herospark comece grátis agora

Sabe aqueles anúncios que aparecem em formato de banner nas laterais, no rodapé ou no topo de sites, vídeos e aplicativos? Eles, provavelmente, foram criados com base nas estratégias de marketing digital para serem exibidos na rede de display do Google.

Essa rede é muito importante para o crescimento dos empreendimentos, em especial, dos que atuam apenas no digital. É por meio dela que eles conseguem aumentar a sua visibilidade e atrair mais interessados em seus produtos.

Ficou curioso? Quer saber mais sobre a rede de display? Então, continue a leitura e confira todas as informações que separamos. Vamos lá!

O que é rede de display?

A rede de display é um conjunto de parceiros do Google que oferecem um espaço nos seus sites, vídeos e aplicativos para que outras empresas possam exibir seus anúncios por meio do Google Ads. 

Ou seja, são páginas da Internet ou conteúdos de terceiros que podem ser usados para divulgar os produtos, os serviços e a marca de um determinado negócio através de publicidade. Nesse caso, o próprio Google e os seus aplicativos, como o YouTube e o Gmail, também fazem parte dessa rede.

Vale destacar que ela é diferente da rede de pesquisas, já que essa segunda representa os anúncios que são apresentados aos usuários que pesquisam por uma determinada palavra-chave no Google. 

A rede de pesquisas são os anúncios que aparecem no topo da página do Google e estão relacionados com a pesquisa dos usuários:

 

A rede de display tem os anúncios dentro de páginas dos sites, como este exemplo do Itaú no site abaixo:

 

Ambas ajudam os empreendedores e os negócios digitais a aumentar o seu nível de divulgação e, consequentemente, isso resulta em uma maior visibilidade dos seus produtos e serviços por parte da sua audiência.

Quais são as categorias de anúncios?

O Google tem alguns tipos de anúncio diferentes – como característica comum, todos tem texto e um botão para clicar e podem ter imagens, vídeos ou outros recursos de mídia, como carrosséis ou animações. Conheça os principais tipos:

Anúncios de texto

São anúncios com um pequeno texto, ou seja, eles têm apenas um título e algumas linhas de conteúdo. São os ads da rede de pesquisa, adaptados para exibição em display.

 

Anúncio de imagem

Neste caso, são anúncios que usam imagens e layouts diferenciados para atrair a atenção das pessoas que estão navegando por um determinado site, vídeo ou aplicativo.

Anúncio de vídeo

Como o próprio nome diz, são anúncios veiculados em vídeos, em especial, do YouTube. Ou seja, estamos falando daqueles banners que ficam no rodapé do vídeo enquanto você assiste o seu canal favorito.

O primeiro vídeo é um anúncio. Perceba que o formato é parecido com o de vídeos normais do YouTube

 

Anúncio de mídia rica

Esse é um formato de anúncio mais interativo, já que o usuário pode escolher qual é a melhor forma de visualização. Nesse caso, ele pode apresentar vídeos, carrossel, animações, entre outros elementos.

O print é uma imagem estática, mas o texto deste anúncio da B3 muda depois de alguns segundos

Como criar campanhas de rede de display?

Agora que você já sabe o que é uma rede de display, precisa entender como fazer uma campanha utilizando esse recurso. Por isso, separamos aqui um passo a passo simplificado para ajudar nessa tarefa. Vamos lá!

Defina o objetivo da campanha

O primeiro passo para fazer uma campanha de rede de display é definir o objetivo. Isso é importante porque é por meio dele que você saberá como planejar o anúncio para que ele obtenha os resultados esperados. 

Dentre os principais objetivos podemos citar o aumento das vendas, a captação de leads, a melhoria da percepção da marca, o aumento do tráfego no site, entre outros. Lembre-se de que você vai precisar inserir essa informação no Google Ads posteriormente.

Configure a campanha no Google Ads

Insira o objetivo

Para configurar a sua campanha, basta acessar o Google Ads e clicar em “Nova campanha”. O próximo passo é indicar o objetivo, que pode ser vendas, tráfego do site, leads, consideração do produto e marca ou alcance e reconhecimento da marca.

Após esse processo, deve-se escolher o tipo de campanha. Nesse caso, a opção selecionada precisa ser “Rede de display”. Em seguida, você deve preencher algumas informações, como nome da campanha, local e idioma.

Defina o orçamento

Também precisa determinar o orçamento diário que será disponibilizado para a campanha. Já que você está usando uma mídia paga. Além disso, é necessário definir a estratégia de lances, que pode ser manual ou automática. Se você é iniciante, a melhor opção é decidir pelos lances realizados pelo próprio Google Ads.

Escolha a segmentação

Em seguida, é necessário escolher a segmentação, ou seja, se o anúncio vai ser exibido para contextos, públicos ou locais específicos. Nesse caso, você pode definir que ela seja automática ou manual. Dê preferência para a segunda opção, pois é possível determinar o seu público-alvo.

Por exemplo, o seu ads pode ser exibido apenas para pessoas que já tiveram alguma interação com a sua marca (remarketing). Ou, ainda, você pode usar apenas sites com conteúdo relacionado com o seu para atrair o avatar.

Crie o anúncio

O próximo passo é criar o seu anúncio (ads). Esse processo é muito fácil, pois a ferramenta é intuitiva. Para isso, basta preencher a URL final, o título, a descrição e o nome da empresa. Assim como inserir as imagens e os vídeos, caso seja necessário. 

Lembre-se de elaborar o seu criativo pensando no contexto no qual ele será inserido. Dessa forma, fica mais fácil chamar a atenção do seu público-alvo. Por fim, você deve conferir a versão final do anúncio e clicar em “Criar campanha”.

Mensure os resultados

Também é importante mensurar os resultados das campanhas de rede de display. Dessa forma, você consegue identificar se os objetivos definidos foram alcançados. Em caso negativo, é possível aplicar ações de melhoria para que os resultados almejados possam ser atingidos.

Podemos concluir que a rede de display é uma estratégia essencial para que você consiga aumentar a visibilidade dos seus produtos, serviços ou marca. Que tal compartilhar este conteúdo nas suas redes sociais? Assim, outras pessoas que se interessam por marketing digital podem ter acesso a ele.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *