Originário da década de 1960, o conceito “mix de marketing” já passou por diversas mudanças e adaptações. Mesmo assim, o modelo de gestão pautado nos 4 Ps do marketing continua sendo o pilar de qualquer estratégia de vendas.

Entre os conceitos proferidos por empreendedores e estudiosos da área para definir o que é marketing, o de Philip Kotler se destaca. 

Ele afirma que o marketing é encarregado de definir os objetivos dos clientes e a melhor maneira de satisfazer suas necessidades e desejos, de forma competitiva e lucrativa.

Dito isso, a seguir, você aprenderá tudo sobre os 4 Ps do marketing e como aplicá-los em seu negócio. Boa leitura!

O que são 4 Ps do marketing?

Os 4 Ps de marketing significam produto, preço, praça e promoção.

Toda empresa precisa considerar essas variáveis antes de elaborar estratégias e tomar decisões, independentemente do seu nicho de mercado.

É claro que a realidade de cada empresa demanda atualizações e adaptações. Mas seguir as orientações do mix de marketing amplia a visão do negócio, reduz custos e otimiza processos.

A seguir, vamos conhecer cada um desses Ps.

 

Produto

É em torno do produto que todas as variáveis são desenvolvidas, pois é ele que será ofertado e consumido pelo seu cliente.

Nesse sentido, o produto é aquilo que é oferecido para satisfazer um desejo ou uma necessidade do consumidor. Pensar nele envolve forma, design, qualidade, garantia, assistência técnica e branding.

De imediato, é comum reconhecer apenas objetos físicos como um produto (o que é chamado de “bem tangível”). No entanto, serviços, ideias e informações também estão inclusos, sendo chamados de “bens intangíveis”.

Portanto, se o seu infoproduto é um e-book ou curso online, por exemplo, os 4 Ps também vão te ajudar.

Em todo caso, é essencial oferecer uma experiência agradável e inesquecível para que o produto possa perpetuar-se no mercado. Afinal, o ciclo de vida é um dos principais aspectos a ser considerado ao introduzi-lo no mercado.

 

Ciclo de vida do produto

Todo produto passa por quatro fases: introdução, crescimento, maturidade e declínio.

  • 1° fase: consiste na introdução do produto no mercado e é uma fase que exige maior investimento da sua empresa.
  • 2° fase: expõe o crescimento do investimento na fase anterior e requer um período mais longo de observação e desenvolvimento.
  • 3° fase: está relacionada à consolidação do produto no mercado.
  • 4° fase: indica o declínio do produto, mas isso não é algo obrigatório, visto que é possível adaptá-lo ou reinventá-lo, de forma que ele se mantenha no mercado.

Cada fase do ciclo de vida fornece um feedback particular sobre o comportamento do que está sendo oferecido. Por isso a importância de saber interpretar bem essas informações.

Assim, não despreze esses feedbacks, pois eles são importantes para melhorar o seu negócio. Além disso, cada período também exige estratégias diferentes, principalmente em relação ao que será feito com os outros elementos.

O produto é um dos constituintes da imagem da sua empresa. Portanto, para obter o sucesso esperado no que será ofertado, é necessário que todos os âmbitos estejam alinhados e sejam coerentes com o objetivo do seu negócio.

 

Preço

Preço é o custo que o cliente precisará desembolsar para adquirir um produto.

Ele engloba decisões, como:

  • Análise das condições e formas de pagamento;
  • Identificação com as políticas de descontos;
  • Modelo de cobrança;
  • Concorrência;
  • Variações regionais;
  • Preço de lista;
  • Avaliação dos benefícios;
  • Análise do custo-benefício.

Uma compra envolve esforço físico, mental, de tempo e financeiro. Portanto, lembre-se que todos esses aspectos devem ser ponderados antes da precificação.

Considerar os esforços do cliente para consumir algo e tentar minimizá-los agrega percepção de valor à oferta e, consequentemente, torna-se um diferencial capaz de conquistar o lead.

O preço é um componente essencial, visto que é dele que sairão os lucros da sua empresa. Logo, para obter boas vendas, é preciso tornar os benefícios do produto tão visíveis quanto seu preço.

Uma dica importante é manter um preço estável e não variar os valores sem necessidade. Afinal, mesmo que o consumidor esteja disposto a pagar mais caro, isso pode ser um diferencial da marca em relação à concorrência.

Retomando à nossa dica de ouro sobre os 4 Ps estarem alinhados: praça, promoção e produto têm bastante relevância nas decisões que são tomadas sobre o preço, pois influenciam a noção de valor e os esforços dos consumidores.

 

Praça

A praça, também conhecida como ponto, é o lugar em que o consumidor pode encontrar o produto, seja um ambiente físico ou virtual, o que provavelmente é o seu caso.

O conceito também aborda os meios utilizados para fazer esse produto chegar ao consumidor, assim como seus canais de distribuição.

Portanto, na praça estão inclusas decisões relacionadas aos: 

  • Pontos de vendas; 
  • Canais de distribuição;
  • Formas de retirada;
  • Manuseio;
  • Estoque;
  • Frete e logística.

A execução é um dos pontos-chave para ter uma praça bem sucedida. As decisões desse segmento precisam estar alinhadas não só com os 4 Ps de marketing, mas sobretudo com todo o processo.

Nessa etapa, é preciso descobrir como o produto chegará ao seu cliente. No caso dos produtos digitais, esse P se dirige às plataformas e ferramentas envolvidas no processo de compra do produto. 

Por isso, é importante pensar em plataformas digitais alinhadas ao perfil do público e focar em soluções intuitivas e seguras. 

Imagem de oferta Imersão Foguete Digital

Nesse sentido, é essencial conhecer a jornada de compra do seu cliente, uma vez que, quando bem desenvolvida, ela permite pensar em formas de otimizar ferramentas e escolher plataformas eficientes.

Tudo isso faz diferença e contribui para a determinação de uma estratégia coerente e eficaz.

Atenção! O marketing digital é um dos responsáveis por tornar o produto visível no mercado e por direcionar o cliente à praça, principalmente quando ela está localizada em um endereço virtual.

Além disso, uma outra vantagem do marketing é a capacidade de personalizar a experiência do cliente, seja com a compra ou com a localização da praça.

 

Promoção

O último pilar dos 4 Ps do marketing é a promoção, que trata dos meios utilizados para divulgar o produto ou o serviço ao consumidor.

É comum algumas pessoas associarem promoção com desconto. Mas, tratando-se de mix de marketing, a promoção engloba decisões relacionadas a um mix de comunicação, que utiliza ferramentas como:

  • Propaganda e publicidade; 
  • Merchandising; 
  • Descontos;
  • Redes sociais;
  • Relações públicas.

A promoção é o canal de comunicação entre os seus consumidores e a sua marca. Portanto, você deve considerar: 

  • Interesses e expectativas do público-alvo;
  • Linguagem utilizada;
  • Mensagem transmitida pela comunicação visual;
  • Características do seu avatar;
  • Definição da linguagem, se é formal ou informal;
  • Gatilhos que irão chamar atenção do cliente; 
  • Identidade visual das publicidades.

Novamente, o marketing digital desponta como um aliado eficaz. Por meio dele, é possível recorrer a uma vasta opção de estratégias digitais, como o Inbound Marketing, Outbound Marketing, marketing de conteúdo e as redes sociais.

 

Como aplicar os 4 Ps do marketing na estratégia digital?

Os 4 Ps de marketing são muito conhecidos no marketing tradicional. No entanto, ainda existem dúvidas de como aplicá-los em uma estratégia digital. 

Assim, para implementá-los, é preciso seguir alguns pontos, além de ser importante que você documente todo esse processo. 

Para te ajudar, separamos algumas dicas para você aplicar os 4 Ps do marketing na estratégia digital do seu negócio. Confira!

 

Conheça sua persona e público-alvo

Conhecer sua persona e público-alvo é fundamental para o sucesso do seu negócio digital. Afinal, será por intermédio do desenho desses perfis que você irá direcionar os esforços para atingir seus objetivos. 

A persona é um perfil semi-fictício do seu cliente ideal e precisa ser o mais detalhada possível. Já o público-alvo é um perfil mais abrangente e consiste em um grupo de consumidores com características em comum. 

Para conhecer seu público, você pode recorrer às:

  • Pesquisas de mercado;
  • Entrevistas com clientes, leads e prospects;
  • Banco de dados, como IBGE, por exemplo;
  • Monitoramento de menções nas mídias sociais;
  • Ferramentas de pesquisa de palavras-chave;
  • Redes sociais;
  • Reuniões com o comercial da sua empresa.

O importante é que essa etapa seja embasada em fatos e evite achismos, pois uma persona ou público-alvo eficiente precisa corresponder à realidade. 

Com essas informações bem documentadas, procure segmentar seu público e descobrir suas principais necessidades. 

 

Descubra como se destacar entre os concorrentes

Conhecer seus concorrentes é um passo importante do processo. Por isso, você precisa definir a sua estratégia competitiva, que consiste em identificar como o seu negócio compete entre os concorrentes a fim de entender como se destacar no mercado. 

Logo, para traçar uma estratégia competitiva, você precisa reunir um conjunto de ações que visa, sobretudo, obter vantagem entre seus principais concorrentes. 

Para isso, você pode incluir algumas abordagens em seu negócio, como:

  • Estratégia de liderança no custo total: focada na economia financeira decorrente de menores investimentos nos meios de produção.
  • Estratégia de diferenciação: consiste em encontrar um produto ou serviço que diferencie o seu negócio dos demais.
  • Estratégia de enfoque: a empresa adquire uma vantagem competitiva ao se destacar em um nicho. 

 

Escolha seu posicionamento de mercado

O posicionamento de mercado é um conceito que procura criar uma oferta da empresa com o intuito de atingir uma posição única e de liderança entre o seu público. 

Assim, é preciso realizar pesquisas de mercado a fim de mapeá-lo, identificar valores da marca e definir os seus diferenciais em uma mensagem única. Dessa forma, você se comunica e adquire um espaço de destaque na mente do seu público-alvo.

 

Estabeleça o mix de marketing do seu negócio

Com as etapas anteriores bem definidas, é preciso estabelecer o seu mix de marketing. Para isso, é preciso escolher por qual dos Ps você irá começar. 

Contudo, o mais recomendado é começar pelo Produto, uma vez que será por meio dele que as outras estratégias poderão ser desenhadas.

  

Elabore um plano de marketing operacional

O planejamento documentado é a base para o desenvolvimento de uma operação consistente. Porém, é necessário traçar um plano de ação a fim de evitar que toda a sua estratégia fique apenas no “papel”. 

Assim, no digital, você precisa considerar as plataformas e ferramentas essenciais na execução do seu negócio, além de ter os processos bem definidos. 

Portanto, como visto, os 4 Ps do marketing são importantes para atingir resultados positivos. No entanto, existem conceitos de marketing digital que podem fazer a diferença no seu negócio e que você precisa conhecer. 

Por isso, confira nosso Glossário Completo de Marketing Digital agora mesmo e aprenda tudo sobre essa área!

Imagem de oferta Imersão Foguete Digital

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.