empreender com a herospark

O clube de assinaturas já é uma realidade muito presente na vida dos brasileiros. Mas o que muita gente não sabe é que ele pode ser uma boa possibilidade de investimento para quem deseja ampliar o relacionamento de seu negócio com os clientes.

Isso porque esse modelo de vendas do mercado recorrente, além de contribuir para a fidelização dos consumidores, pode ser um negócio altamente sustentável e lucrativo.  

Sendo assim, preparamos este conteúdo para esclarecer mais sobre esse serviço e os melhores caminhos para consolidar o seu clube de assinaturas. Continue a leitura para descobrir tudo sobre o assunto!

 

O que é um clube de assinaturas?

Um clube de assinaturas consiste em uma plataforma digital na qual são realizadas vendas recorrentes por meio de uma assinatura. 

Isso quer dizer que, ao invés de o cliente realizar uma compra pontual e findar ali o seu relacionamento com a empresa, ele recebe o produto e/ou serviço periodicamente, enquanto durar a sua assinatura, obviamente. 

Para isso, é realizado um pagamento recorrente (semanal, quinzenal, mensal, anual, etc.) que lhe dá o direito de receber aquele item ou, no caso dos produtos digitais, usufruir o serviço, como acontecem nas plataformas de streaming. 

Só para se ter uma ideia, em 2018, o Correio Braziliense divulgou que, no Brasil, esse setor movimentava 1 bilhão de reais por ano. 

Entretanto, não é novidade para ninguém que, com a instauração da pandemia do novo coronavírus no final de 2019, a demanda por esse serviço aumentou e os seus números também.

Por isso, conhecer mais sobre esse mercado para investir nas vendas por assinatura dos seus produtos digitais pode ser essencial para seguir a tendência, entregar boas experiências aos usuários e alavancar a sua marca. 

 

Como funcionam as vendas por assinatura?

Basicamente, a idealizadora do clube de assinaturas oferece diversos planos para que o cliente possa escolher aquele que seja mais adequado à sua necessidade. 

Nesse sentido, os planos vão desde os serviços mais básicos aos mais completos. Naturalmente, os valores também mudam conforme essa variedade.

Os produtos físicos, que o cliente recebe em casa, são entregues periodicamente. A data é estabelecida quando a assinatura é feita.

No caso dos produtos digitais, o produto é disponibilizado virtualmente para o cliente. A cada novo pagamento, o acesso é renovado.

 

Vantagens de ter um clube de assinaturas

O empreendedor que deseja pensar em um clube de assinaturas pode estar tomando uma decisão muito acertada.

Primeiro porque, como falamos no início deste conteúdo, esse é um mercado que tem crescido enormemente. Portanto, pode ser muito lucrativo.

Entretanto, existem outras vantagens que são muito significativas e relevantes e quem está ingressando nesse mercado precisa conhecer! 

 

Receita mensal recorrente

Uma das principais vantagens para quem deseja investir em um clube de assinaturas próprio é a receita recorrente

Como o seu cliente paga mensalmente (ou em outra frequência pré-estabelecida) para ter acesso ao seu produto ou serviço, você tem uma renda fixa e previsível, mês a mês.

Nesse modelo de negócio, você faz vendas apenas uma vez por cliente, e continua recebendo de cada um deles todos os meses seguintes, até que uma das partes deseje cancelar a assinatura.

 

Fidelização dos clientes

O mercado de vendas recorrentes aumenta significativamente as chances de a empresa estreitar o seu relacionamento com os clientes e, inclusive, conseguir boas fidelizações.

Isso porque o contato constante e periódico pode contribuir para a geração de valor. Isso consequentemente cria um vínculo maior entre ambos. Mas, para isso, é necessário que sejam proporcionadas excelentes experiências aos usuários.

 

Planejamento financeiro

Como as vendas por assinaturas consistem em uma receita recorrente, é possível prever com antecedência e maior riqueza de detalhes a situação financeira da empresa.

Assim, é possível criar negócios de alta escalabilidade e boa saúde financeira.

 

Baixa inadimplência

Muitos clientes gostam de deixar o pagamento de suas assinaturas de forma automatizada, como em débito automático ou cartão de crédito. 

Nesses casos, sobretudo no último mencionado, a taxa de inadimplência costuma ser bem menor do que em outras situações. Isso porque não corre-se o risco do cliente esquecer de realizar o pagamento, já que esse está automatizado.

 

Menor preço para o cliente e mais comodidade

Duas importantes vantagens para os assinantes são, sem dúvidas, a comodidade e o menor preço.

