empreender com a herospark

Raiz e nutella são termos criados por Erico Rocha, referência em lançamentos de infoprodutos, e não são memes nem comidas. Basicamente, são tipos de publicação no meio digital. Por isso, para entender esses nomes, tome como referência o marketing de conteúdo

 

A estratégia pressupõe a criação de um relacionamento com a sua audiência como preparo para as vendas (de um produto digital, por exemplo). 

 

Logo, quando você produz um conteúdo superficial, de fácil ‘digestão’ e que tem foco em atrair, o material pode ser visto como nutella. Aliás, o conteúdo nutella, assim como o raiz, está geralmente em formato de vídeo. 

 

Já o conteúdo raiz aprofunda o vínculo com a sua audiência, é mais denso e também direto ao ponto. 

 

Desse modo, acompanhe no artigo a seguir e descubra quando e como usar cada um dos tipos de conteúdos!

 

Raiz e Nutella x Funil de vendas

 

Fazendo um paralelo com o funil de vendas, é como se todo nutella fosse de topo de funil, mas nem todo topo de funil é nutella. Afinal, um post nas mídias sociais, por exemplo, nem sempre será derivado de algum outro material mais complexo. 

 

Diferente da divisão topo/meio/fundo de funil, em que os materiais não têm necessariamente conexão entre si, Rocha afirma que o conteúdo nutella deve vir a partir do conteúdo raiz. 

 

Dessa forma, o maior diferencial de ter um conteúdo maior e contínuo, em vez de um isolado com começo, meio e fim, é que a audiência entenderá que o nutella veio de um raiz — de algo mais completo. Isso tem mais chances de atraí-la para o material mais elaborado. 

 

Quando usar raiz e nutella

 

Em regra geral, quando a venda não exige tanta persuasão, como o que acontece com os produtos de ticket baixo, pode-se utilizar o conteúdo nutella. Já aqueles que envolvem um preço maior ou uma assinatura, o raiz é mais adequado, já que trabalha mais informações e quebra de objeções.

 

Além disso, o conteúdo nutella não serve somente para alavancar um produto, mas é também um grande atrativo para o raiz (sobre uma audiência larga). Erico Rocha, por exemplo, chega a publicar nutellas durante um ano antes de lançar o raiz — transmissões de 9h de conteúdo aprofundado, com inscrição paga. 

 

A propósito, estima-se que com um arquivo raiz (de 1h de duração, por exemplo) você pode fazer diversos nutellas, ao picotar o vídeo em um software de edição. A partir da experiência do especialista, acredita-se que este número é de 10 a 15 nutellas. Isso é bastante otimização de tempo e estratégia de produção de conteúdo eficiente. 

 

Afinal, que formato de conteúdo pode ser considerado raiz e, em consequência disso, nutella? Confira alguns exemplos:

 

  • palestras e aulas;
  • consultorias;
  • trechos de projetos e reuniões;
  • entrevistas com clientes;
  • lives nas redes sociais (Instagram, YouTube, Facebook ou TikTok). 

 

Praticamente, quase todo conteúdo de longa duração pode virar um conteúdo raiz para ajudar você com a sua estratégia digital. Adicionado a isso, dentro de cada um desses formatos, você pode abordar os seguintes conteúdos:

 

  • vídeos de perguntas e respostas mais frequentes (pelo menos 3);
  • vídeos só com os erros que você cometeu na sua jornada;
  • vídeo-resposta de algum story do Instagram que você fez ou até mesmo como comentário sobre alguma notícia ou discurso/técnica de outro empreendedor digital;
  • conteúdo pessoal, integralmente sobre a sua trajetória profissional;
  • guia prático para obter algo (adapte um conteúdo escrito, por exemplo);
  • listas top x (melhores ferramentas, maiores erros, mitos mais comuns etc.);
  • um conteúdo ‘entenda como’, em que você vai explicar em detalhes algum processo do nicho. Só para ilustrar: você é do nicho de pets e deseja ensinar como funciona o adestramento, do início até o fim da intervenção.

Como usar conteúdo raiz

Como já mencionado, o conteúdo raiz vai ajudar você a explorar dúvidas e objeções mais específicas e profundas. Alguns tipos de conteúdos recomendados ou ‘big ideas’ (grandes ideias) para raiz são os estudos de casos e o storytelling

 

No primeiro, você estrutura e apresenta os problemas que um dos seus clientes tinha e os resultados que obteve com o seu negócio e, no segundo, você conta a história por trás de um produto seu, um desafio que apareceu na sua trajetória etc.

 

A jogada aqui é tentar exaurir determinado assunto e aprofundar-se ao máximo para sanar todas as dúvidas possíveis.

 

Como usar conteúdo nutella

 

Agora que você já sabe de onde extrair o seu conteúdo nutella e para que usá-lo, saiba que uma opção de formato para publicá-lo é chamado de vídeo nugget

 

Os nuggets têm uma estrutura própria (título, vídeo em formato quadrado, legendas e barra progressiva). A seguir, você irá conferir algumas das melhores copys para usar nos títulos:

 

  • “Este/isto” é para quem passa por problema A (pense em algum problema que sua audiência provavelmente enfrenta);
  • Se você quer B, siga este passo a passo simples (em que B é um desejo comum da sua audiência);
  • Assista este vídeo se você quer alcançar C (em que C é uma meta comum do seu público);
  • É isto o que acontece quando você faz D (em que D é um erro bastante comum no seu público).

 

Agora vamos a um exemplo?

 

Imagine que você dá aulas de inglês e tem um público jovem, que deseja aprender o idioma para fazer intercâmbios. Veja como ficariam algumas ideias de copy:

 

  • Isto é para quem memoriza, mas não consegue aprender vocabulário;
  • Se você quer passar no teste de proficiência, siga este passo a passo simples;
  • Assista este vídeo se você quer dominar o speaking;
  • É isto o que acontece quando você só estuda inglês com resumos.

 

Converta o seu conhecimento em um formato que evidencie os problemas, desejos e objetivos da sua audiência. 

 

Esperamos que tenha ficado clara essa explicação sobre conteúdo raiz e nutella. A estratégia promete grande poder de atração, por isso não deixe de experimentá-la! 

 

Agora, se você tem um produto digital e deseja trabalhá-lo online por um funil de vendas, experimente a HeroSpark, é gratuito!  Veja este vídeo para saber mais: 

vender cursos online herospark

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *