herospark comece grátis agora

É muito importante saber a origem do tráfego do seu site, pois isso ajuda a direcionar as suas campanhas de marketing digital e de vendas. Diante disso, você já ouviu falar do tráfego direto? Ele é indicado pelo Google Analytics quando uma pessoa acessa o seu site de maneira direta.

Porém, existem alguns erros que dificultam o processo de contabilização dessas visitas. Então, é necessário conhecer esses detalhes para realizar ações que ajudem a ferramenta do Google a mensurar esse indicador de maneira correta.

Quer saber mais sobre este assunto? Então, leia este texto e confira todas as informações que separamos para que você entenda como funciona o tráfego direto. Vamos lá!

 

O que é tráfego direto?

O tráfego direto acontece em alguns casos, como quando uma pessoa:

  • digita o nome da sua marca no mecanismo de busca para acessar o seu site;
  • insere o seu URL na barra de endereço do navegador;
  • salva o link no seus favoritos.

Portanto, esse tipo de tráfego está relacionado ao acesso direto do seu site.

Podemos dizer que tráfego  direto é um indicador de que a sua marca está sendo lembrada e reconhecida pela sua audiência ou pelos seus clientes. Isso porque eles retornam ao seu site com frequência para continuar lendo o seu conteúdo, para acessar o seu produto digital por meio do login, para ver as novidades ou, ainda, para comprar outras soluções.

Normalmente, o tráfego direto é fruto de uma boa campanha de marketing digital e de branding, já que a pessoa tem conhecimento da sua marca e procura manter contato constante com ela. 

Ou seja, são clientes fidelizados ou leads interessados que ajudam a manter a sua marca no mercado. Portanto, quanto mais você investe nessas ações, maiores são as suas chances de conseguir bons resultados de tráfego direto.

 

Quais são as fontes de tráfego direto?

Como vimos, a principal fonte do tráfego direto são os mecanismos de busca, ou seja, quando alguém digita o nome da sua marca para acessar o seu site. Além disso, também é possível contabilizar esse tipo de tráfego quando alguém digita a URL na barra de endereço ou, ainda, quando inclui a página nos favoritos do seu navegador para acessar com frequência.

Mas, infelizmente, existem algumas fontes que também são contabilizadas como esse tipo de tráfego de maneira errônea. Isso porque quando o Google Analitycs não consegue identificar a referência da página, ele indica automaticamente que o visitante veio de tráfego direto.

Dentre os principais motivos para que isso aconteça temos:

  • erros de redirecionamentos;
  • uso de http ao invés de https;
  • links compartilhados em aplicativos de mensagens e redes sociais;
  • problemas na configuração do Google Analytics;
  • erro de digitação no link do UTM;
  • links disponibilizados nos materiais ricos;
  • entre outros.

Dessa forma, as pessoas podem acessar o seu site por outras fontes que não são consideradas tráfego direto, mas são mensuradas como se fossem pelo Google Analytics. Por isso, nem sempre o número que aparece no relatório é real.

Por outro lado, existe tráfego direto que não é contabilizado. Isso porque se uma pessoa acessou seu site pela primeira vez por meio de outra fonte. Toda vez que ela acessar novamente o Google Analytics interpreta que a fonte é a mesma. A ferramenta faz isso por causa dos cookies.

 

Como aumentar o tráfego direto?

Mas, afinal, como lidar com tráfego direto se existem tantas formas do Google Analytics mensurar esse indicador de maneira errada? Existem algumas táticas que podem te ajudar. 

Veja, a seguir, as nossas dicas para que você consiga melhorar a contabilização, bem como aumentar este tipo de tráfego. Acompanhe!

 

Faça boas campanhas de marketing digital

Para você conseguir um tráfego direto “limpo” é necessário investir muito em ações de marketing digital para que as pessoas conheçam a sua marca e procurem pelo seu site de maneira espontânea. Dessa forma, é possível aumentar os números reais deste tipo de tráfego, ou seja, as pessoas irão acessar seu site diretamente com mais frequência.

 

Otimize o seu site

Ademais, também deve-se aplicar ações relacionadas a sua página na Internet. Dentre elas podemos destacar: melhorar a usabilidade e a navegação do site, produzir conteúdo relevante no blog, elaborar materiais ricos para baixar e criar ferramentas conectadas ao site que sejam úteis, como calculadoras, aplicativos, entre outros.

Assim, a sua audiência sente a necessidade de incluir o seu link nos seus favoritos para visitar com assiduidade. 

 

Evite os erros que prejudicam a contabilização do tráfego

Além disso, é importante evitar os erros que permitem que o Google Analytics contabilize de maneira equivocada esse tipo de tráfego.

Ou seja, configure de maneira correta o seu site para que a ferramenta do Google faça o seu trabalho de maneira eficiente.

Assim como mantenha a segurança do seu site em dia adotando o protocolo https e tenha atenção no momento de criar os seus UTMs.

 

Use parâmetros UTM

Falando no parâmetro UTM, ele é ideal para que você consiga evitar que o Analytics interprete de maneira errada o tráfego direto. Isso porque é por meio dele que é possível indicar qual é a origem do tráfego.

Por isso, quando fizer campanhas de e-mail marketing ou nas redes sociais, anúncios, inserir link da sua página nas iscas digitais, sempre use o UTM. Dessa forma, fica mais fácil identificar a origem do visitante do seu site.

 

Acompanhe as mudanças de tráfego

É essencial verificar diariamente os relatórios do Google Analytics, assim você consegue identificar mais facilmente anomalias na contabilização das fontes de tráfego.

Dessa forma, pode aplicar ações de melhoria para acertar os números e consegue ter um indicador mais próximo da realidade.

Conseguiu entender melhor o que é o tráfego direto? Caso ainda tenha dúvidas, não deixe de enviá-las nos comentários.

Estamos aqui para ajudar você a compreender melhor o mundo do marketing digital para que você possa atrair cada vez mais clientes para o seu negócio digital.

 

2 Comentários

  1. paulo disse:

    Gostei muito da publicação, com certeza me ajudará com meus projetos. Obrigado HeroSpark

    1. Leon Zugman disse:

      Ficamos felizes em ajudar, Paulo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *