandando tráfego direto para o seu link como afiliado. 

Contudo, antes de fazer o seu anúncio, você precisa verificar se a página de destino está conforme as regras do Google. Caso não esteja, você nem sempre conseguirá anunciar seu link e essa é uma das desvantagens em divulgar sem website próprio.

Quer aprender mais sobre como fazer a campanha perfeita e fazer um bom marketing como afiliado? Veja este vídeo sobre copywriting:

Imagem de oferta Imersão Foguete Digital

2 Comentários

  1. Fernanda disse:

    Adorei o artigo. Bem lembrado essa questão da segmentação com a palavra-chave, é um pilar muito importante e essencial.

    1. Leon Zugman disse:

      Que bom que o conteúdo te ajudou!
      Realmente, o bom planejamento das palavras-chave faz a diferença em uma boa estratégia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.