As redes sociais são ferramentas essenciais para aproximar os infoprodutores do seu público-alvo. Além disso, possibilitam o uso de estratégias para viralizar conteúdos e campanhas, alavancando vendas e gerando autoridade digital. 

Um conteúdo viral tem o potencial de acelerar o alcance da marca e aumentar significativamente a base de seguidores do negócio nas redes sociais. Mas como saber se uma produção pode viralizar?

Neste artigo, vamos explicar a estratégia e as ferramentas por trás de um conteúdo viral e aprender como viralizar na internet em 2022. Confira!

O que é viralizar na internet? 

Sabe aqueles memes ou vídeos que se espalham pela internet rapidamente e se tornam uma febre de compartilhamentos? Então, esses conteúdos são denominados virais. 

Isso porque, assim como os vírus, eles são disseminados, por meio das redes sociais (como  Instagram e WhatsApp), com facilidade e de forma espontânea, na maioria das vezes. Assim, ao viralizar, o conteúdo toma grandes proporções.

Isso acontece quando os usuários compartilham e espalham por diversos canais conteúdos como:

  • Vídeos;
  • Memes;
  • Desafios;
  • Figurinhas.

Esse compartilhamento acontece rapidamente e costuma ter um ciclo de duração, já que o dinamismo da internet permite que a cada dia um conteúdo novo surja com potencial de viralizar.  

Mas, para entender se um conteúdo viralizou, é necessário analisar aspectos como:

  • Quantidade de curtidas;
  • Número de visualizações;
  • Alcance de compartilhamentos;
  • Velocidade da disseminação. 

Ao viralizar um conteúdo de marca, por exemplo, aumenta-se a visibilidade do negócio e atrai-se um novo público. 

Dessa forma, planejar campanhas com potencial para viralizar é uma estratégia poderosa no mercado digital. Esse recurso é conhecido como Marketing Viral. 

 

Por que investir em Marketing Viral?

O Marketing Viral, quando bem utilizado, pode proporcionar diversos benefícios a um negócio digital, como, por exemplo:

  • Atração de novos leads;
  • Aumento do número de menções nas redes;
  • Fortalecimento da relação com os clientes;
  • Campanha de baixo custo, já que viraliza organicamente.

Além disso, viralizar um conteúdo permite que o seu produto se destaque em meio à concorrência no mercado digital e também exponha a sua marca para outros países. 

Outra vantagem é que, para viralizar um conteúdo, não é necessário ser uma empresa de grande porte e já estabelecida no mercado. Afinal, o que define se algo vai viralizar ou não na internet é a identificação com o público, não o orçamento da campanha. 

Sendo assim, investir em Marketing Viral é uma ótima alternativa para se destacar no digital e atrair as atenções para o seu infoproduto sem precisar investir muito.

 

Quais formatos de conteúdo mais viralizam? 

Cada dia mais pessoas garantem uma renda por meio da internet, o que demonstra que o mercado digital está crescendo. Até mesmo negócios que antes eram 100% físicos, hoje já investem em posicionamento digital.

Mas a verdade é que não basta estar presente nesse mercado para fazer sucesso; é preciso se destacar para ser visto. E a produção de conteúdo é a maneira mais barata e eficaz para garantir um espaço na internet.

Mas você deve estar se perguntando qual formato de conteúdo é o ideal para conquistar o público, não é verdade? Como viralizar em meio a tantos conteúdos?

Sendo assim, veja abaixo alguns exemplos de conteúdos com alto potencial de viralização. 

 

Podcast

O podcast é um modelo de conteúdo de áudio que já ganhou espaço no universo digital. Esse tipo de conteúdo é bastante consumido por ser prático e oferecer uma variedade de temas abordados. 

Além disso, a sua audiência pode ouvir os episódios enquanto realiza outras atividades, facilitando muito a viralização por conta da praticidade. 

Você pode, por exemplo, criar um podcast sobre empreendedorismo digital com episódios de 20 a 40 minutos, recebendo convidados e dando dicas para outros infoprodutores. 

 

Vídeos

Quem nunca recebeu um vídeo viral compartilhado por amigos nas redes sociais? Os vídeos são, ao lado dos memes, o formato de conteúdo que mais viraliza na internet.

Eles são compartilhados rapidamente nas redes sociais e em aplicativos de mensagens, na maioria das vezes apresentando um conteúdo fofo ou engraçado. 

E se você deseja incluir vídeos em sua estratégia para viralizar nas redes, não se esqueça de incluir legendas. Além de facilitar o entendimento do conteúdo para quem não pode ativar o áudio naquele momento, as legendas tornam o seu conteúdo acessível para pessoas com deficiência auditiva.

 

Jogos

De tempos em tempos, alguns jogos viralizam nas redes sociais, como o caso do Wordle, popularizado no Twitter. Esse, inclusive, é um exemplo de jogo tradicional fora das redes e que ganhou uma versão simples que logo se espalhou entre os usuários.

Para viralizar, não necessariamente um jogo precisa ser bem elaborado e complexo. Na verdade, o público normalmente busca algo mais simples e acessível para se divertir de maneira rápida e simples.

Assim, criar uma adaptação de um jogo popular no offline, como no caso do Wordle, é uma ótima chance de criar um conteúdo viral. 

Imagem de oferta Imersão Foguete Digital

 

Testes

Outro formato de conteúdo com grande potencial para viralizar são os testes. Quem nunca respondeu um teste do Buzzfeed, como “Qual Power Ranger você é?”, por exemplo?

Os testes são um formato criativo e bastante descontraído. Eles podem ser carregados de elementos que atraem o público, como:

  • Curiosidade;
  • Nostalgia;
  • Humor;
  • Diversão.

Além disso, são um conteúdo lúdico que ajuda na aproximação com o público por meio de um sentimento positivo. Isso significa que a pessoa que responder o teste que você criou vai associar sua marca a um momento agradável. 

Inclusive, é possível utilizar informações de outros conteúdos para criar um teste. Você pode aproveitar algum assunto em alta, como um filme ou novela, por exemplo, e criar perguntas relacionadas. 

 

 

3 Ideias de conteúdo para viralizar 

Os formatos citados acima são todos de conteúdos que estimulam a reação do público. Isso quer dizer que, ao ter contato com eles nas redes sociais, é comum que o usuário sinta vontade de compartilhá-los com alguém. 

Mas além do formato, também existem elementos que, se abordados no conteúdo, podem facilitar a jornada para que ele se torne viral. 

Por isso, confira agora 3 ideias de conteúdos para viralizar nas redes.

 

1. Engraçado

Grande parte dos conteúdos que viralizam nas redes sociais e são compartilhados em aplicativos de mensagens instantâneas são de humor. 

Podem ser vídeos, figurinhas, memes ou até mesmo áudios… O fato é que conteúdos engraçados são destaques em compartilhamento.  

Esses conteúdos normalmente envolvem pessoas comuns em situações engraçadas ou trechos de esquetes de humor, como vídeos de canais como Porta dos Fundos ou Choque de Cultura. 

Então, apostar em conteúdos de humor pode ser sua chave para viralizar. Mas preste atenção se esse conteúdo dialoga com o seu público. 

 

2. Fofo

Outra ideia de conteúdo é o compartilhamento de vídeos fofos, até porque, quem nunca se encantou com um vídeo de gatinhos e crianças em momentos fofos?

O encantamento é um elemento bastante presente no Marketing Viral, e uma das maneiras de encantar o seu público é por meio da fofura. 

 

3. Informativo

Muitas pessoas passam mais tempo nas redes sociais do que em outros canais de comunicação, como a TV e o rádio. Sendo assim, elas buscam formas rápidas de se manterem atualizadas e de consumirem informações relevantes.

Portanto, criar um conteúdo informativo e utilitário pode ser um ótimo caminho para que ele se torne viral. Um exemplo são os vídeos ensinando a utilizar corretamente utensílios ou produtos.

 

Como viralizar um conteúdo na internet: 5 dicas essenciais

Mesmo que existam formatos de conteúdos que tendem a viralizar, é muito importante estar atento a outras dicas para alavancar o seu negócio por meio da produção de conteúdo.

Por isso, confira abaixo algumas dicas indispensáveis se você quer viralizar e emplacar uma tendência nas redes sociais:

1. Publique nas redes certas: crie conteúdos personalizados para o público de cada rede social. Por mais que os conteúdos possam transitar entre algumas redes, é importante entender que os usuários que preferem o Twitter, por exemplo, consomem conteúdo de maneira diferente da sua audiência do Instagram.

2. Tenha um propósito definido: você não precisa sair apostando desesperadamente em conteúdos tentando viralizar, o melhor é seguir um propósito. Por isso, trace um planejamento de conteúdo e não se distancie das características do seu nicho.

3. Fique atento às tendências: é muito importante prestar atenção ao que está bombando nas redes. Assim, se isso fizer sentido para o seu negócio e para o seu público, tente engajar um conteúdo que dialogue com a tendência. 

4. Use gatilhos mentais: escassez, urgência e exclusividade são alguns dos principais gatilhos mentais utilizados nas técnicas de atração e conversão em vendas. E esses recursos também podem ser usados nos conteúdos para viralização.

5. Conheça seu público: e, acima de tudo, conheça seu público-alvo e estude o mercado. Não adianta tentar engajamento com vídeos e outros formatos de conteúdo se você não sabe como se comunicar com a sua audiência. 

Além disso, é fundamental saber como fazer das suas redes sociais o ambiente perfeito para divulgar esses conteúdos. Por isso, a HeroSpark criou um material completo e gratuito para lhe ajudar a fortalecer a sua estratégia.

Baixe o e-book “Como criar suas Redes sociais” e descubra, na prática, como criar sua página comercial no Instagram ou o seu canal no YouTube e, assim, se preparar em grande estilo para o sucesso no mercado digital.

Imagem de oferta Imersão Foguete Digital

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.