herospark comece grátis agora

Se você deseja ingressar no empreendedorismo digital, precisa saber o que é e como criar uma mentoria. Isso porque essa é uma das maneiras de transformar a sua paixão em um produto digital rentável.

Para isso, você precisa apenas ter conhecimentos e experiências que tenham demanda no mercado. A partir disso, basta construir a sua solução e distribuí-la para os seus potenciais clientes.

Ficou curioso? Quer saber mais sobre este assunto? Então, continue a leitura!

 

O que é mentoria?

A mentoria é uma técnica de desenvolvimento de pessoas na qual o mentor usa todo o seu repertório de conhecimentos e de experiências em uma determinada área de atuação para ajudar o seu mentorado a resolver o seu problema. Por isso, geralmente, ela é direcionada a um tema específico.

Existem mentorias coletivas e individuais, bem como presenciais ou online. Porém, nosso foco neste texto são as oferecidas no meio digital.

Nesse caso, elas podem ser apenas no formato de encontros ao vivo ou podem ser complementadas com aulas gravadas e materiais, como e-books, planilhas, entre outros que possam dar suporte para o cliente.

Apesar de oferecer uma parte comum a todos os consumidores representada pelos materiais complementares. Esse tipo de produto digital costuma ser personalizado, pois nos atendimentos ao vivo o mentor consegue sanar dúvidas e fazer orientações pontuais, bem como estreitar o seu relacionamento com o cliente.

 

Qual a diferença entre mentoria e consultoria?

A mentoria é uma técnica de desenvolvimento de pessoas – por meio de materiais, aulas, atendimento personalizado, entre outras técnicas.

Já um consultor coloca a mão na massa e oferece a solução “pronta”. Ele não apenas orienta, mas também faz pelo cliente.

Por isso, as mentorias tendem a ser mais longas, por ser um acompanhamento mais detalhado e com a função de ensinar lições valiosas ao mentorado.

Por exemplo, se o problema é falta de organização financeira, o mentor pode oferecer aulas de gestão financeira, planilhas para organizar as finanças, bem como orientações personalizadas de acordo com as receitas e os gastos do cliente.

Por outro lado, o consultor faria o levantamento dos ganhos e das despesas, montaria uma planilha e diria para o cliente como ele deve usar o seu dinheiro daqui para frente. Viu como são produtos diferentes?

 

Quem pode ser mentor?

Qualquer pessoa pode ser mentor, desde que tenha experiências e conhecimentos acumulados que possam ser monetizados. Ou seja, é necessário ter habilidades que tenham demanda no mercado.

Portanto, você precisa ser especialista em algo que as pessoas necessitam, pois se não existir demanda, não tem clientes interessados no seu produto digital

Idenfifique as suas potencialidades e pesquise o mercado para verificar como pode ajudar outras pessoas com os seus conhecimentos. Se existir demanda, não perca tempo e inicie o processo de construção da sua mentoria!

 

Quais são os 4 passos para criar uma mentoria?

 

1. Conheça o avatar

O primeiro passo para criar uma mentoria é conhecer o seu avatar. Isso porque é impossível vender este tipo de produto digital se ele não atender a demanda de alguém. Ou seja, você precisa ajudar o seu cliente ideal a resolver o seu problema, caso contrário nem adianta lançá-lo no mercado.

Para entender a sua persona, é necessário fazer pesquisas. Assim, fica mais fácil descobrir quais são os seus desejos, interesses, necessidades, dores, hábitos de consumo, objeções de compra, entre outras características.

Com essas informações em mãos, você consegue saber qual é a dor que servirá de base para a criação da sua mentoria. Assim como poderá desenvolver ações de marketing digital e de vendas mais eficientes.

 

2. Defina o tema da mentoria

Agora que você já sabe quem é o seu avatar tem todas as informações para definir o tema da sua mentoria. Por exemplo, imagine que o seu cliente ideal é recém-formado em Jornalismo e deseja trabalhar como redator, mas não sabe por onde começar.

Nesse caso, é possível fazer uma mentoria que ensina o passo a passo para ingressar neste mercado, ou seja, que direciona este profissional para que ele consiga os seus primeiros clientes. 

Porém, lembre-se de que você deve escolher o tema do seu produto digital também de acordo com os seus conhecimentos e experiências. Isso porque o mentorado está buscando um atendimento personalizado de quem já passou por essas mesmas dificuldades.

Ou seja, não adianta apenas conhecer as dores do avatar, é necessário também ter competências alinhadas com o tema da mentoria. Assim, é possível oferecer um produto digital completo para o seu cliente.

 

3. Faça o planejamento

O próximo passo é fazer o planejamento da mentoria, ou seja, a estruturação do seu produto digital.  É nesse momento que você vai decidir se vai gravar vídeos e preparar materiais para servir de base para os encontros ao vivo ou se vai apenas agendar reuniões para ajudar o seu cliente.

No primeiro caso, deve-se pensar na sequência do conteúdo que será entregue e como ele pode ajudar nos momentos que serão realizados por meio de videoconferência. Nesse caso, não se esqueça que não estamos falando de um curso online.

Por isso, as aulas e os materiais são apenas um complemento dos momentos de encontro ao vivo. Isso porque as pessoas buscam uma mentoria para ter um serviço personalizado no qual o mentor possa dar atenção durante o seu aprendizado.

Também é necessário verificar como esse produto digital será divulgado e distribuído, bem como qual será o preço cobrado por ele. Lembre-se de que o ideal é optar por uma plataforma, assim é possível ter todo o suporte para vender o seu produto.

 

4. Construa a sua mentoria

Depois de planejar a sua mentoria, você precisa começar a construí-la. Para tanto, é necessário gravar e editar os vídeos com as aulas. Assim como elaborar e diagramar os materiais, como e-book, planilhas, templates, entre outros.

Também deve-se programar os dias dos encontros ao vivo, que podem ser realizado por meio de lives na mentoria coletiva ou videoconferência na mentoria individual. Após estruturar todo o seu produto é importante encontrar uma plataforma para hospedá-lo, bem como para que a pessoa interessada na sua solução consiga fazer a compra e usufruir do seu produto.

Diante disso, você precisa escolher com muito discernimento o seu fornecedor. Nesse caso, leve em consideração o preço, o suporte, a personalização, o sistema de pagamento e os serviços adicionais.

Lembre-se de optar pela plataforma que tenha um criador de páginas de vendas com templates prontos, bem como um sistema de envio de e-mails com modelos de acordo com cada etapa do funil de vendas. Dessa forma, é possível facilitar o seu trabalho, caso contrário você terá que fazer isso manualmente ou com diversas ferramentas separadas.

Se estiver em dúvidas sobre qual usar, pode começar gratuitamente com a HeroSpark!

 

Como vender a mentoria? 4 dicas essenciais

Agora que você já sabe como criar a sua mentoria, vamos dar dicas essenciais para que consiga vendê-la no mercado.

Lembre-se de que não basta desenvolver um produto digital excelente, também é necessário usar estratégias de marketing digital e de vendas para conseguir distribuí-lo. 

 

1. Crie uma página de vendas

O primeiro passo para vender a sua mentoria é criar uma página de vendas. Para isso, você pode usar uma plataforma digital especializada em hospedar este tipo de produto. No mercado existem diversas, mas não se esqueça das dicas para escolher a melhor que fornecemos acima.

Geralmente, essas ferramentas tem um construtor de landing pages para que você possa criar a sua página. Assim, ela já estará integrada ao sistema de checkout e pagamento da plataforma.

Lembre-se de que ela precisa ser atrativa, bem como conter elementos essenciais, como título, descrição da oferta, imagens, CTA e botão para que o cliente possa clicar para comprar o seu produto digital.

 

2. Use as redes sociais

Para conseguir vender a sua mentoria é necessário ser reconhecido como autoridade na sua área de atuação. Nesse caso, criar uma presença digital é essencial para que isso aconteça.

Para tanto, as redes sociais podem ser ótimas aliadas para divulgar conteúdo relevante e se relacionar com a audiência. 

A partir do momento, no qual você se torna uma autoridade, fica mais fácil lançar os seus produtos digitais, em especial, a mentoria. Isso porque as pessoas já confiam no seu trabalho e sabem que o conteúdo e as orientações disponíveis na sua solução serão úteis.

 

3. Ofereça iscas digitais

Outra forma de vender a sua mentoria é oferecer iscas digitais. Por exemplo, você pode usar uma landing page para anunciar um e-book com o mesmo tema da mentoria, mas com o conteúdo menos aprofundado.

Assim, é possível reforçar a sua autoridade, bem como conseguir leads, ou seja, os dados de pessoas interessadas no seu produto. Com essas informações, você pode criar campanhas de e-mail marketing para impulsioná-los pelo seu funil de vendas.

 

4. Envie e-mail marketing

Como mencionamos no último tópico, você pode usar os dados de contato dos seus leads para fazer campanhas de e-mail. Ou seja, pode criar uma sequência de mensagens para nutrir essas pessoas com informações ou outros materiais ricos que, por sua vez, podem ajudar no processo de decisão de compra.

Para tanto, use ferramenta de automação de e-mail ou, ainda, pode contratar uma plataforma digital que ofereça suporte para a hospedagem da sua mentoria. Assim como tenha incluído no serviço ferramentas para enviar as mensagens programadas para os seus futuros clientes.

Podemos concluir que a mentoria é um produto digital muito interessante. Por isso, se você está pensando em monetizar os seus conhecimentos e experiências, esta é uma boa opção. Lembre-se de que a HeroSpark pode te ajudar a criar e a vender o seu produto digital.

Isso porque nós temos uma plataforma que oferece todo o suporte, desde a criação até a sua primeira venda. Portanto, não deixe de acessar o nosso site e conhecer os nossos serviços.

 

 

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *