Um blog sobre empreendedorismo, negócios digitais e cursos online


Não perca mais nenhuma novidade!

Assine nosso blog e ative as notificações para receber os melhores conteúdos sobre empreendedorismo


Marketing de guerrilha: o que é, como usar e 5 exemplos

Marketing de Guerrilha

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

 

O marketing faz parte do DNA das empresas de qualquer porte — seja micro, média ou grande — desde os anos 40. Com a ascensão da Internet, dos dispositivos móveis e de alguns conceitos como responsividade, interação e branding, outras abordagens surgiram, como o marketing de guerrilha.

 

Criado nos anos 70, o marketing de guerrilha explora novas formas de comunicação: mais diretas e menos onerosas. A premissa é a de surpreender os consumidores, com ousadia, inovação e agilidade.

 

Vejamos a seguir o que é, como utilizá-lo e alguns exemplos de empresas que fazem uso dessa estratégia.

 

Marketing de guerrilha: o que é

 

Antes de definirmos propriamente o marketing de guerrilha, precisamos deixar claro o que é uma guerrilha.

 

O conceito de guerrilha, aqui no Brasil, foi utilizado pela primeira vez nas décadas de 1960 e 1970, durante a ditadura civil-militar. No entanto, no mundo afora, ele já vinha sendo utilizado desde a década de 50.

 

Guerrilha é, basicamente, uma estratégia de guerra incomum, que foge das estratégias já utilizadas, como a das trincheiras, da Primeira Guerra Mundial. Além desse ponto, os soldados das guerrilhas não possuíam uma formação específica em combate, eram livres.

 

Afinal, o que isso tem a ver com o marketing de guerrilha?

 

Para você fazer uso do marketing de guerrilha, é necessário apostar na criatividade — assim como os guerrilheiros faziam. Essa habilidade é necessária para divulgar os produtos e serviços da empresa de uma forma menos convencional e ‘batida’.

 

No meio digital, você pode implementar vários negócios com o marketing de guerrilha, como os cursos à distância.

Como utilizar o marketing de guerrilha para cursos online

 

Antes de tudo, é essencial analisar a sua persona. É importante saber alguns detalhes como: faixa etária, gênero, gostos —  vale a pena pesquisar sobre os seus estilos musicais favoritos, se preferem mais filmes do que séries, entre outros.

 

Veja este vídeo para saber mais: 

 

 

De posse desses dados, o próximo passo é analisar em qual rede social ela se encontra. Se  o seu público-alvo for mais jovem, possivelmente estará no TikTok ou no Instagram, já o público mais adulto costuma se concentrar no Facebook.

 

Mas por quê esses dados são relevantes? A resposta é fácil: com eles, você saberá qual a melhor rede social para praticar o marketing de guerrilha.

 

Marketing de guerrilha: exemplos de nichos 

 

Imagine que o público-alvo que você quer atrair para o seu curso online de chocolates finos são mulheres entre 16 a 24 anos, que gostam de animes e preferem doces.

 

Provavelmente, essas clientes estarão no TikTok. Portanto, a estratégia de marketing digital de guerrilha poderá consistir em pequenos vídeos falando do curso, mostrando o site e o formato das aulas, apresentando um vídeo de cada convidado, entre várias outras opções que exploram a criatividade.

 

Agora, vamos supor que você ensina a habilidade de copywriting. O seu público-alvo

estará dividido entre homens e mulheres, de 20 a 26 anos, que gostam de escrever e assistem memes no tempo livre.

 

A criatividade do marketing de guerrilha, portanto, seria bem consumida no Twitter, já que a maioria dos principais memes da atualidade, surgem nesta rede social.

 

Além desses pequenos detalhes, é importante analisar quais os principais horários que a persona costuma entrar na rede social. De nada adianta publicar vídeos no TikTok e memes no Twitter se o seu público-alvo não estiver conectado naquele momento e ter altas chances de perder os conteúdos.

 

Uma dica igualmente importante é explorar o marketing de guerrilha de forma consciente, sem fugir dos seus valores e arriscar a sua identidade.

 

5 exemplos de marketing de guerrilha para se inspirar

 

Com todas essas dicas, é hora de se inspirar e começar a planejar a sua estratégia de marketing de guerrilha.

 

Portanto, listamos, a seguir, alguns cases de empresas conhecidas.

Volkswagen

 

Em 2010, após lançar um novo modelo de carro, a fabricante de automóveis alemã instalou um escorregador em uma estação de metrô, na Alemanha, para dar acesso mais rápido às pessoas.

 

Enquanto passavam pelo local, elas também filmavam e postavam no Facebook, fazendo com que muitas pessoas acessassem o site da companhia. A Volkswagen, assim, ganhou curtidas massivas na sua página e gerou mais consciência de marca.

 

 

KitKat

 

Sabe aquela vontade de comer um doce enquanto se espera algo? A KitKat apostou nisso e inovou ao pintar um banco de praça, como se ele fosse um chocolate sendo retirado da embalagem. A ação fez parte de várias outras campanhas realizadas em locais públicos.

 

Provavelmente, muitas pessoas sentiram vontade de comer KitKat após sentarem ou apenas passarem pelo banco, o que pode ter aumentado as vendas da empresa.

 

 

marketing de guerrilha kit kat
A KitKat se utilizou de estratégias de marketing de guerrilha. O que acha de fazer algo assim para o seu negócio?

 

Coca-Cola

 

A Coca-Cola é uma das empresas pioneiras e mais famosas por fazer marketing de guerrilha.

 

Seja colocando uma máquina de refrigerantes nas universidades ou uma que só funcionava se um casal de namorados se beijassem durante o Dia dos Namorados, nos Estados Unidos. Veja:

 

 

Burger King

 

A rivalidade entre o Burger King (BK) e o McDonalds é de longa data e hoje perdura também pelas redes sociais.

 

Uma hora ou outra, a disputa entre as empresas até diverte os seus clientes, como quando o BK enviou uma carta aberta em um anúncio no The New York Times, cujo destinatário era o McDonalds, em 2015.

 

A mensagem para a concorrente propunha uma trégua, unindo os dois principais lanches das empresas, o Whooper e o Big Mac — uma ‘fusão’ chamada McWhooper.

 

Tal mensagem foi utilizada para celebrar o Dia Internacional da Paz e o lanche seria vendido apenas nesse dia, em uma loja construída entre o BK e o McDonalds.

 

 

marketing de guerrilha mcwhopper
A disputa entre McDonald’s e Burger King é icônica. Já pensou em adotar estratégias de marketing de guerrilha com o seu concorrente?

 

Netflix

 

Por último, a empresa de streaming de filmes e séries televisivas, que é bem famosa aqui no Brasil por publicar vários memes sobre o seu serviço, é exemplo de interação marca-cliente. Ela simplesmente interage com os seus fãs na mesma medida em que eles interagem com pessoas comuns pelas redes sociais.

 

Um dos cases mais comuns foi a divulgação da terceira temporada de Orange Is The New Black.

 

A campanha de marketing de guerrilha consistiu em pintar a fachada de um prédio na França com as cores da série, transformando a construção em uma fachada de presídio. A Netflix também contratou figurantes para que transitassem pelo local usando os macacões laranjas que as presidiárias utilizavam na série.

 

 

Portanto, agora que você conheceu tantos exemplos, é hora de estudar o seu público-alvo, analisar bem os canais de divulgação e atrair novos alunos para os seus cursos online.

 

Gostou do conteúdo? Experimente o SparkMembers e tenha uma super plataforma de cursos online!

Mais artigos para você

Mercado Digital: o que é e como funciona

A transformação digital não é somente realidade, mas uma necessidade. Você sabe o que é mercado digital? Se você ou …

O que é negócio escalável e 3 ideias

Negócio escalável, cada vez mais, prova que não é uma buzzword ou palavra da moda. A alta lucratividade, além de …

O que é oratória e 4 dicas para falar bem no seu curso online

Se você pretende criar cursos online, é necessário saber o que é oratória e como usá-la para desenvolver aulas mais …

O que é NFT: entenda como funciona este registro digital

Você sabe o que é NFT? Ele é um registro digital que transforma o seu bem digital em algo único. …

Bruno Perini: saiba quem é e conheça seus projetos

Curioso, focado, organizado e com um objetivo muito claro e bem definido. Essas características podem definir bem quem é Bruno …

Psicologia das cores no marketing: entenda o significado

O marketing de uma empresa abrange diversos detalhes que devem ser pensados para que ela se destaque em meio às …