Um blog sobre empreendedorismo, negócios digitais e cursos online


Não perca mais nenhuma novidade !

Assine nosso blog e ative as notificações para receber os melhores conteúdos sobre empreendedorismo


Backlinks: como e por que utilizar no seu site?

Backlinks

Backlinks são, simplesmente, links inseridos em uma página que podem levam o leitor a outra.

Você pode usar tanto links internos (aqueles que direcionam para uma página interna do seu site) quanto externos (aqueles que direcionam para outros site). O conjunto dessas duas estratégias se chama link building.

 

Ao contrário do que os mais leigos imaginam, utilizar links para outros sites não gera perda de tráfego. A menos que você use mais de três páginas diferentes a cada 500 palavras. Contudo, não há regra, somente bom senso. Se o foco de um artigo são informações estatísticas, é possível relativizar esse volume ideal de backlinks.

 

Além de inofensivos para o sucesso do seu negócio digital,  podem potencializá-lo. Tão importante quanto o conteúdo, o próprio Google afirmou que os links são fatores relevantes para para o tráfego.

 

Lendo este artigo você entenderá como utilizar backlinks no seu site e que benefícios esperar!

 

O que são backlinks?

 

Vamos fazer o seguinte exercício.

 

Imagine que o Google é uma pessoa. Um senhor desconfiado passeando em um shopping. Eis que  se depara com um novo restaurante. Será que faria uma refeição no estabelecimento? Provavelmente, só iria após a indicação de alguém de confiança. 

 

Essa pessoa que recomendou o espaço é como um novo link para o seu site. A novidade em meio a tantas outras páginas que já rankeiam bem no buscador.  Mas, quando um portal é apontado por outro com boa reputação, tende a se manter relevante para os sites de pesquisa.

 

Para você ter uma ideia, estima-se que 90% dos top 100 sites do mundo têm mais de 2000 backlinks. Para descobrir quantos e quais indicam a sua página, é possível utilizar ferramentas de análise de sites, como o SEMrush.

 

Com a plataforma, por exemplo, descobrimos que há 7,7 mil backlinks para o blog da HeroSpark. Um desses links é da Exame, que publicou uma matéria sobre Passion Economy, Ou seja, ganhamos um backlink do portal da revista.

 

Isso mostra ao Google que nosso site oferece conteúdo relevante e otimiza nossa posição no buscador, o que ajuda a gerar tráfego para o blog. Inclusive, você também pode ver mais sobre o assunto neste vídeo:

 

 

Tipos de backlinks

Visualmente, os links parecem todos iguais. Apenas palavras atreladas a alguma URL. Mas, nos bastidores, o Google ‘enxerga’ alguns deles de forma diferente. Entenda:

 

  • Nofollow

Links nofollow são aqueles levam o visitante a outro site, mas não recomendam o mesmo para o Google, ou seja, eles deixam de passar pelo PageRank (algoritmo que mede a importância de uma página). Assim, você deve intencionalmente adicionar a tag rel=”nofollow” para que a sua página não passe autoridade para o site de destino.

 

  • Dofollow

Ao contrário, links dofollow passam confiança porque o conteúdo destino é relevante. No nosso exemplo com a matéria na Exame, o link é dofollow. A Exame indicou ao Google que a nossa página é relevante.

 

  • Patrocinados

Os backlinks patrocinados são aqueles que foram inseridos mediante um pagamento, pelo Google Ads, geralmente. Você cria uma campanha, preenche os dados com o link do seu site e ele aparecerá no local escolhido — como entre os anúncios de sites com bastante tráfego ou no topo da própria página de resultados de uma busca do Google. 

 

Graus de qualidade de backlinks

Ainda podemos ordenar os backlinks em uma ordem de qualidade, da menor para a maior:

 

  • Tóxicos

Pode acontecer de você ganhar um link para o seu site de alguém que tenha infringido as regras do Google. Esse é um exemplo de backlink tóxico. Assim como os feitos por sites pouco seguros e/ou de baixa qualidade. 

 

  • Conteúdo Gerado pelo Usuário (UGC)

Links UGC, muitas vezes, são considerados links nofollow. Isso porque eles são links oriundos de comentários de redes sociais, resenhas, fóruns etc., ou seja, sem relevância para o algoritmo.

 

  • Alta autoridade

São os links vindos de domínio maiores, como o da Exame. Portais de alta autoridade têm credibilidade e compartilham conteúdo de alta qualidade para os seus visitantes.

 

  • Editoriais

Backlinks editoriais recebem bastante confiança porque o próprio proprietário do site atesta o link de destino. Ocorre quando um jornalista ou um profissional webmaster linka pensando na experiência do leitor, não por mero rankeamento, como alguns sites que praticam black hat fazem.

 

 

Quais são as melhores práticas de backlinks?

 

Sabemos que é impossível (e até injusto) se tornar influente da noite pro dia para conseguir backlinks. Por isso, também existem meios acessíveis para obter links para o seu site:

 

  • Invista em conteúdo

Por tudo o que abordamos até aqui, provavelmente ficou claro que a linha de frente da obtenção de backlinks é o conteúdo. Por que alguém indicaria o seu site se você não tivesse nada para passar para o público? Ou o que passasse fosse vago e superficial? 

 

  • Interaja com outras páginas e feche parcerias

Por outro lado, não adianta ter riqueza de conteúdo se você o produz de forma isolada. Networking é fundamental e isso se expressa no guest posting. Envie um e-mail mostrando que consumiu o conteúdo de um blog parceiro, crie algum material relacionado a esse conteúdo e proponha a linkagem. Se o dono do site aceitar, ótimo, você conseguiu um guest post.

 

  • Descubra menções não linkadas

Fique de olho em conteúdos pela internet que mencionaram o seu negócio, mas não linkaram para a sua página. Caso encontre algum, peça para o responsável incluir o link da sua página. Nem sempre vão atender o seu pedido, mas vale a pena tentar. Ahrefs é um exemplo de ferramenta que possui essa funcionalidade de achar menções. 

 

  • Torne-se uma fonte de pesquisa

Pense em uma pergunta ainda sem resposta no seu nicho e tente respondê-la, com uma pesquisa confiável e de valor. Obtendo validade ao conduzir esse estudo, ao publicá-lo, você se tornará uma referência de informação para parceiros e concorrentes, conseguindo assim, backlinks. 

 

Por que investir em backlinks?

 

Como já citamos, os backlinks ajudam no ranqueamento. Mas, além disso,  servem como maneiras de fazer o Google encontrar novas páginas, novos players com potencial de ocuparem a primeira página. 

 

A estratégia de link building também favorece o público. Sempre que você cita determinado assunto, com os backlinks, você consegue guiar seu leitor para que se aprofunde e supra a curiosidade sobre o tema. Em resumo: você prioriza a experiência do usuário.

 

 

E aí, ficou alguma dúvida sobre este conteúdo? Comente logo abaixo! 

 

Mais artigos para você

Plano de mídia: como criar para seu negócio

  Para conquistar o público, as empresas devem estar presentes com qualidade e destacando-se dos concorrentes. Essa situação é diferente …

Como fazer um vídeo tutorial

  Todo bom vídeo tutorial nasce a partir de um planejamento bem feito. Mesmo que se trate de um tutorial …

7 ideias de biografia para Instagram prontas

  Nem toda biografia para Instagram traz bons resultados. É o caso das bios pouco claras e que não dialogam …

Objeções de vendas: passo a passo para contorná-las

  Realizar vendas no mundo digital pode se tornar um desafio maior do que presencialmente. Os clientes têm inúmeras dúvidas …

Modelo AIDA (Atenção, Interesse, Desejo, Ação)

  Organizar processos é útil para quase tudo e, quando se fala em conversão, não é diferente: temos à disposição …

Prova Social: como usar a seu favor

Quantas vezes você pesquisou reviews sobre um produto antes de comprá-lo? E quantas vezes você adquiriu um produto de negócios …