Como fazer e-book em 7 passos e lucrar mais

como fazer e-book

Se você tem um negócio digital ou pretende iniciar um, é importante conhecer alguns métodos para atrair a atenção da sua audiência. Portanto, se você veio em busca disso, então saiba que, neste artigo, você aprenderá como fazer um e-book do zero!

Além disso, neste conteúdo, você também terá acesso à templates prontos para ajudá-lo a encantar os seus clientes. Por isso, continue a leitura para descobrir como trabalhar melhor as estratégias de marketing do seu negócio. 

O que é um e-book?

Um e-book é um livro no formato digital. Ele pode ser lido através de dispositivos móveis, como celular e tablet, em um computador ou nos dispositivos próprios para leitura, como o Kindle.

O nome “e-book” origina-se da abreviação de “electronic book” que, no sentido literal da palavra, pode ser traduzido como “livro eletrônico”.

Mesmo que não seja uma grande novidade, ninguém pode negar que os e-books são maravilhas que foram criadas com a nova era digital, já que isso fez com que os acessos aos livros ficassem muito mais fáceis.

E, até mesmo a leitura desses e-books ficou menos complicada, pois você pode lê-los no melhor horário e local para você.

 

Por que investir neste formato?

Se você é um produtor digital, então deve estar pensando nas razões para investir em um e-book, não é mesmo? Por isso, pensando em esclarecer essa questão, listamos as principais!

  • Ser facilmente encontrado: ao buscar por algum produto ou serviço, as pessoas tendem a utilizar a internet, devido à comodidade e eficiência. Assim, com uma presença bem estruturada nesse meio, o seu negócio pode ficar bem posicionado nos mecanismos de busca, o que facilita o contato de clientes com a sua marca.
  • Conquistar novos negócios: mesmo que a sua loja seja física, a internet traz diversas possibilidades para obter novas vendas. Seja por meio de um cardápio, um catálogo ou o compartilhamento de ofertas exclusivas. E o e-book pode te ajudar a ser encontrado na internet.
  • Construir um relacionamento com seus clientes: por meio da distribuição gratuita ou paga do e-book, você tem a oportunidade de construir um relacionamento com os seus clientes e futuros clientes. Para isso, é importante que haja conteúdos relevantes, promoções e outras estratégias que convençam o seu cliente a se manter em contato.

 

Como criar um e-book?

leitura de ebook online em dispositivo móvel

Para aprender como fazer um e-book, alguns passos básicos podem ser seguidos a fim de nortear todo o processo. Por isso:

  1. Entenda bem quem é a sua persona
  2. Defina o tema do seu 
  3. Estruture em tópicos
  4. Desenvolva o conteúdo
  5. Ilustre seu e-book
  6. Preste atenção na ortografia
  7. Hospede o livro digital em uma plataforma

 

1. Entenda a sua persona

Antes de produzir qualquer tipo de conteúdo, é indispensável definir para quem ele será produzido. 

Nesse caso, para definir um público-alvo para o seu produto, você precisará das seguintes informações: idade, profissão, gênero, preferências, dentre outros dados. Isso é essencial para saber a linguagem a ser usada e o conteúdo que será abordado. 

Vai ser melhor ainda se você trabalhar com uma persona, ou seja, uma representação do cliente ideal. Ela permite uma visão mais objetiva e específica de qual será o grupo atingido pelo livro digital, levando em conta análises comportamentais da sua atual ou potencial clientela.

 

2. Defina o tema do seu e-book

Agora que você já sabe quem será o leitor ideal do seu e-book, chegou a hora de escolher um tema para ele. Vamos lá?

A primeira dica para realizar essa escolha é optar por um tema que você domine e que tenha relação com o seu negócio. Isso aumenta as chances de o e-book ser claro, bem trabalhado e passar credibilidade ao leitor.

Além disso, estar antenado no que o seu nicho de mercado tem interesse faz toda a diferença para produzir um material relevante. Por isso, acompanhe as trends do momento, isto é, o que as pessoas mais buscam nas redes e nas ferramentas de busca.

Assim, além de escrever um conteúdo que se conecta diretamente com o seu público, você aumenta suas chances de downloads, de geração de leads e, até mesmo, de ganhos, caso o seu e-book seja pago.

E lembre-se: o seu e-book deve fornecer conteúdo de valor para o seu público. Sendo assim, desenvolver o tema com mais profundidade é primordial para a sua estratégia.

Dica 1: Com o Google Trends, você consegue identificar exatamente o que as pessoas procuram na internet sobre o seu nicho de mercado.

Dica 2: Com o aumento significativo do consumo da internet durante a pandemia, os e-books se tornaram mais uma opção de fonte de conhecimento. O formato permite abordar os mais variados tipos de conteúdo, como:

  • Economia: se você tem conhecimento em finanças pessoais, por exemplo, pode produzir um e-book sobre planejamento financeiro e dicas para economizar no dia a dia.
  • Culinária: se a sua experiência é na cozinha, você pode produzir um livro digital com receitas fáceis e saudáveis.
  • Design de interiores: se você tem experiência profissional na área, pode aproveitar o seu conhecimento para dar dicas de decoração gastando pouco.
  • Organização: se você é uma pessoa que gosta de usar métodos para manter as coisas em ordem, pode compartilhar seu conhecimento sobre organização pessoal e dicas para planejar a sua rotina.
  • Pintura: a arte também tem espaço nos livros digitais. Se você tem essa habilidade, pode compartilhar um conteúdo rico, com dicas e ferramentas para quem está começando.
  • Música: se você sabe tocar algum instrumento musical, como violão, pode produzir um e-book sobre as melhores músicas para quem está aprendendo a tocar.

Como observamos, as possibilidades são diversas e tudo dependerá do que a sua persona se interessa. Assim, é importante unir o seu conhecimento e experiência à necessidade do seu público.

 

3. Estruture o seu e-book em tópicos

Organizar o seu livro em tópicos é essencial para que ele tenha um começo, meio e fim que façam sentido. Com isso, você consegue explorar o assunto de forma mais consistente e tornar o seu conteúdo mais rico e didático.

Além disso, sua sequência de informações deverá transmitir as ideias de forma lógica e bem estruturada. Inclusive, essa roteirização em tópicos facilitará muito na hora de escrever efetivamente o livro. 

Para tanto, uma boa ideia é pesquisar referências, mas sem copiar. Quanto mais recentes forem as discussões que você encontrar, mais atual e relevante será o seu conteúdo. 

Dica: Planejadores de palavras-chaves podem ajudar nesse processo. Assim, você encontra os interesses do seu público e organiza o seu conteúdo com mais eficiência.

 

4. Desenvolva o conteúdo do seu e-book

Agora que você já sabe quem é a sua persona e já estruturou o seu e-book em tópicos, é hora de desdobrar o seu material e formular o conteúdo do seu livro. Nesse sentido, as palavras e as imagens devem torná-lo rico e atraente para o público. 

Essa provavelmente não será uma etapa linear. Isso porque você pode escolher uma imagem em um banco de imagens, mudar de ideia, escrever algumas páginas e reformular alguns parágrafos.

No entanto, é o processo que determinará as partes principais do seu produto. Então, ele pode e deve ser explorado ao máximo para trazer o resultado mais adequado. Para isso, separamos alguns itens que não podem ficar de fora. 

 

Dê importância à coerência do seu conteúdo

Aqui vale reforçar novamente a ideia de que o seu e-book precisa entregar um conteúdo de valor para o seu público. Sendo assim, não prometa aquilo que não pode cumprir.

Construa um conteúdo que tenha coerência com o título. Se o seu público se sentir enganado, além de se irritar com o seu negócio, corre-se o risco de ele não voltar mais.

 

Crie um conteúdo fácil de ler

Tanto em blog quanto em materiais ricos (como e-books, infográficos, etc) o seu texto precisa ser escaneável.

O público se sente mais atraído por textos divididos em tópicos e em parágrafos pequenos, com no máximo três ou quatro linhas. Além de tornar o seu conteúdo mais claro, dar previsibilidade ao leitor ajuda bastante a mantê-lo interessado.

Por isso, estruture o seu material dividindo-o em título, índice, subtítulos, tópicos, passo a passo, fluxogramas ou, até mesmo, em pequenos infográficos.

Tudo isso facilita a leitura do seu e-book e o torna mais agradável aos olhos dos leitores. 

 

Aposte em uma linguagem simples

A linguagem do seu e-book é o que vai proporcionar ao leitor uma experiência boa ou ruim. Então, lembre-se que escrever de forma clara e fluida é fundamental.

Assim, ao desenvolver um conteúdo de valor, você precisa trazer informações que sejam realmente relevantes. Portanto, traga dados, informações sobre o tema e exemplos que ajudem a deixar o seu conteúdo mais simples de ser entendido.

E lembre-se: evite enrolações! O público consome e-books para obter conhecimento.

 

5. Ilustre e formate seu e-book

O conteúdo já está pronto. Agora, precisamos dar forma a ele. Nessa etapa, questões de design e formato serão decididas. 

Por isso, trazer imagens, sejam elas ilustrações ou fotografias, torna o seu material mais convidativo visualmente. Para essa finalidade, há muitos bancos de imagens, tanto gratuitos quanto pagos. Listamos alguns dos principais do mercado:

 

Unsplash

Banco de imagens gratuito com fotos mais inspiracionais. Tem uma pegada mais jovem e publicitária. Ótimo para e-books com nichos de mercado voltados para moda e comunicação em geral.

 

Shutterstock

Esse é um dos maiores e melhores bancos de imagem do mercado. No entanto, ele é pago e possui um valor maior em relação às outras opções que você pode encontrar na internet. 

Um ponto positivo do Shutterstock é que nele você pode encontrar fotos, vídeos, ilustrações e etc. Ou seja, todo tipo de imagem que desejar.

 

Pixabay

Essa é uma opção gratuita que oferece fotos, imagens vetoriais, ilustrações e muito mais. É uma alternativa para quem não possui verba para investir em um banco de imagens.

Ferramenta de edição de imagem gratuita online
 

Já com relação ao design, muitos elementos devem ser considerados, como a fonte, o espaçamento, o tamanho e outras questões estéticas.

Assim, saiba que existem várias ferramentas que disponibilizam templates prontos para e-books, como o Canva

Eles podem ajudar a extrair algumas ideias, mas é sempre interessante dar o “toque único” do seu negócio, seja pelas cores, pelos elementos ou pelo arranjo do conteúdo. 

Já em relação ao formato e experiência de leitura, duas possibilidades estão em jogo: o PDF e o Epub. O PDF é versátil e facilmente reconhecido em aparelhos. Já o Epub preserva o arranjo das imagens e adapta o texto à área de visualização de cada dispositivo.

 

6. Preste atenção na ortografia

Está quase tudo pronto no seu e-book! Mas, antes de seguir para a venda e divulgação, revise tudo para evitar que o livro digital saia com algum erro gramatical, incoerência ou precise de um ajuste de formatação.

A credibilidade do seu e-book vai muito além do conteúdo que você compartilha. Um texto bem escrito e sem erros de português traz mais profissionalismo e seriedade para o seu material e para o seu negócio. 

 

7. Hospede o e-book em uma plataforma

Outra etapa fundamental no processo de criação e divulgação de um e-book é a hospedagem. Afinal, é nesse momento que você definirá como o seu conteúdo chegará até a sua persona.

Nesse sentido, você pode, por exemplo, usar uma ferramenta para enviar o seu material em PDF por e-mail para os visitantes interessados.

No entanto, é importante escolher uma plataforma própria para a distribuição e venda de produtos digitais. Dessa forma, você consegue contar com diversos recursos que facilitam o manejo do material e tornam o processo de download mais facilitado para o seu leitor.

Saiba que essa plataforma precisa garantir uma excelente experiência para o cliente, desde o processo de fornecimento de dados para download até a entrega. Por isso, vale a pena fazer uma pesquisa de preço para saber quanto custa hospedar um e-book.

A boa notícia é que você não precisa necessariamente investir dinheiro para isso. A HeroSpark é uma plataforma gratuita e completa para que produtores digitais possam hospedar, vender e distribuir seus produtos digitais de maneira intuitiva, fácil e rápida.

Além disso, você não precisa ter nenhum conhecimento avançado em informática, programação ou design. Toda a interface está pronta! Você só precisa preencher as informações relacionadas ao seu negócio, upar o e-book e pronto.

 

Divulgue seu e-book nos canais certos

Enfim, chegou a hora de tornar sua criação pública. A internet oferece inúmeros canais e vale olhar para cada um deles com bastante atenção. Por isso, siga o meio mais adequado para seu negócio e que se encaixe nas estratégias de marketing que trazem mais eficiência.

Nesse sentido, você pode divulgar o seu livro digital em um site próprio ou nas redes sociais do seu negócio, como Instagram, Facebook, YouTube ou qualquer outra rede onde está a sua persona. 

Além disso, também é possível fazer parcerias, programas de afiliados, estratégia de e-mail marketing, links patrocinados e muito mais.

Desse modo, o seu e-book pode ser divulgado como isca digital, ou seja, um conteúdo gratuito, ou ser vendido como produto. Para saber qual é melhor opção para o seu negócio, veja o vídeo preparado pela equipe de marketing da HeroSpark:

Uma outra possibilidade de divulgação é enviar o e-book diretamente para aqueles que manifestarem interesse através do preenchimento de um formulário, por exemplo. 

Para isso, você deve criar uma landing page ou página de captura, na qual o seu leitor preencherá o formulário para receber algo em troca (o e-book, neste caso). 

Ao concluir esse processo, além de ter acesso ao seu e-book, ele deixará de ser um simples visitante e passará a ser um lead do seu negócio.

Portanto, as landing pages são usadas para divulgar o seu e-book, bem como para captar dados relevantes dos seus futuros clientes.

Assim, a partir desses dados, como e-mail ou número de telefone, você pode passar a enviar conteúdos para eles, criando uma campanha de e-mail marketing, de SMS, entre outras. Dessa forma, você estabelece um contato mais próximo e não deixa o lead esquecer que você existe.

 

Como criar uma landing page?

Existem diversas plataformas disponíveis no mercado para isso. A maioria delas é paga e, se gratuita, pode possuir diversas limitações. 

Na contramão dessa realidade, a HeroSpark, depois de muito estudar conversões de produtos digitais, desenvolveu uma plataforma gratuita e completa para a criação de landing pages. Assim, a ferramenta auxilia em todas as etapas da criação de um funil de vendas, como:

  • Acompanhamento de leads;
  • Automação de fluxo de e-mail marketing;
  • Suporte para exibição de webinars;
  • Relatórios de métricas de cada etapa do funil;
  • Templates para landing pages com estruturas testadas e aprovadas.

Após criar a landing page para capturar leads e disponibilizar o seu e-book, é hora de começar a divulgá-la. Para isso, você pode investir em todas as plataformas e formatos que fizerem sentido para o seu negócio: e-mail marketing, redes sociais, etc.

Porém, a forma mais rápida e efetiva de trazer mais visitantes para a sua landing page é investindo em tráfego pago, ou seja, um tráfego que depende de investimento financeiro. Afinal, com as mudanças constantes dos algoritmos, é quase impossível escalar um negócio sem tráfego pago.

É claro que esse investimento depende dos seus objetivos e da sua possibilidade financeira no momento, mas, conhecer essa possibilidade, é fundamental.

 

A importância do e-book no marketing digital

Os e-books são muito importantes no marketing digital. Mesmo que você tenha uma boa interação com os seus clientes e produza bastante conteúdo, é muito difícil se aprofundar em determinados temas. E é nessa hora que o e-book pode ser necessário.

Com ele, você vai poder fazer uma distribuição do conteúdo que queria abordar de forma aprofundada e, de bônus, vai deixar claro para o seu público que você é um tipo de autoridade naquilo que apresenta.

O e-book também pode captar e-mails de muitos clientes em potencial e permitir que você comece um relacionamento com eles. Basta você distribuí-lo através de uma landing page, como mencionado no tópico anterior. 

 

Vantagens de criar um e-book

Existem pelo menos cinco grandes vantagens relacionadas à produção de um e-book. Descubra quais são elas!

 

Preço

Normalmente, os livros tradicionais envolvem bastante custo e os gastos vão da produção até a impressão, o estoque e o frete.

Mas, com um e-book, a única coisa que você vai precisar é da sua imaginação e um computador que tenha conexão com a internet para poder distribuí-lo, além de eventuais gastos com texto e arte (que também existem em publicações impressas).

 

Portabilidade

A portabilidade do e-book é incrível: é possível utilizar o computador, notebook, celular, iPad, dispositivos de livros eletrônicos ou um tablet. Isso quer dizer que o leitor pode ter o seu e-book em qualquer lugar, a qualquer hora do dia, na palma da sua mão.

Portanto, devido à facilidade, muitas pessoas que não tinham hábito de ler, passaram a ficar mais estimuladas a consumir conteúdos de cunho digital.

 

Escalabilidade

Escalabilidade é poder crescer o seu negócio sem que isso gere aumento de custos. E é exatamente isso o que um e-book propõe.

Eles não incidem em gastos com impressão, muito menos com espaço físico para o armazenamento, sem falar que o trabalho será único ao ter que escrever.

Você ainda pode distribuir o seu material para pessoas ilimitadas, até mesmo de outros países, sem demandar maiores custos. 

Mas, não pense que os benefícios são apenas para aqueles que produzem. Muito pelo contrário! Aqueles que consomem o conteúdo também vão ser beneficiados. Até porque, para conseguir um e-book, só é preciso fazer o download, seja fornecendo um e-mail ou comprando por um preço mais econômico.

 

Trabalhar com o que ama

Devido aos avanços na tecnologia, é possível que você ganhe dinheiro fazendo exatamente aquilo que você gosta nos meios digitais. 

Assim, se você tiver algum tipo de experiência positiva, seja ela pessoal ou profissional, e tiver vontade de compartilhá-la com as pessoas, um e-book é a melhor forma para isso.

Além disso, você pode pensar em um assunto que te deixe bastante motivado e escrever sobre isso, compartilhando a sua paixão com os outros.

 

Muitas oportunidades

Não podemos nos esquecer da gama de oportunidades e das “portas” que serão abertas ao tornar-se um empreendedor digital. Pense como seria se você pudesse ganhar seu dinheiro sem ter que contratar uma equipe ou ter que alugar uma estrutura física…

Ao escrever e-books, você vai ver que pode alavancar o seu negócio com um baixo investimento e com a possibilidade de ter lucro em um curto período de tempo.

Por isso, agora que você já sabe algumas dicas de como fazer um e-book do zero, que tal hospedar e divulgar o seu na HeroSpark? Nossa plataforma é gratuita e tem tudo o que você precisa para obter muito sucesso com o seu produto digital!

Imagem de oferta Mentoria Impulso Digital.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *