Um blog sobre empreendedorismo, negócios digitais e cursos online


Não perca mais nenhuma novidade!

Assine nosso blog e ative as notificações para receber os melhores conteúdos sobre empreendedorismo


Carta de vendas: como criar uma que converte

Carta de Vendas

Com certeza, você já recebeu uma carta de vendas, sabia? A carta de vendas é um elemento enviado para os potenciais clientes de uma marca, com o objetivo de persuadi-los  a realizar uma compra. Antigamente, chegavam pelos Correios, mas agora podem ser enviadas por diferentes meios, como e-mails ou landing pages.

 

Esse é o instrumento que merece uma atenção ainda mais especial no momento da produção. É a última etapa do funil de vendas, na qual o consumidor vai decidir sobre a compra do produto ou serviço. Por isso, o copywriting está bastante presente nesse instrumento.

 

Quer saber como criar uma carta de vendas que converte? Acompanhe.

 

Saiba quais são as dores do público

 

A todo momento, as pessoas estão em busca da solução de alguma necessidade, material ou não. Então, saiba como abordar e onde deve ser o foco do seu negócio.

 

Pela carta de vendas, a empresa pode se comprometer a ajudar o cliente a realizar sonhos ou a superar medos. Tudo vai depender da persona. Então, para facilitar na construção, liste cerca de 3 dores que o seu serviço ou produto pode resolver para o consumidor.

 

Lembre-se que as pessoas são bombardeadas de propostas de marcas o dia inteiro. E esse exercício vai ajudar a criar uma conexão com o prospect, fazendo com que o seu negócio tenha destaque entre os concorrentes.

 

Conheça bem a sua solução e agregue valor

 

Entender tudo sobre o serviço ou produto oferecido é um passo importante para conseguir agregar valor e convencer o lead a confiar na marca. Dessa forma, você vai conseguir focar nos pontos fortes da solução e minimizar os pontos fracos.

 

Aqui, utilizamos o termo “solução”, porque é justamente isso que o público procura: uma solução para algum problema ou necessidade. Então, liste objetivamente os benefícios do que você oferece. 

Foque naquilo que você acredita ser um diferencial valorizado pelo prospect da marca. É possível identificar o que as pessoas valorizam por uma pesquisa, na qual os compradores são questionado sobre:

  • O motivo de ter escolhido a sua marca;
  • A probabilidade de indicar a algum amigo;
  • A probabilidade de voltar a fazer negócio;
  • O que mais gostou da solução ofertada.

Depois de todo esse processo, vai ser fácil entender como preparar uma oferta chamativa e valorizada pelo potencial cliente. Para isso, vamos à próxima dica.

 

Prepare uma oferta para a sua carta de vendas

Engana-se quem pensa que basta convencer o cliente de que ele precisa da solução ofertada. Existem consumidores que são resistentes e, por esta razão, a carta de vendas precisa ter uma oferta irresistível. 

 

Um modelo famoso é o efeito chamariz, do professor de psicologia e economia comportamental, Dan Ariely. O pesquisador testou dois modelos de estrutura de preços. A primeira proposta tinha as seguintes opções:

 

  • 1 ano de acesso a todos os artigos online do site The Economist desde 1997 por $59,00
  • 1 ano de assinatura da revista impressa The Economist e acesso a todos os artigos online do site The Economist desde 1997 por $125,00

Os resultados foram:

  • 68% dos participantes escolheram a opção de $59,00.
  • 32% dos participantes escolheram a opção de $125,00.

No entanto, Ariely tinha a intenção de fazer as pessoas optarem pelo produto mais caro. Então, acrescentou uma terceira opção:

  • 1 ano de assinatura da revista impressa The Economist + o acesso a todos os artigos online do site The Economist desde 1997 por $125,00

Perceba que ela é, simplesmente, a junção das duas primeiras opções, mas pelo preço de uma só. O resultado foi:

  • 16% dos participantes escolheram a opção de $59,00.
  • 0% (nenhum) dos participantes escolheu apenas a revista impressa, de $125,00.
  • 84% dos participantes escolheram a nova opção, de $125,00.

Isso acontece porque as pessoas associam a opção mais completa como sendo a mais vantajosa, mesmo que nem tenham interesse em determinado produto do combo. Existem várias formas de aplicar esta técnica e de converter mais clientes para a oferta desejada.

 

Guia do planejamento do curso online

 

Mostre a sua autoridade

 

Como já falamos, a conexão entre marca e público é indispensável. O empreendedor precisa mostrar o seu valor, para ser tido como autoridade no mercado. Alguns artifícios que podem ser utilizados são:

 

  • Dados numéricos;
  • Depoimentos de clientes;
  • Experiência de vida;
  • Certificados que possui;
  • Desafios que superou.

Use essas conquistas ao seu favor, mas tenha cuidado para que elas não tomem o lugar do que está sendo ofertado. É preciso utilizar com cautela, até mesmo para não parecer que as conquistas são forjadas.

 

Tenha um bom copywriting

 

O copywriting é a cereja do bolo. Se você não consegue prender a atenção, o leitor sequer vai conseguir ver a oferta feita, por melhor que seja. Uma sugestão é procurar um profissional especializado. Mas se não for possível, veja as dicas que preparamos para a construção de uma carta de vendas, a seguir:

 

Título

O primeiro passo na hora de escrever a carta de vendas é pensar no título. É a primeira coisa vista pelo seu potencial cliente e precisa chamar a atenção dele de alguma forma, para prendê-lo na página.

Uma técnica muito utilizada e que gera bons resultados é ser sucinto e falar sobre alguma coisa que a sua persona deseja. Lembre-se que o consumidor não quer o produto, mas a solução.

 

Sentenças curtas e bullet points

Imagine que você recebe uma ligação da operadora telefônica e o vendedor te passa uma proposta de plano. Mas o telemarketing joga várias informações logo no início da ligação e você sequer consegue entender quais serão os benefícios adquiridos. 

 

Certamente, o seu interesse em contratar aquele plano vai ser bem menor do que se a fala fosse pausada e com uma melhor interação. Por isso, procure ser claro, utilizar sentenças curtas e bullet points, para que o prospect não desvie o foco.

 

Se quiser saber mais sobre como o copywriting pode te ajudar a vender mais, veja este vídeo:

 

Linguagem e argumentos adequados

Se você vende um produto para quem deseja iniciar com o marketing digital, não vai utilizar a mesma linguagem de quem vende produtos para quem já é expert em negócios digitais, certo? 

 

O primeiro público pede uma comunicação mais simples e com poucos termos técnicos. Já para o segundo, é preciso mostrar uma autoridade maior no tema. Cada público pede um estilo de comunicação.

 

Solicite que uma ação seja executada

A carta de vendas precisa sempre ter uma chamada para ação, por exemplo:

 

  • Entrar em contato;
  • Clicar para comprar;
  • Ir até a loja;
  • Responder o formulário.

Isso já existia quando a carta era no papel. Porém, atualmente, como esta carta de vendas costuma ser digital, é importante que o desenvolvedor preste atenção não só na ação, mas na forma como é indicada.

 

Se o cliente chegou até o final, realmente está interessado e você não vai querer perdê-lo. Então, capriche na CTA, teste diferentes cores e locais para o botão. Esse é, efetivamente, o momento da conversão.

 

 

O marketing tem muitas técnicas que podem ser exploradas pelos empreendedores. Uma carta de vendas bem-feita é um dos melhores instrumentos comerciais. Portanto, coloque as nossas dicas em prática e monte uma proposta infalível.

 

Para isso, conte com a ajuda da nossa ferramenta, o SparkFunnels. Teste-o gratuitamente e crie os melhores funis de vendas.

Mais artigos para você

Mercado Digital: o que é e como funciona

A transformação digital não é somente realidade, mas uma necessidade. Você sabe o que é mercado digital? Se você ou …

O que é negócio escalável e 3 ideias

Negócio escalável, cada vez mais, prova que não é uma buzzword ou palavra da moda. A alta lucratividade, além de …

O que é oratória e 4 dicas para falar bem no seu curso online

Se você pretende criar cursos online, é necessário saber o que é oratória e como usá-la para desenvolver aulas mais …

O que é NFT: entenda como funciona este registro digital

Você sabe o que é NFT? Ele é um registro digital que transforma o seu bem digital em algo único. …

Bruno Perini: saiba quem é e conheça seus projetos

Curioso, focado, organizado e com um objetivo muito claro e bem definido. Essas características podem definir bem quem é Bruno …

Psicologia das cores no marketing: entenda o significado

O marketing de uma empresa abrange diversos detalhes que devem ser pensados para que ela se destaque em meio às …