Como criar um curso online [PASSO A PASSO]

Como criar um curso online: aprenda o passo a passo

Se você clicou neste artigo, provavelmente está pensando em criar o seu próprio curso e não sabe por onde começar, não é verdade? Então, acompanhe o nosso texto e descubra um passo a passo completo de como criar um curso online de sucesso!

Afinal, a criação de um curso que se encaixa em uma plataforma EAD, além de facilitar a disseminação do conhecimento e ajudar àqueles que não têm como associar o deslocamento à uma instituição em suas rotinas, também pode aumentar a sua renda!

Por isso, continue a leitura deste conteúdo para crescer como empreendedor digital com o passo a passo e algumas dicas que trouxemos para você!

Quais as vantagens de criar um curso online?

A criação de cursos online teve um crescimento expressivo no mercado digital brasileiro. Em 2020, uma pesquisa apontou que 53,4% das pessoas entrevistadas optaram pela modalidade de ensino à distância, enquanto 46,6% escolheram cursos presenciais.

Isso significa que, com o avanço da tecnologia, a procura por métodos educativos não presenciais tornou-se comum e a facilidade e o baixo custo de estudar à distância são fatores fundamentais para o sucesso dos cursos online

Vantagens do curso online para o aluno

  • Praticidade em acessar os materiais diretamente de seu notebook ou smartphone;
  • Fazer seu próprio horário;
  • Estudar em qualquer ambiente;
  • Pagar valores mais baixos;
  • Democratização do acesso à educação.

 

Vantagens do curso online para o produtor

  • Liberdade e flexibilidade para ter sua própria fonte de renda;
  • Otimização de recursos para as aulas, sem precisar investir em materiais a cada gravação;
  • Diversidade de formatos e abordagens, diferente do ambiente presencial, que está limitado ao espaço físico;
  • É uma opção econômica;
  • Está em alta. 

Com tantas vantagens, não só várias instituições tradicionais já optaram por criar versões online de seus cursos, como também pessoas comuns têm utilizado seus conhecimentos para criarem seus cursos online e ganharem com isso.

Segundo o Ibope Conecta, 48% dos internautas brasileiros já fizeram um curso online e 67% recomendam  esses cursos. Ou seja, se você tem vontade de investir nessa área, está no caminho certo!

Estes foram os cursos mais buscados em 2021:

infográfico com os cursos online mais populares de 2021, inglês lidera a lista.

 

Como criar um curso online?

1. Defina seu avatar

Quem é a pessoa que assistirá ao seu conteúdo? Qual a sua idade, seu gênero, sua profissão? Faça uma pesquisa, crie um avatar, pense em como atraí-lo e qual seria a melhor abordagem a ser feita nas aulas. 

Entender como esse público funciona é essencial. Afinal, você precisa saber como tornar o curso mais atrativo, o que chamará a atenção deles, se é um público que procura muito cursos livres sobre o assunto e como isso ampliará o conhecimento dele. 

Além disso, é importante saber para quem você quer vender seu produto, pois a abordagem que se tem com alguém que busca por um curso sobre programação de games, por exemplo, é muito diferente da abordagem para com alguém que busca por culinária.

Portanto, analise onde o seu público está (rede social, grupos online, plataformas específicas, etc.) para alcançar pessoas cada vez mais qualificadas. 

 

2. Analise seu nicho

Antes de saber como criar um curso online, entender o mercado é muito importante para os seus resultados, e tudo começa pela pesquisa. Por isso:

  • Estude a maneira como outros cursos do mesmo segmento que o seu organizam as aulas;
  • Entenda qual postura os professores adotam nos vídeos;
  • Acompanhe a quantidade de público;
  • Observe a qualidade dos materiais;
  • Estude os preços praticados no mercado.

Uma boa maneira de organizar essa pesquisa é fazendo a  análise SWOT, uma ferramenta utilizada para colocar em prática qualquer tipo de projeto.

Com ela, você avalia os pontos fortes e fracos do seu curso e descobre qual diferencial precisa ter para se destacar.

 

3. Crie um mapa mental 

O passo número 3 de como criar o seu curso online é pegar o planejamento das etapas anteriores e criar um mapa mental disso, isto é, transformar o passo a passo em tópicos e subtópicos.

Assim, conforme você vai destrinchando, abrirá um leque de ideias e o seu conteúdo se tornará mais compreensível. Talvez, acabe dando um resultado que você não esperava, e que pode até ser mais interessante.

Além disso, você consegue ter um método completo quando começa a destrinchar ele em pedacinhos. É como quando você estabelece uma meta e depois vai transformando-a em pequenas atividades e tarefas diárias.

 

4. Invista em cenário e equipamentos

Ter um bom cenário e equipamentos é importante. No entanto, mais do que isso, é preciso investir em conteúdos de qualidade. 

Afinal, se você tiver um conteúdo excelente em mãos, já é possível conquistar uma boa audiência sem precisar investir em dispositivos robustos. Inclusive, alguns grandes produtores de conteúdo da atualidade começaram com equipamentos simples.

Sendo assim, listamos os principais e mais básicos elementos que você deve ter para começar a gravar o seu curso online: 

 

Câmera

Hoje em dia, não é muito difícil encontrar um smartphone que grave em HD. Então, se você não pode investir num equipamento mais profissional, essa é uma boa opção.

Mas, caso você queira utilizar uma câmera profissional, a mais indicada para esse tipo de conteúdo é a DSLR. Ela grava em Full HD e, se você tem conhecimentos técnicos em fotografia, pode usá-la no modo manual. Porém, o modelo oferece também a opção de modo automático. 

As DSLR com preços mais baixos são: a Canon EOS Rebel T5, a Nikon D5200 e a Sony Alpha A3500, que custam entre R$2.200 e R$3.500. 

 

Microfone

Esse é um elemento muito importante, pois, para os seus alunos assimilarem o conteúdo passado nas videoaulas, eles precisam ouvir com clareza o que está sendo dito e, parte de como criar um curso online, é garantir a qualidade do áudio.

Assim, existem vários modelos de microfone que suprem a sua necessidade, dos mais caros, como os direcionais e condensadores, aos mais baratos, como os kits de microfones de lapela, que podem ser encontrados a partir de R$9,90.   

 

Iluminação

Não adianta ter a câmera mais avançada do mercado, se o local onde as gravações serão feitas não possui a iluminação certa. Por isso, antes de comprar os equipamentos, estude sobre técnicas de iluminação para saber como iluminar o ambiente de maneira correta.

As luzes mais utilizadas para vídeos são:

  • Softbox;
  • Ring lights;
  • Sun guns;
  • Painéis de led. 

Pesquise qual modelo se encaixaria melhor no seu estúdio e atenderia melhor às suas necessidades. 

Contudo, saiba que é possível realizar uma boa transmissão utilizando a iluminação natural. Para isso, você precisa escolher um local com iluminação mais suave, aquela em que as sombras do seu rosto não fiquem marcadas e desapareçam gradualmente.

 

Cenário

O cenário pode ser um ótimo aliado para manter a atenção dos alunos. Assim, o Chroma Key é uma opção muito prática, pois você pode inserir qualquer imagem de fundo na hora da edição.

Porém, caso você queira investir em um cenário fixo, então personalize o seu estúdio, comprando móveis e objetos relacionados ao tema do seu curso. 

Por exemplo: se o seu curso for sobre culinária, enfeite o seu cenário com utensílios de cozinha, um papel de parede diferenciado e quadros com imagens ou frases que façam alusão à culinária.

É possível fazer um ótimo cenário utilizando coisas simples, mas lembre-se: o foco da aula é você. Parte importante de como criar um curso online é não exagerar nos elementos.  

 

5. Escreva o roteiro

Em uma escola, o aluno precisa passar por estágios de aprendizagem, desde o jardim de infância até o ensino médio. Em um curso online, a estrutura não é diferente.

Desse modo, é preciso separar o conteúdo em módulos de acordo com o nível de dificuldade do assunto tratado. Assim, dentro de cada módulo estarão as videoaulas.

Por isso, antes de pensar em arrumar o seu estúdio e ligar a câmera, é necessário estruturar o conteúdo que será passado escrevendo um roteiro. Você pode organizá-lo da seguinte maneira:

Imagem de oferta Mentoria Impulso Digital.
  • Abertura: na abertura, introduza o tema da aula que será passado, e, se quiser, recorde conceitos passados na aula anterior que serão importantes para a atual. 
  • Conteúdo: crie tópicos com os objetivos que devem ser cumpridos naquela aula e, com isso, desenvolva suas falas. Divida em uma parte teórica e em outra prática, onde você pode instigar o aluno a realizar tarefas em sua casa. Caso isso não se encaixe ao tema do seu curso, então envie exercícios através da plataforma. 
  • Encerramento: faça uma recapitulação dos principais tópicos explicados no vídeo e uma chamada para a próxima aula.

É fundamental pensar num método de explicação que faça os seus alunos assimilarem o conteúdo. Nesse sentido, para criar um roteiro que envolva o aluno e o faça querer assistir à aula, é necessário dominar algumas técnicas de storytelling, bem como de retórica. 

Não esqueça também de revisar o roteiro, observar se está muito longo ou muito curto, e acima de tudo, se está atrativo para o aluno. O tempo ideal para uma videoaula é 10 minutos.

 

6. Pratique a oratória

Não tem como criar um curso online sem falar em público. Então, se for o caso, deixe a timidez de lado e domine as principais técnicas de oratória utilizadas, não só por palestrantes renomados, mas também por outros criadores de cursos online.

A primeira coisa a se fazer é praticar. Nenhuma habilidade pode ser desenvolvida sem prática. Assim, após gravar a aula, assista, faça uma autoavaliação e mostre a outras pessoas, para que sua desenvoltura seja examinada e você saiba o que precisa ser melhorado.

Confira algumas dicas para te ajudar no processo:

  • Procure por aquecimentos vocais e exercícios de respiração para praticá-los durante 15 minutos antes de cada aula;
  • Melhore sua postura, pois isso ajuda na projeção vocal e, ao mesmo tempo, passa o aspecto de segurança e carisma;
  • Preste atenção na sua linguagem corporal: movimente as mãos e ande pelo cenário (não exageradamente);
  • Fale pausadamente, pronunciando as palavras de forma correta a fim de ser entendido pelos alunos; 
  • Siga sempre o roteiro, para não acabar sendo prolixo.  

Caso você tenha muita dificuldade em passar o conteúdo do seu curso com clareza, vale a pena fazer um curso de oratória, onde receberá instruções detalhadas de como resolver esse problema.

 

7. Determine o valor de seu curso online

Um dos pontos primordiais sobre como criar um curso online é saber precificar.

Por isso, mantenha sempre um valor na média dos outros cursos de seu nicho. Não coloque um preço muito abaixo, para que não subestimem o seu conteúdo, e nem um muito acima, a fim de não perder alunos para concorrentes mais baratos.

Além disso, uma vez que os cursos presenciais têm custos com salas, conta de luz e água, é natural que sejam mais caros. Então, mantenha o seu preço sempre mais barato que os cursos presenciais do seu segmento. Assim, os alunos encontrarão uma vantagem em optar pelo curso digital.

Leve em consideração também a margem de lucro que você obterá. Pegue todas as despesas adquiridas com a execução do curso e diminua o faturamento obtido com as vendas. Com isso, você saberá o quanto deve aumentar ou diminuir o preço de seu curso.

A fim de chamar o público, você pode oferecer a venda de aulas individuais. Dessa maneira, aqueles que “alugarem” essas aulas isoladas poderão ter uma amostra do curso e se interessar pelo conteúdo completo. 

Por fim, você pode oferecer diferentes planos de pagamento para dar chances a pessoas com diferentes condições e planejamentos financeiros.

 

8. Escolha uma plataforma de cursos online 

Uma etapa importantíssima na criação, divulgação e hospedagem de um curso online é a escolha de uma boa plataforma de hospedagem.

Mas vale dizer, antes de continuarmos, que você pode optar por criar uma plataforma própria, isto é, criar um sistema próprio que seja de seu domínio e sua personalização. A principal vantagem é a possibilidade de personalizar os mínimos detalhes.

Porém, como pontos negativos, destacamos o custo elevado desse tipo de solução e a necessidade de você resolver por conta própria todos os erros, sem poder contar com um suporte técnico especializado.

Sendo assim, pode ser muito mais vantajoso encontrar uma plataforma pronta para apenas hospedar o seu curso, não é verdade? 

Portanto, segue uma lista com alguns critérios básicos que você deve considerar antes de escolher a plataforma:

 

Custo-benefício

Ao pensar onde hospedar o seu curso, é importante ter em mente qual é seu orçamento e qual será o seu lucro. Afinal, você não pode gastar mais do que o que vai lucrar e saber como criar um curso online envolve a gestão financeira também.

Portanto, faça um estudo sobre os preços das principais plataformas, se o pagamento será mensal ou por margem de lucro e veja qual se encaixa melhor na sua realidade.

 

Personalização 

O seu curso online deve ter a sua identidade própria para ser reconhecido logo de primeira. 

Portanto, uma plataforma que ofereça a possibilidade de personalizar as cores e a organização dos módulos e disponibilizar um fórum de comentários de maneira simples deve ser levada em consideração.

 

Formato mobile

Hoje em dia, os smartphones substituem vários outros equipamentos eletrônicos, inclusive o notebook. 

Assim, por ser um aparelho pequeno e simples de carregar, possivelmente vários de seus alunos assistirão às suas aulas através dele. Então, é muito importante prestar atenção se a plataforma possui o formato mobile. 

 

Diversidade de conteúdos

Um curso online não é feito apenas de videoaulas. Materiais de apoio como e-books e exercícios complementares também são necessários para um conteúdo de qualidade. 

Portanto, procure por uma plataforma que ofereça essa estrutura para o envio desses materiais aos alunos.

Nesse sentido, saiba que a HeroSpark é uma das plataformas em que é possível hospedar e vender o seu curso online e que atende a todos os pré-requisitos mencionados até aqui.

Além disso, ela também oferece suporte para etapas essenciais da venda, como a criação de landing pages e a automação de e-mail marketing.

 

9. Divulgue seu curso online

Por mais que o conteúdo do seu curso online seja de qualidade, os alunos só serão atraídos com a divulgação correta dele. Logo, o marketing digital deve ser o seu grande aliado!

Assim, primeiramente, entenda:

  • De que forma o seu público-alvo será atingido:
  • Saiba o porquê e como ele compraria o seu curso;
  • Quais os problemas do possível aluno você pode resolver;
  • Quais canais de comunicação ele mais utiliza. 

Posteriormente, crie uma conta no Facebook, Twitter, Instagram e até mesmo um canal no YouTube, dependendo de quais redes sociais o seu público mais acessa.

Com as redes sociais, você pode fazer posts sobre o assunto que o seu curso trata e, no YouTube, seria interessante dar pequenas aulas resumidas, funcionando como uma amostra grátis.

Outro ótimo recurso para atrair clientes é criando um blog sobre o segmento do seu curso. Isso porque, quando alguém interessado no tema chega num post sobre algum assunto tratado em seu curso, você tem a possibilidade de divulgar o conteúdo e fazer os leitores do blog se interessarem pelo seu produto. 

Além disso, você pode usar recursos como: 

  • Depoimentos de alunos;
  • Vantagens e diferenciais;
  • Imagens que explicam a dinâmica do curso;
  • Diferentes ofertas;
  • Vídeo mostrando o que será entregue no início, meio e fim do curso. 

 

10. Acompanhe as métricas 

Somente com as métricas você saberá o quanto seu curso é bem-sucedido. Além disso, analisá-las é crucial para melhorar pontos fracos e falhas no seu negócio.

No entanto, lembre-se que nem sempre números altos significam que o seu curso está com um bom resultado. Às vezes, numa semana, você obtém números bons por alguma razão específica, mas, após isso, seus números podem abaixar porque sua estratégia não é mais eficiente.

Saiba também de qual canal vem a maioria de seus alunos. Assim, você tem uma noção de quais lugares a sua propaganda funciona e quais você deve melhorar ou abandonar.

Caso o seu curso esteja com um certo índice de rejeição, tente entender por que os alunos não se interessam por ele e como atraí-los de forma eficiente.

Esse foi o passo a passo de como criar um curso online. O processo pode ser longo e um pouco complicado, mas seguindo todas as dicas corretamente você com certeza vai obter ótimos resultados e conseguir fazer o melhor curso do seu nicho!

Banner escola de psicanálise
5 comments
    1. Muito bom, Mariza! Ficamos felizes que o conteúdo tenha sido útil e esperamos que o seu canal tenha muito sucesso! 🤩 Se quiser mais dicas sobre o assunto, acompanhe nossos outros posts aqui e nas mídias sociais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.