empreender com a herospark

Se você já aderiu ao marketing de conteúdo, provavelmente gostaria de saber a estrutura de um e-book ideal também, já que ele é um ótimo recurso nessa estratégia.

Esse produto digital é bastante popular. Logo, no que você puder se destacar, melhor. 

A seguir, conheça a estrutura mais recomendada para os livros digitais.

Qual é a estrutura ideal de um e-book?

Todo e-book tem, por natureza, alguns elementos imprescindíveis.

 

Título 

O título é um dos primeiros elementos na estrutura de um livro digital, mas é interessante que ele seja elaborado durante as etapas finais. 

Primeiro porque pode acontecer de você se dedicar bastante e criar um infoproduto incrível, mas, na hora de escolher o título, a criatividade começar a ‘falhar’ e a headline não ficar tão boa.

Isso é um problema porque a maioria das pessoas só baixam o e-book pelo título. É o primeiro ponto de contato, então é aconselhável que ele seja incrível. 

 

Capa 

Além de a maioria das pessoas baixarem os e-books pelo título, elas continuam julgando pela capa, como diz o velho clichê. Nesta parte do livro, você pode brincar com a identidade visual e com a temática a ser abordada. 

A capa é o elemento que prepara a experiência e a imagética de acordo com o conhecimento que você quer passar, então procure explorá-la bem.

 

Escopo 

Na página seguinte à capa é recomendável trazer informações do tipo “esse livro serve para mim?”. Seguindo para um resumo do que o livro trata, quais os objetivos, qual a promessa ou transformação etc.

Insira também links para as redes sociais e chamadas convidando os leitores a divulgarem o e-book. 

 

Página sobre o autor/empresa

Coloque textos e fotos apresentando sua empresa, equipe ou você mesmo, caso seja um expert. Nesse caso, inclusive, você pode personalizar mais essa página: acrescente suas redes sociais pessoais e outros meios de contato para que os leads se sintam à vontade para conversar.

 

Índice

Na perfeita estrutura de um e-book, é necessário também ter um índice que situe o leitor e antecipe o que ele vai ler. Isso também facilita o trabalho dele, caso ele referencie o seu e-book em algum trabalho. 

Se possível, crie hiperlinks no documento para que os usuários possam navegar pelos conteúdos clicando nos subtítulos.

 

Introdução

É onde começa a escrita propriamente dita do e-book, com a finalidade de iniciar a abordagem. 

Você pode problematizar o assunto, explorar referências ou citar estatísticas, por exemplo.

 

Desenvolvimento

Essa é a parte do e-book em que se espera que você ‘entregue o ouro’. Trabalhe os problemas que o avatar provavelmente tem, apresente as soluções e conecte com o seu negócio.

 

Conclusão

É o fechamento do e-book, no qual você pode reforçar as ideias trabalhadas e conduzir para uma chamada para ação. 

Não há segredo nenhum em elaborar a estrutura de um e-book. Os elementos são simples, então, para ter sucesso com ele, basta ter em mente as necessidades do avatar. 

 

Se você quiser saber mais sobre o processo de criação e lançamento de um e-book, confira o vídeo abaixo:

 

 

Em qual elemento na estrutura do e-book você tem mais dificuldade? Responda nos comentários! 

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *