O uso de e-mails pode ser uma estratégia de conversão de clientes bastante eficiente. No entanto, o e-mail marketing deve ser estruturado corretamente. Além disso, você não irá aumentar a sua conversão enviando apenas um e-mail. É preciso uma sequência de mensagens.

 

A automatização do e-mail marketing também permite que você mantenha os seus clientes interessados sem precisar ter muito trabalho. Por isso, confira como montar uma sequência de e-mails com foco na conversão para cada estágio em que o cliente se encontra!

 

O que é uma sequência de e-mails?

 

Quando falamos do e-mail marketing pensando em conversão, não significa que enviaremos apenas um e-mail à pessoa interessada, mas uma sequência. Ou seja, uma série de envios automáticos para segmentos específicos de pessoas em sua lista de contatos.

 

Os e-mails podem ser baseados em comportamentos, como:

  • Comportamento de navegação;
  • Assinatura da sua lista;
  • Abandono de carrinho;
  • Leitura ou download de conteúdo;
  • Compra de um produto.

Ou baseado no tempo, por exemplo:

  • Um mês depois da compra;
  • Aniversário da assinatura;
  • Logo depois do opt-in.

Como a sequência de mensagens é automatizada, só é preciso configurá-la uma vez. Mas mesmo assim, o e-mail marketing pode aumentar a conversão e transformar as pessoas interessas em consumidores.

 

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

 

Tipos de sequência de e-mails

 

1. Sequências de e-mails de boas vindas

 

Essa será a forma como receberá os seus potenciais clientes. Contudo, apesar deles terem mostrado interesse, ainda não estão prontos para finalizar a compra. Assim, se o seu objetivo é conversão não adianta mandar uma mensagem dizendo “compre isso”.

 

O e-mail marketing não é tão simples assim. Ele existe a utilização de técnicas de copywriting e de estratégias de marketing digital  adequadas, como o envio da quantidade correta de mensagens.

 

O ideal é mandar de quatro a seis e-mails nesse estágio. O objetivo, nesse momento, além da conversão, é gerar confiança e ajudar o potencial cliente. No e-mail um, dê as boas vindas e estabeleça as expectativas como, por exemplo, se planeja enviar uma mensagem todos os dias, informe isso à pessoa.

 

Afinal, se essas pessoas assinaram a sua lista é porque querem saber o que a sua marca tem a oferecer. Entretanto, não exagere e não seja repetitivo nem apareça sem avisar que irá enviar mensagens.
No segundo contato, defina a sua expertise e mostre o seu valor. Já no terceiro mostre o que você faz para o seus clientes e, por último, segmente os seus contatos e envie conteúdos mais relevantes.

 

2. Sequência de e-mail de onboarding

 

Agora vamos continuar a sua sequência de e-mails, mas em outra fase. Depois das boas vindas não esqueça os seus potenciais clientes. Então, faça o onboarding. Forneça as informações que ele precisa, fazendo com que o futuro comprador não pare de interagir com você. No final, ele pode finalizar a comprar ou continuar em contato com a marca para receber mais conteúdos.

 

Nesses e-mails, o seu objetivo é levar as pessoas a iniciarem uma demonstração, marcar uma reunião ou utilizar o produto. O indicado é que eles sejam personalizados, mostrem os benefícios do produtos — e não a sua função — e foque na jornada do consumidor. Assim, nesse momento você levará o consumidor da dúvida à certeza.

 

Com isso, o e-mail marketing garante que eles entendam de que forma usar o seu produto. Uma dica para conseguir a conversão é oferecer em um dos e-mails um cupom de desconto para primeira compra. Quanto ao número de envios desta etapa, irá depender do seu tipo de negócio e consumidor.

 

3. Sequência de e-mails de abandono de carrinho

 

Essa sequência de e-mails é para aquelas pessoas que vão até o seu site e colocam os produtos no carrinho, mas não finalizam a compra ou até acabam esquecendo dela. Pode ser por conta de algo aleatório, mas também há chances do motivo ser relacionado ao seu método de pagamento não parecer seguro.

 

O processo de checkout tem passos demais e é cansativo, as pessoas estavam só navegando Por isso, não tinham o intuito de comprar nada ou o carrinho ficou com muitos produtos e muito caro. Independente do motivo, é preciso trazer esses leads de volta até o seu negócio.

67 headlines para páginas de vendas

 

Mas como faremos isso? Por meio do e-mail marketing! De acordo com uma declaração do Business Insider, os varejistas online perdem até $4 trilhões para o abandono de carrinho. Muita coisa, não é mesmo? Contudo, esses comerciantes têm chances de recuperar até 63% dessa renda não conquistada.

 

A sequência de e-mails de abandono do carrinho é indicado dividir em três contatos, no entanto, se você achar que precisa de mais, pode enviar:

 

  • Primeiro — Lembre o consumidor que ele deixou produtos no carrinho, o envio deve ser feito depois de vinte e quatro horas;
  • Segundo — Deve falar das possíveis objeções e ser encaminhado ao cliente em potencial dois dias depois.
  • Terceiro — É a sua última chance de conversão. Por isso, invista pesado. Após cerca de três dias, envie um desconto ao consumidor incentivando a compra.

Os prazos de envio citados acima é válido para produtos perpétuos. Porém, em caso de lançamento é preciso ajustar para o tempo de abertura do carrinho.

 

Chegou até aqui, mas está em dúvida sobre como fazer bons e-mails? Veja o vídeo abaixo:

 

 

4. Sequência de e-mails para clientes recorrentes

 

Pessoas que consomem no seu negócio frequentemente costumam gastar muito mais que novos clientes. Então, a estratégia não deve ficar focada somente na conversão de novos clientes, mas também em não perder os regulares. Os clientes recorrentes são responsáveis por cerca de ¼ das rendas de lojas. Por isso, não os ignore.

 

No caso de produtos digitais, podemos trabalhar com três categorias dentro da esteira de produtos:

  • Front-end — são os produtos de entrada, geralmente tem um ticket baixo;
  • Back-end — são aqueles produtos que já tem o ticket um pouco maior;
  • High-end — são considerados produtos exclusivos e, por isso, contam com um ticket alto.

Então, o foco dessa sequência de e-mails será a persuasão para que os clientes que já compraram, consumam novamente. Geralmente, a intenção é fazer com que aquele consumidor do produto de entrada (front-end) adquira algo com o ticket maior.

 

Quando já adquirimos um produto ou serviço de determinada marca, fica mais fácil confiar nela para investir valores maiores. Sendo assim, você enviará dois e-mails para esse público.

 

O primeiro deles é para verificar se está tudo certo em relação aos produtos, entrega e etc. Essa mensagem deve ser enviada após dois ou três dias a partir do recebimento da compra.

 

O segundo será enviado depois de quatro dias do recebimento da compra. Ele deve conter conteúdos úteis. Por exemplo, recomendações de outros produtos, baseando-se na última compra feita pelo cliente ou publicações recentes que o consumidor pode gostar.

 

5. Sequência de e-mails de (re) engajamento

 

Esse tipo de contato é focado em reativar contatos e apagar da lista de e-mail marketing aqueles que não reengajaram, independentemente de já ter sido cliente ou não. No entanto, quando os clientes antigos pararem de interagir com a marca por um período de trinta a sessenta dias — a depender do produto comercializado — é hora de colocá-los nessa sequência.

 

Nessa sequência de e-mails envie duas ou três mensagens, pois são pessoas já têm uma certa quantidade de informações sobre o seu negócio. Esses contatos enviados são uma espécie de lembrete que busca fazer o cliente interagir de novo.

 

Isso não quer dizer que você não deve procurar novos clientes, apenas que não deve esquecer dos antigos. Porém, vale ressaltar que é mais barato do que encontrar e nutrir novos leads, visto que, dependendo da plataforma de disparo de emails utilizada, pode sair caro.

 

A SparkFunnels permite o disparo de emails ilimitados, além de permitir a criação de funis de venda de alta conversão, criação de landing pages, transmissão de webinars e outras funcionalidades. Tudo isso disponibilizando métricas para acompanhamento.

 

Já sabemos que e-mails podem aumentar a sua conversão, mas se essa estratégia for aliada a outras, você pode crescer ainda mais! A SparkFunnels te ajuda nisso. Acesse aqui e veja mais detalhes!

pesquisa panorama dos negócios digitais