No marketing digital, às vezes nos deparamos com diversos termos e siglas que podem ser complicados de entender no começo, mas que são essenciais para a boa execução de uma estratégia de marketing. 

Nesse sentido, entender o que é CPA, CPC e CPM, por exemplo, torna suas ações de marketing digital muito mais assertivas, além de permitir que você direcione seus anúncios às pessoas certas. 

Portanto, se você quer alcançar o sucesso no seu negócio digital, precisa conhecer logo essas métricas. Desse modo, preparamos este artigo completo para você entender o que é CPA, CPC e CPM e aprender a utilizá-las. Acompanhe a leitura!

O que são métricas de marketing? 

As métricas consistem em um dos campos de estudo do Marketing que levanta dados a fim de mensurar e analisar os resultados de suas ações. No caso do marketing digital, essas métricas mensuram sua atividade e desempenho no meio online.

Sendo assim, por meio das métricas de marketing, você pode direcionar o andamento das suas estratégias com a finalidade de atingir seus objetivos. 

Afinal, seus processos e decisões serão embasados em dados obtidos através da análise e mensuração do seu desempenho em diversos canais digitais. 

Nesse sentido, o CPA, o CPC e o CPM são métricas relacionadas aos investimentos nas suas campanhas em mídia paga. 

Portanto, se você deseja investir em anúncios, é essencial que conheça o que cada uma dessas métricas significa. 

 

 

O que é CPA: Custo por Aquisição?

Toda campanha de anúncios precisa de um objetivo, pois ele será decisivo para a boa performance de suas campanhas. 

Assim, o CPA, Custo por Aquisição, significa que você pagará pelo anúncio somente quando seus objetivos forem alcançados, que podem ser:

  • Venda do produto ou serviço;
  • Download de algum e-book;
  • Preenchimento de formulário;
  • Visualização de vídeos;
  • Entre outros… 

Logo, essa métrica costuma ser mais cara que as demais, porque será por intermédio dela que as conversões ocorrerão. Desse modo, seu valor pode chegar a até 50% do valor da venda. Porém, você só paga se receber lucro com essa ação. 

 

O que é CPC: Custo por Clique?

O CPC, por sua vez, significa Custo por Clique. Ou seja, ele consiste no valor que você pagará a cada clique do usuário em seu anúncio. 

Esse tipo de métrica costuma ser usado com frequência no Google Adwords ao comprar palavras-chave, embora outras plataformas já tenham aderido a essa metrificação. 

Nessas plataformas você pode encontrar um recurso interessante, que consiste em estipular uma meta de cliques. Assim, você calcula os gastos da sua campanha de forma antecipada e evita prejuízos. 

O Custo por Clique também tem a vantagem de ajudá-lo a entender o comportamento das pessoas que se interessam pelos seus anúncios, uma vez que você terá acesso ao número exato de usuários que clicam no seu anúncio. 

Imagem ofertando o e-book gratuito de funis americanos

Para ter bons resultados e evitar que o seu CPC fique muito elevado, é essencial criar uma página de destino atraente e que estimule a conversão do usuário. 

 

O que é CPM: Custo por Mil?

Quando o seu anúncio vai ao ar, ele fica disponível para inúmeras pessoas. Logo, haverá aquelas que irão se interessar pelos seus anúncios, ao passo que outras irão ignorá-los. 

O CPM, Custo por Mil, é responsável por calcular qual será o valor que você pagará por cada 1000 visualizações de usuários em seu anúncio. 

Essa métrica costuma ser utilizada por grandes sites de notícias, por exemplo, visto que o CPM é considerado interessante para quem deseja aumentar o tráfego de seu site.

 

Qual é a melhor métrica para a sua estratégia?

Agora que você já sabe o que é CPA, CPC e CPM, precisa escolher qual métrica é a melhor para sua estratégia. E sua escolha precisa ser baseada em alguns fatores, tais como:

  • Seu objetivo com a campanha;
  • Nicho do seu negócio;
  • Seu público-alvo;
  • Budget (valor disponível para investimento);
  • Entre outros.

Por ser mais caro, o CPA demanda um valor maior de investimento. Por isso, essa métrica é uma boa opção para negócios nichados, uma vez que o número de anunciantes é menor. 

Assim, é preciso empenhar-se mais para obter um rendimento maior.

Convém mencionar ainda que o CPA costuma ser bastante utilizado em programas e redes de afiliados.

Agora, se o seu objetivo é atrair mais tráfego para o seu site ou blog e aumentar suas vendas em determinados períodos, o CPC pode ser a melhor escolha. 

Afinal, ao mensurar seus cliques, você entenderá a aceitação do seu público, além de ser mais fácil de calcular o seu ROI (Retorno sobre investimento).

O CPM, por sua vez, é uma métrica interessante para aqueles negócios que desejam focar em branding, posicionamento de marca ou anúncios institucionais. Logo, se o seu objetivo é aumentar o alcance de pessoas, o CPM pode ser a métrica ideal. 

Além disso, você precisa considerar qual é o valor disponível para investir. Caso tenha um budget mais limitado, pode ser interessante trabalhar com o Custo por Clique, pois existe a possibilidade de estipular seu CPC médio.

Por outro lado, se você tem um valor maior para investir e a métrica se alinha ao seu objetivo, o CPA pode ser uma ótima estratégia. 

Como vimos, entender o que é CPA, CPC e CPM não é tão complicado como parece. Além disso, essas métricas podem ser decisivas para atingir o sucesso que você deseja na sua estratégia de tráfego pago. 

No entanto, para alcançar esse sucesso, é essencial que você tenha uma plataforma eficiente para criar funis de venda e impulsionar sua estratégia de tráfego pago

Por isso, saiba que, na HeroSpark, é possível encontrar uma plataforma completa na qual você pode criar funis e páginas de vendas altamente persuasivas para as suas campanhas. 

E o melhor de tudo é que essa plataforma é intuitiva e gratuita. Então, não perca tempo e crie sua conta na HeroSpark agora mesmo!

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.