Comodidade pois o cliente não precisa ir às compras toda vez que desejar consumir novos produtos. Eles simplesmente pagam a assinatura e abrem a plataforma sempre que quiserem consumir um novo produto digital por assinatura. 

Com relação ao preço, em geral, as assinaturas oferecem um preço reduzido aos clientes. É como se o cliente tivesse feito uma compra parcelada.

Pagar por uma assinatura se torna muito mais atrativo do que fazer uma grande compra de uma só vez, já que o valor mensal geralmente compromete muito pouco da renda.

 

Economia no CAC (Custo por Cliente)

Outra vantagem para produtores é a economia com o CAC. Trata-se de uma métrica que calcula o investimento médio de uma empresa ao adquirir um novo cliente.

Por se tratar se um modelo de negócio recorrente, o custo por aquisição de cliente também diminui, já que existe uma base fixa que permanece durante vários meses.

 

Como fazer um clube de assinaturas?

Se você decidiu criar um clube de assinaturas, então saiba que é preciso planejar muito bem esse processo para conseguir se destacar. Afinal, por ser uma tendência no Brasil e no mundo, é natural que haja muitos concorrentes nesse mercado. 

Portanto, conheça alguns importantes passos para criar o seu produto digital com vendas por assinaturas. 

 

Defina o produto

O primeiro passo para criar o seu clube de assinaturas é definir o produto a ser comercializado no mercado recorrente.  

Para isso, é preciso pesquisar sobre o seu público-alvo para saber quais produtos possuem uma alta demanda e são atrativos para o consumidor adquirir por meio de assinatura. 

 

Precifique

Também é importante determinar como será a precificação do produto. Assim, primeiramente, é necessário pensar em quais serão os planos, dos mais básicos aos mais completos, bem como nos seus preços. 

Não se esqueça de levar em conta nesse processo a aplicação de preços que atendam aos lucros da empresa, mas que também sejam justos e atrativos aos clientes.

Apenas dessa forma será possível atrai-los, realizar boas vendas e escalar. 

 

Crie estratégias para manter a boa experiência do usuário

A experiência do usuário é fundamental para captar e fidelizar clientes. Por isso, é preciso pensar em ações em curto, médio e longo prazo. Por exemplo:

  • Facilidade para efetuar pagamentos;
  • Cancelamento simples de assinatura, caso seja o caso;
  • Para produtos digitais: plataforma estável para o assinante consumir o conteúdo;
  • No caso de entregas físicas: logística de entregas eficiente;
  • Criação de canais para feedback.

 

Tenha uma boa plataforma de hospedagem

Por fim, uma das principais etapas desse processo é encontrar uma boa plataforma de hospedagem, na qual seja possível criar uma oferta do tipo assinatura para os seus clientes. 

Nesse sentido, é preciso selecionar uma plataforma que não caia mesmo com alto fluxo de visitação, que seja intuitiva e que ofereça suporte e outras importantes funcionalidades ao consumidor. 

Isso porque, caso ela não atenda a esses princípios básicos, dificilmente o cliente se sentirá confortável e confiante para assinar o seu produto ou serviço.

 

Qual é a melhor plataforma para um clube de assinatura?

Se depois de tudo o que foi lido até aqui, você chegou à conclusão de que realmente deseja abrir um clube de assinaturas, então é hora de escolher uma plataforma para isso.

Existem algumas opções gratuitas que vale a pena conhecer.

Nesse sentido, saiba que a HeroSpark está com uma nova funcionalidade de venda por recorrência! Agora, qualquer produtor digital pode concretizar muitas vendas por assinatura.

Essa é uma plataforma completa e que apresenta inúmeras funcionalidades para que você possa comercializar o seu produto, entregá-lo ao seu cliente no ambiente online e ainda receber o pagamento pelas vendas.

Ou seja: você apenas planeja e cria o produto e define o preço. Todo o restante é feito de forma automatizada em uma única ferramenta!

Assim, você dispensa os gastos com profissionais de TI para idealizarem a plataforma.

Em outras palavras, você consegue colocar no ar o seu clube de assinaturas sozinho, sem qualquer dificuldade. 

 

4 exemplos de clube de assinaturas

Para que você possa se inspirar e colocar em prática o seu clube de assinatura, listamos aqui alguns exemplos de relevância e sucesso nesse mercado.

Assim, fica muito mais fácil criar o seu!

 

Netflix

A Netflix é, sem dúvidas, um dos maiores clubes de assinaturas do mundo! Essa é uma plataforma de streaming que dá ao seu assinante acesso a uma vasta biblioteca de filmes, séries e documentários. 

Para isso, é necessário pagar uma mensalidade, sendo que os planos variam conforme a quantidade de usuários que podem acessar a plataforma virtual de diferentes pontos. 

Imagem com os diferentes planos do clube de assinaturas da Netflix, listando os nomes, valores e funcionalidades de cada um

 

Spotify

O Spotify também é uma outra famosa plataforma de streaming que permite que os seus usuários ouçam músicas e podcasts a partir de qualquer dispositivo. 

Ou seja, esse é mais um clube de assinaturas totalmente digital que oferece planos diferentes aos seus consumidores. 

Convém mencionar que o Spotify permite que os usuários utilizem a plataforma gratuitamente, entretanto com propagandas entre as músicas. 

Esse pode ser um excelente recurso para criar uma base de usuários e, assim, fazer com que eles descubram que precisam daquele serviço até que assinem um plano pago. 

Exemplo do clube de assinaturas do Spotify, listando os tipos de planos, valores e benefícios de cada um

O Novo Mercado

Outro exemplo de clube de assinaturas é o O Novo Mercado. Essa é uma escola de negócios digitais que ajuda empreendedores a escalarem seus negócios.

Para isso, a plataforma conta com mais de 250 aulas em diversas áreas, como marketing digital, copywriting, gestão de tráfego, vendas, etc. 

Para ter acesso, o usuário adquire uma assinatura mensal ou anual.

Detalhamento dos planos do clube de assinaturas de O Novo Mercado, com os preços e funcionalidades de cada um, além de botão para assinar.

 

Mais Língua online

A exemplo da escola O Novo Mercado, saiba que também existem plataformas de cursos de inglês que oferecem as aulas por assinatura, como é o caso do Mais Língua Online

Nela, o usuário renova a sua assinatura mensalmente e tem acesso ilimitado aos conteúdos de inglês. Vale dizer que, assim como ela, existem muitas outras que funcionam nesse mesmo modelo.

 

Exemplos de produtos para lançar por assinatura

Todo tipo de produto digital pode ser lançado em um clube de assinatura. No entanto, é necessário que este produto receba atualizações constantes ou muito conteúdo adicional.

Caso contrário, o cliente não verá valor em pagar mensalmente.

Veja alguns exemplos:

 

Cursos online

Para quem trabalha ou quer trabalhar com a venda de cursos online, criar um clube de assinaturas é uma excelente ideia para manter o público ativo e garantir uma receita recorrente.

Assim, você deixa de viver dependendo de lançamentos e passa a ter um plano fechado, em que somente assinantes terão acesso.

Pode parecer algo inviável, já que um curso costuma ter começo, meio e fim, mas é possível.

Quer um exemplo? A Escola Conquer criou o Conquer+, um clube de assinaturas em que o aluno tem acesso a todos os cursos já oferecidos pela escola (e os que forem sendo lançados posteriormente).

Mas você não precisa ser uma escola para fazer isso. Você pode montar um clube de assinatura com conteúdos oferecidos de forma personalizada, flexível, quebrando o sistema linear de ensino. 

 

Mentorias

Quem não gostaria de pagar um valor mensal ou semanal para ter mentorias semanais com um profissional que admira?

Se você for um profissional experiente, com muito conhecimento para compartilhar, essa pode ser uma possibilidade. Você pode ser o mentor da carreira de alguém e receber uma boa renda recorrente por isso!

 

E-books mensais 

Assim como muitas pessoas pagam por clubes de assinatura de livros impressos, muitos também podem pagar por e-books sobre o nicho que têm interesse.

Se você já for um produtor de conteúdo sobre determinado nicho, produzir e-books mensais (semanais, trimestrais…) pode ser uma ótima ideia. 

Mas lembre-se: é importante que esses e-books tenham conteúdos relevantes, que realmente façam a diferença na vida ou carreira dessas pessoas.

Além disso, eles devem ser exclusivos para assinantes, ou saírem por um preço abaixo da compra individual. 

Lembre-se: seu consumidor deve ver vantagem em pagar pelo seu clube. Caso contrário, ele cancelará a assinatura depois de pouco tempo.

E então, o que você achou? Com certeza depois de todas as dicas deste conteúdo, será muito mais fácil para qualquer empreendedor colocar o seu clube de assinaturas no ar e trilhar o caminho do sucesso, não é mesmo?

Por isso, lembre-se sempre de levar uma excelente experiência aos seus clientes e contar com a ajuda de uma plataforma completa para isso. Afinal, dificilmente você terá êxito nessa jornada se não tiver os melhores recursos.

Portanto, conte com a HeroSpark para não apenas hospedar a sua plataforma, como também vender muitas assinaturas e receber com praticidade por todas as suas vendas! Comece gratuitamente agora mesmo.

vender cursos online herospark

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *