O Instagram é uma rede social promissora para quem deseja alavancar um negócio e ganhar dinheiro pela internet. Mas como se destacar em uma rede social com bilhões de usuários? O segredo pode estar em realizar um bom copywriting para Instagram. 

Independentemente da sua área de atuação, entender os princípios da escrita é fundamental para qualquer produtor de conteúdo. Essa é a melhor forma de engajar os leitores por meio de uma comunicação clara, objetiva e que chame atenção da audiência.

Neste texto te explicamos como você pode usar técnicas de copywriting para criar conteúdos melhores e que te ajudem a vender muito mais no Instagram. Além disso, trouxemos alguns exemplos que vão te dar alguns insights para suas próximas produções. Continue acompanhando!

 

O que é copywriting para Instagram?

O termo copywriting, ou copy, se refere à técnica de escrever textos persuasivos para levar seus clientes à compra ou a outras ações, que podem variar de acordo com a sua estratégia de vendas.

Em poucas palavras, o copywriting é uma produção de conteúdo que convence o leitor sobre a importância e qualidade do seu produto: 

 

 

O copywriting pode ser usado em qualquer material que busque algum tipo de conversão, como:

 

E no Instagram não é diferente. O copy aumenta o engajamento, as conversões e o alcance da sua página, desde que seja bem feito.

Por que usar copywriting no Instagram?

Muitos estudos já mostraram como é o comportamento dos consumidores e como eles reagem a palavras que estimulam decisões rápidas – são os chamados gatilhos mentais.

Os gatilhos mentais são estímulos recebidos pelo nosso cérebro que influenciam diretamente a nossa tomada de decisão.

Saber estimular esses gatilhos é uma ótima forma de gerar melhores resultados em seu Instagram.

 

Como usar o copywriting no Instagram?

Há infinitas formas de escrever um bom copywriting para o Instagram. Pensando nisso, separamos algumas dicas com exemplos práticos para ajudar você nesse processo. 

No copywriting, o ponto alto do texto não deve estar no final, e sim no início do texto.

Isso porque é nos primeiros segundos da leitura que você conquista a atenção do leitor. Se ele não se sentir atraído pelo seu texto desde o início, as chances de que ele leia até o final chegam a quase zero.

Por isso, valorize a parte inicial do texto.

Invista algum tempo do seu dia para pensar nas melhores palavras, conforme o seu objetivo.

 

Exemplo 1 – HeroSpark

 

 

Como já citado, a parte inicial do conteúdo deve ser excelente. Por isso, você pode apostar em curiosidades, perguntas, dados e métricas que gerem identificação com o seu leitor e que o surpreenda.

No caso deste post no Instagram da Herospark, a estratégia foi atrair o consumidor por meio de um copywriting que gera curiosidade.

Ele fala sobre um erro, sem entregar de primeira qual é.

No segundo card, é explicado de qual erro se trata, que no caso é usar muitas ferramentas para o lançamento do produto.

No texto de apoio (legenda) foi criado um storytelling que apresenta os principais problemas dos empreendedores relacionados a plataformas.

Depois, ele traz uma frase de Napoleão Bonaparte, para mostrar que o tempo não deve ser perdido utilizando diversas ferramentas, pois ele é “totalmente irrecuperável”. 

Para completar o raciocínio, apresenta uma solução: a HeroSpark, que centraliza todos os recursos em um só lugar e de forma gratuita.

 

Exemplo 2 – Nubank

 

Uma das estratégias de copywriting do Nubank é adotar uma linguagem descontraída, fazendo analogias com momentos do cotidiano. 

Seu posicionamento de comunicação tem como base a missão do app: ser fácil, prático e, principalmente, sem burocracia.

Assim, eles buscam trazer momentos do dia a dia nas postagens, fazendo um contraponto com a facilidade que o banco digital entrega. Isso também acontece no outro exemplo abaixo:

 

Exemplo 3 – Nubank

 

 

Nesse exemplo, o Nubank apresenta de forma criativa, por meio da imagem, um problema: o extrato bancário em papel.

A ideia foi mostrar que isso é “coisa do passado” e, com a NuConta, é possível movimentar o dinheiro digitalmente, tudo online.

Veja que no exemplo acima a técnica de copywriting é apresentada em conjunto com a imagem.

Além disso, o texto traz a #TBT, que significa Throwback Thursday, algo que está em alta na internet e também chama atenção do nicho da marca.

 

Exemplo 4 – Mulheres CEO

 

 

Neste post, o Mulheres CEO traz uma pergunta, com o objetivo de gerar identificação.

Com essa técnica, o usuário vai “bater o olho” na postagem na timeline e se identificar com a situação apresentada.

Com isso, aumenta a probabilidade de que ele continue lendo o post. Inclusive, neste caso, o Mulheres CEO ainda direciona o leitor, indicando para que ele leia a legenda.

Na legenda, há mais uma série de perguntas, também com o objetivo de gerar identificação.

Para completar o raciocínio, o MCEO diz que “Não existe apenas esse caminho.” e apresenta uma solução: uma imersão gratuita.

Em seguida, explica como o usuário pode se inscrever.

Ao final do texto, ainda é feita uma pergunta:

“E agora conta aqui: quantas vezes você fez algo só porque falaram que você tinha que fazer?”

Utilizar perguntas no Instagram é uma ótima estratégia para gerar novos comentários, o que contribui para o engajamento na página. Isso mostra para o algoritmo que aquele conteúdo é relevante, para que ele mostre para mais pessoas.

 

Exemplo 5 – Burger King

O Burger King é um exemplo de marca que usa o humor em suas estratégias de copywriting. Essa é uma maneira de formar coletividade e aproximar o público, que é bastante jovem, e explorar as tendências do momento (como os memes).

Outra marca do segmento que também segue esse caminho é a Pizza Hut:

 

 

É claro que essa linguagem não funciona para todos os negócios. É preciso analisar estrategicamente para entender o que funciona ou não entre seu público. Fazer testes AB pode ser um bom caminho.

 

Exemplo 6 – Paulo Cuenca

 

 

O post acima do Paulo Cuenca é um exemplo de copywriting com foco em mostrar-se autoridade no assunto. 

Antes de comprar um produto, geralmente você procura uma marca especializada no assunto, certo?

Então, se você puder, traga informações que mostrem o quanto você é um profissional de sucesso em seu copy.

Nesse caso, ele mostrou como conseguiu 460 mil seguidores em 10 meses, mas você pode trazer cases de sucesso do seu trabalho, como vendas de cursos, downloads de e-books, entre outros.

 

Exemplo 7 – 99

 

Esse exemplo da 99 se encaixa na estratégia de prova social. Eles trouxeram um exemplo de uma motorista parceira que conseguiu dar a volta por cima trabalhando com a empresa.

Ao fazer uma compra, é natural que o consumidor faça uma pesquisa para saber a avaliação dos consumidores.

Você pode fazer como a 99 e trazer essas avaliações para as suas postagens, pedindo para que seus clientes compartilhem o que eles acharam da experiência de consumir os seus produtos.

 

Exemplo 8 – Amaro

 

 

Esse post da Amaro é um exemplo mais óbvio, mas não menos importante. Trazer bônus, como promoções, brindes e gatilhos de escassez, como “Hoje é o último dia para aproveitar a promoção”, costuma trazer bons resultados, já que o cliente se sente influenciado a tomar uma atitude rapidamente.

E aí, o que achou dos exemplos que trouxemos? Já se sente mais preparado para investir em copywriting no seu Instagram?

Para ajudar você ainda mais nesse processo, disponibilizamos um e-book gratuito com 67 headlines para páginas para páginas de vendas, que podem ser adaptadas em suas redes sociais. Baixe agora mesmo e aprenda a criar chamadas altamente persuasivas e impossíveis de serem ignoradas!

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *