Como fazer um e-book de sucesso do absoluto zero [COMPROVADO]

e-book sendo retirado de uma prateleira de livros

Se você tem um negócio digital ou pretende iniciar um, deve estudar alguns métodos para encantar os seus clientes. Se você veio aqui em busca disso, então está no caminho certo, pois você está prestes a aprender como fazer um e-book!

Neste artigo, vamos oferecer algumas dicas de como fazer um livro digital do zero, inclusive com templates prontos. Então, continue a leitura e acompanhe o passo a passo para criar um e-book de sucesso!

E-book: o que é?

Um e-book é simplesmente um livro no formato digital. Ele pode ser lido através de dispositivos móveis, como celular e tablet, ou em um computador. Além dos dispositivos próprios para leitura, como o Kindle.

O nome “e-book” origina-se da abreviação de “electronic book” que, no sentido literal da palavra, tem como tradução “livro eletrônico”.

Mesmo que não seja uma grande novidade, ninguém pode negar que o e-book é uma maravilha que surgiu com a nova era digital. Afinal, foi a partir dela que o acesso a diversos livros se tornou mais fácil.

E, até mesmo a leitura desses e-books ficou menos complicada, pois você pode lê-los no melhor horário e local para você. Depois de um e-book ser baixado, não importa qual dispositivo você utilize para lê-lo, ele sempre estará lá, salvo até que você o apague.

Quer saber como implementar essa ideia no seu negócio e aprender como fazer um e-book grátis? Continue acompanhando a leitura e descubra.

 

Qual é a importância do e-book no marketing digital?

Os e-books são muito importantes no marketing digital, pois, a depender do nicho que você está incluído, eles podem ser úteis para aprofundar um determinado assunto que talvez não dê para abordar em um post ou em uma publicação.

Mesmo que você tenha uma boa interação com os seus clientes e produza bastante conteúdo, é muito difícil se aprofundar em determinados temas. É nessa hora que o e-book pode ser necessário.

Com ele, você vai poder fazer uma distribuição do conteúdo de forma aprofundada. E, de bônus, deixará claro para o seu público que você é uma autoridade sobre aquilo que apresenta.

O e-book também pode captar e-mails de muitos clientes em potencial e permitir que você comece um relacionamento com eles. Para isso, basta você distribuí-lo através de uma landing page.

Ao criar um conteúdo que seja relevante, útil e que ajude os outros a resolver seus problemas, você vai atrair automaticamente mais pessoas para sua página. Isso acontece porque, para ter acesso ao conteúdo do livro, o usuário deixa o seu e-mail disponível.

É muito bom quando se consegue aumentar o número de e-mails cadastrados. E depois que isso acontece, é preciso nutrir constantemente um novo relacionamento entre você e os seus possíveis clientes. 

Não se preocupe se não conseguir vender de primeira, só de passar por esse processo você vai aumentar a visibilidade do seu negócio e ainda ganhar credibilidade. 

Não se esqueça: você deve ter uma estratégia no estilo funil de vendas para que consiga conquistar ótimos resultados em seu negócio.

 

Como fazer um e-book do zero em 8 passos?

Para aprender como fazer um e-book do zero, existem alguns passos básicos que podem ser seguidos a fim de guiar o processo, como: 

  1. Definir a persona/público-alvo;
  2. Escolher um tema;
  3. Roteirizar o processo de produção do e-book em tópicos;
  4. Desenvolver o texto e as imagens;
  5. Formatar o e-book;
  6. Revisar e definir os detalhes finais;
  7. Hospedá-lo em uma plataforma;
  8. Divulgar o novo e-book!

Vamos conhecer detalhadamente cada uma dessas etapas! Ou, se preferir, assista o vídeo abaixo:

 

 

1. Defina a persona/público-alvo

Antes de produzir qualquer tipo de conteúdo, é indispensável definir para quem ele será produzido.

Nesse caso, para definir um público-alvo para seu produto, você precisará das seguintes informações: 

  • Idade;
  • Profissão;
  • Gênero;
  • Preferências;
  • Entre outros dados.

Elas são essenciais para saber a linguagem a ser usada e as informações que serão abordadas. 

Vai ser melhor ainda se você trabalhar com uma persona, ou seja, uma representação do cliente ideal. Ela permite uma visão mais objetiva e específica de qual será o grupo atingido pelo livro digital, levando em conta análises comportamentais da sua atual ou potencial clientela.

 

2. Escolha um tema

Agora que você já sabe quem será o leitor ideal do seu e-book, chegou a hora de escolher um tema para ele. 

Para isso, é fundamental que você escolha um assunto que domine e que consiga trazer algo de novo para o seu mercado. Dessa forma, você conseguirá criar um e-book de qualidade e que passe mais credibilidade ao leitor.

Sendo assim, no momento em que você for escolher o tema, você pode optar por produzir um conteúdo totalmente novo ou reciclar um conteúdo antigo que foi criado para outros canais. Ou seja, aproveitar uma ideia que já foi aprovada pelo seu público.

Além disso, estar sempre antenado no que seu nicho de mercado escolhido está interessado em saber faz toda a diferença para produzir um material relevante. Por isso, acompanhe as trends do momento, o que as pessoas mais buscam nas redes e nas ferramentas de busca.

Produzir um conteúdo sobre algo que seja realmente interessante de ser adquirido trará um impacto positivo na hora de divulgar e vender o livro digital.

 

3. Roteirize o processo de produção do e-book em tópicos

Essa é uma etapa muito importante no aprendizado de como fazer um e-book. Organizar seu livro em tópicos é essencial para que ele tenha um começo, meio e fim que façam sentido.

Sendo assim, você pode começar a escrever os principais pontos que gostaria de abordar no e-book. Após fazer isso, organize esses pontos em uma ordem lógica para poder montar o esqueleto do material.

Logo, essa roteirização em tópicos irá facilitar muito na hora de escrever efetivamente o livro. Para ajudar você nesse processo, leia alguns e-books gratuitos para se inspirar na hora de saber como escrever e-book.

 

4. Desenvolva o texto e as imagens

Com o esqueleto do e-book pronto, chegou a hora de formular o conteúdo do seu texto. As palavras e as imagens devem tornar seu e-book atraente para o público. Para atingir isso, é importante que ele seja bem estruturado. 

Vale dizer que dividir o seu texto em introdução, capítulos e conclusão pode ajudar para que a experiência de leitura seja boa para sua persona.

Além disso, também é importante considerar o tamanho que ele terá. Um e-book pode existir em diversos tamanhos. Mas, se ele for muito grande, poderá ser cansativo para ler, e se for pequeno, poderá parecer incompleto.

Essa provavelmente não será uma etapa linear: você pode escolher uma imagem em um banco de imagens, mudar de ideia, escrever algumas páginas e reformular alguns parágrafos. Cada processo é único!

 

5. Formate o e-book

O conteúdo já está pronto. Agora, precisamos dar forma a ele. Nessa etapa, questões de design e formato serão decididas.

Quanto ao design, muitos elementos devem ser considerados, como a fonte, o espaçamento, o tamanho e outras questões estéticas.

Existem várias ferramentas que disponibilizam templates prontos para livros digitais, como o Canva. Eles podem ajudar a extrair algumas ideias, mas é sempre interessante dar o “toque único” do seu negócio, seja pelas cores, pelos elementos ou pelo arranjo do conteúdo. 

Já em relação ao formato e experiência de leitura, duas possibilidades estão em jogo: o PDF e o Epub. O formato PDF é versátil e facilmente reconhecido em aparelhos. Já o Epub preserva o arranjo das imagens e adapta o texto à área de visualização de cada dispositivo.

Faça uma análise do que deve ser priorizado no seu caso.

 

6. Revise e defina os detalhes finais do e-book

Está quase tudo pronto! Antes de seguir para a venda e divulgação, revise tudo para evitar que o livro digital saia com algum erro gramatical, incoerência ou precise de um ajuste de formatação.

Também defina uma plataforma de distribuição e divulgação, como a HeroSpark, que dá suporte completo para venda de e-books e outros produtos digitais.

Além disso, com a plataforma é possível usufruir de um sistema de gestão de funil de vendas, o que ajuda no processo de converter leads para seu negócio. Vale a pena conferir!

 

7. Hospede o e-book em uma plataforma

Outra etapa fundamental no processo de criação e divulgação de um e-book é a de hospedá-lo em alguma plataforma, para que ele consiga chegar até o seu público.

É importante escolher uma plataforma própria para distribuição e venda de produtos digitais. Dessa forma, você consegue contar com diversos recursos que facilitam o manejo do material e tornam o processo de download mais facilitado para o seu leitor.

Por isso, você deve escolher uma plataforma de qualidade, que seja testada e aprovada para esse fim. Ela precisa garantir uma excelente experiência para o cliente, desde o processo de fornecimento de dados para download, até a entrega.

Além disso, é essencial fazer uma pesquisa de preço para saber quanto custa hospedar um e-book. 

A boa notícia é que você não precisa necessariamente investir dinheiro para isso. A HeroSpark é uma plataforma gratuita e completa para que produtores digitais possam hospedar, vender e distribuir seus produtos digitais de maneira intuitiva, fácil e rápida.

Não se preocupe, você não precisa ter nenhum conhecimento avançado em informática, programação ou design. Toda a interface está pronta, você só precisa preencher as informações relacionadas ao seu negócio, upar o e-book e pronto.

 

8. Divulgue

Enfim, chegou a hora de tornar sua criação pública. Siga o meio mais adequado para seu negócio, que se encaixe nas estratégias de marketing que trazem mais eficiência.

O e-book pode ser divulgado como isca digital, ou seja, um conteúdo gratuito, ou ser vendido como produto. Para saber qual é melhor, veja este vídeo preparado pela equipe de marketing da HeroSpark:

A divulgação pode ser feita em diversos canais, como:

  • Nas redes sociais;
  • A partir do site próprio do conteúdo;
  • Ser enviado para quem se interessou mais. 

Para isso, você deve criar uma landing page (página de captura), onde seu leitor irá preencher esse formulário para receber algo em troca (o e-book, neste caso). 

Ao concluir esse processo, além de ter acesso ao seu e-book, ele deixará de ser um simples visitante e passará a ser um lead do seu negócio.

Portanto, as landing pages são usadas para divulgar o seu e-book, bem como para captar dados relevantes dos seus futuros clientes.

A partir desses dados (como e-mail ou número de telefone), você pode passar a enviar conteúdos para eles, criando uma campanha de e-mail marketing, de SMS, entre outras. 

Dessa forma, você estabelece um contato mais próximo e não deixa o lead esquecer que você existe.

 

Como fazer um e-book grátis com o Canva?

O Canva oferece modelos prontos para revistas, pôsteres ou infográficos e, é claro, para e-books, como já mencionamos anteriormente. Assim, você pode encontrar vários modelos e fazer as alterações necessárias para deixar o livro digital a sua cara. 

Para te ajudar, listamos abaixo algumas etapas fundamentais para você saber como fazer um e-book grátis no Canva. Confira!

 

1. Defina o modelo

O Canva disponibiliza diversos modelos prontos com as dimensões exatas para o material ficar no formato certo. Dessa forma, para criar o seu e-book, você pode escolher um modelo de e-book com as dimensões certas ou inserir o tamanho desejado.

Para isso, você pode ir  em outras dimensões e inserir as medidas personalizadas no canto superior direito e o Canva criará o design.

No entanto, caso você queira seguir com um modelo pronto, você só precisará editar um layout. Assim, para a criação de seu e-book, vá para a sua página inicial e selecione: “Criar projeto > Mais > Blogs e e-books > Selecione o modelo de e-book”. 

Agora, um novo arquivo é aberto, no qual você pode escolher entre vários layouts para e-books. Alguns modelos estão disponíveis de forma totalmente gratuita. Porém, outros, você precisa pagar para que alguns recursos sejam liberados.

Além disso, você tem a possibilidade de escolher o modelo de sua preferência de acordo com o assunto escolhido para o seu e-book e pode adaptá-lo conforme os seus desejos e necessidades.

Você também encontrará várias formas, como fotos, ilustrações, símbolos e muito mais em “Elementos”. Uma boa quantidade dessas formas são gratuitas.

Mas você também pode enviar suas próprias fotos em “Uploads”. No entanto, verifique se você possui os direitos de imagem! Em bancos de dados de imagens gratuitos, como Freepik, Unsplash ou Pixabay, você encontrará inúmeras imagens bonitas.

 

2. Ajuste fontes e cores

Depois de selecionar o modelo ideal para o seu e-book, você pode seguir alterando a fonte e a cor na barra acima.

No entanto, caso a sua fonte de design corporativo não esteja disponível, você tem duas opções: adquirir a versão Pro (paga), porque nela você pode enviar sua fonte, ou buscar uma fonte que se aproxime mais da que você deseja colocar em seu e-book.

É importante que você use as mesmas fontes e cores para projetos futuros, para alcançar o valor de reconhecimento desejado com seus leitores.

 

3. Considere a estrutura

Antes de iniciar a produção do seu e-book, pense na estrutura, ou seja, se pergunte: o que eu preciso fazer para produzir um livro claro e fácil de ler?

Às vezes, para melhorar a leitura, pode ser interessante adicionar um índice que apresente todo o conteúdo do e-book. Ou, quem sabe, tenha capas dentro do e-book indicando o início de um novo capítulo.

Para saber o que poderia melhorar a experiência de leitura da sua persona, comece a se questionar e testar as funcionalidades da ferramenta até chegar na estrutura que agradará o seu público.

 

4. Personalizar modelos

Obviamente, todas as páginas que você considerou na estrutura do seu livro também precisam de um layout próprio.

Imagem de oferta Mentoria Impulso Digital.

Para que você não precise ficar projetando as páginas todas as vezes, pode ser útil definir um layout para cada uma das páginas diferentes desde o início.

Já para as páginas do capítulo, que costumam ser padronizadas, uma forma de otimizar o seu tempo é criar o layout uma única vez e copiar a página projetada quantas vezes precisar. 

Nas páginas copiadas, você pode colar o conteúdo pretendido, que pode ser fotos, gráficos, texto(s), etc. E pronto! A partir disso você já conseguiu aprender a como fazer um e-book grátis no Canva!

 

Como hospedar e vender um e-book na HeroSpark?

A HeroSpark conta com recursos gratuitos para publicar o seu livro digital. Assim, como forma de te ajudar, criamos um passo a passo muito simples de como hospedar e vender o seu e-book na plataforma. Vamos lá?

1. Acesse a página inicial e selecione a opção “Começar grátis agora” para criar a sua conta.

2. Depois de criar a sua conta e acessá-la, vá na aba “Produtos”, no menu à esquerda, e clique em “Criar produtos”, como mostra a imagem abaixo:

 

 

3. Ao acessar a página do catálogo de produtos, você tem a possibilidade de criar um curso online e um e-book. Para dar início a publicação do seu livro digital, basta selecionar a opção “E-book”:

 

 

4. Agora, é o momento de configurar o seu e-book. Aqui é onde você poderá dar um nome, escolher uma imagem e selecionar a categoria. Sendo assim, é importante usar nomes atrativos e imagens de qualidade. Com tudo pronto, é só clicar em “Salvar e continuar”. 

 

 

5. Após configurar as informações do seu produto, você será redirecionado para adicionar o valor do e-book. Embora muitos autores disponibilizem e-books gratuitos, na HeroSpark você tem a opção de lucrar com seu livro digital.

6. Depois de definido o valor, basta selecionar a forma de pagamento e clicar em “Salvar”.

 

 

7. Pronto! Seu produto está criado! Agora, basta cadastrá-lo. Para isso, clique em “Cadastrar conteúdo” e, na página seguinte, selecione a opção “Conteúdo”.

8. Por fim, faça o upload do seu e-book no formato PDF. Em seguida, insira um título e uma descrição interessante e clique em “Salvar”.

 

 

Como criar uma landing page para divulgar seu e-book?

Existem diversas plataformas disponíveis no mercado. A maioria delas é paga e, se gratuita, pode possuir diversas limitações. 

A HeroSpark, depois de muito estudar conversões de produtos digitais, desenvolveu uma plataforma gratuita para criação de landing pages que auxilia em todas as etapas da criação de um funil de vendas, como:

  • Acompanhamento de leads;
  • Automação de fluxo de e-mail marketing;
  • Suporte para exibição de webinars;
  • Relatórios de métricas de cada etapa do funil;
  • Templates para landing pages com estruturas testadas e aprovadas.

Após criar a landing page para capturar leads e disponibilizar seu e-book, é hora de começar a divulgá-la. Para isso, você pode investir em todas as plataformas e formatos que fizerem sentido para o seu negócio: e-mail marketing, redes sociais, etc.

Porém, a forma mais rápida e efetiva de trazer mais visitantes para sua landing page é investir em tráfego pago, ou seja, um tráfego que depende de investimento financeiro. 

Afinal, com as mudanças constantes dos algoritmos, é quase impossível escalar um negócio sem tráfego pago nos dias de hoje. 

É claro que esse investimento depende dos seus objetivos e da sua possibilidade financeira no momento, mas conhecer essa possibilidade é fundamental.

 

 

Quais são as vantagens de criar um e-book?

1. Fortalece a reputação da marca

O principal benefício de um e-book numa estratégia de marketing é fortalecer a reputação online da sua empresa. Se você quer ser líder e referência na sua área de atuação, é importante fornecer materiais que transmitam essa percepção aos seus leitores.

Oferecendo um material com uma redação criativa, ótimas fontes e informações relevantes para os seus leitores, eles vão perceber que você escreveu um livro digital sobre o assunto, o que ajudará a estabelecer o seu status como autoridade.

 

2. Possui um baixo custo

Normalmente, os livros tradicionais envolvem bastante custo e os gastos vão da produção até a impressão, o estoque e o frete.

Mas, com um e-book, a única coisa que você vai precisar é sua imaginação e um computador que tenha conexão com a internet para poder distribuí-lo, além de eventuais gastos com texto e arte (que também existem em publicações impressas).

 

3.  Pode ser lido em qualquer lugar

A portabilidade do e-book é incrível: você pode utilizar seu computador, notebook, celular, iPad, dispositivos de livros eletrônicos ou um tablet.

As possibilidades são inúmeras: você pode ter o seu e-book em qualquer lugar, a qualquer hora do dia, na palma da sua mão.

Portanto, devido à facilidade, muitas pessoas que não tinham hábito de ler passaram a ficar mais estimuladas a consumir conteúdos de cunho digital.

 

4. Confere alta escalabilidade ao negócio

Resumindo, escalabilidade é poder crescer o seu negócio sem que isso gere aumento de custos: é exatamente isso que um e-book propõe.

Portanto, se você pensar, eles não têm gastos com impressão, muito menos com espaço físico para o armazenamento, sem falar que o trabalho será único ao ter que escrever.

Você ainda pode distribuir o seu material para pessoas ilimitadas, até mesmo de outros países, sem demandar maiores custos. 

Mas, não pense que os benefícios são apenas para aqueles que produzem. Muito pelo contrário, aqueles que consomem o conteúdo também vão ser beneficiados.

Até porque, para conseguir um e-book, só é preciso fazer o download, pedir esse material fornecendo apenas um e-mail ou comprar por um preço mais econômico.

 

5. Permite o produtor trabalhar com o que ama

Devido aos avanços na tecnologia, é possível que você ganhe dinheiro fazendo exatamente aquilo que você gosta nos meios digitais. 

Se você tiver algum tipo de experiência positiva, seja ela pessoal ou profissional, e tiver vontade de compartilhá-la com as pessoas, um e-book é a melhor forma para isso.

Você pode pensar em um assunto que te deixe bastante motivado e escrever sobre isso, compartilhando a sua paixão com os outros.

 

6. Oferece inúmeras possibilidades

Não podemos esquecer da gama de oportunidades e das “portas” que serão abertas ao tornar-se um empreendedor digital. Pense como seria se você pudesse ganhar seu dinheiro sem ter que contratar uma equipe ou ter que alugar uma estrutura física.

Ao escrever e-book, você vai ver que pode alavancar seu negócio com um baixo investimento e com a possibilidade de ter lucro em um curto período de tempo.

 

Como escrever e-book: 6 dicas para conseguir um conteúdo perfeito!

1. Escolha um título atraente

O primeiro passo de como escrever e-book com um conteúdo perfeito é a escolha do título. Ele precisa ser atraente e passar de maneira objetiva a mensagem que o infoproduto deseja transmitir.

É importante que o título crie uma boa expectativa e gere uma curiosidade em quem recebe a oferta para baixa-lo.

Um exemplo de título atraente pode utilizar números, como “5 passos para conquistar mais seguidores no Instagram”.

Além do indicativo numérico, outra estratégia interessante para a criação de um título é a promessa de um conteúdo que resolve um problema. 

Mas sempre é bom lembrar, que você não deve oferecer aquilo que seu conteúdo não pode entregar. Então não confunda técnicas de persuasão e falsas promessas. 

2. Evite utilizar palavras de difícil entendimento

Na hora de criar um e-book também é necessário pensar na experiência do leitor, em como proporcionar uma leitura de fácil entendimento. 

Para isso, é preciso fugir das palavras de difícil entendimento e de um vocabulário rebuscado. Quem busca um e-book, normalmente, é um leitor que deseja algo prático e objetivo.

Sendo assim, aposte em palavras que proporcionem uma leitura fluida, esse é um dos caminhos mais importantes para quem deseja saber como escrever e-book. 

3. Não use frases ou parágrafos muito longos

Seguindo a linha de proporcionar a melhor experiência de leitura, além de não utilizar palavras de dificuldade entendimento, quem deseja saber como escrever e-book perfeito precisa criar um conteúdo escaneável. 

Isso significa construir um texto com frases e parágrafos mais curtos. O ideal é que cada parágrafo tenha no máximo 3 a 4 linhas. 

Essa configuração propicia uma leitura mais dinâmica, ideal para quem está lendo um livro digital. 

4. Cite suas fontes de pesquisa

Não apenas na revisão, mas também durante a construção do seu livro digital, não esqueça de citar suas fontes de pesquisa. 

Mesmo que as ideias colocadas no texto sejam suas, lembre-se que existem conceitos que conhecidamente são de outros especialistas.

Não esqueça também de colocar as fontes relacionadas aos dados que podem ser citados. Esse tipo de informação é importante para:

  • Dar credibilidade ao seu conteúdo;
  • Agregar valor ao produto;
  • Evitar dores de cabeça quanto a questões de autoria.

5. Planeje o tamanho do seu e-book

Como já falamos anteriormente, o e-book é um conteúdo dinâmico e quem consome esse tipo de infoproduto busca uma leitura objetiva. 

Sendo assim, na hora de saber como escrever e-book é importante entender o tamanho que esse material precisa ter. E para isso, você pode considerar algumas informações, como:

  • Complexidade do tema;
  • Hábito de leitura do público;
  • Se o e-book pode ser desmembrado em diferentes volumes.

6. Alinhe sua escrita a formato e design do e-book

Outra dica importante para quem quer saber como escrever e-book de maneira perfeita é alinhar sua escrita ao design e formato do conteúdo. Esse é mais um elemento que pode influenciar na experiência de leitura.

Por isso na hora de definir um template para o e-book e até mesmo decidir se ele vai ser lançado em PDF ou Epub, pense e teste como à leitura pode ser mais agradável.

 

Perguntas frequentes sobre como escrever e-book

Quanto custa para fazer um e-book?

O custo de produção de um e-book pode variar bastante. Tudo depende do quanto você está disposto a investir em profissionais para diagramação e design. Vale dizer ainda que você tem a opção de fazer tudo sozinho. 

Sim, você pode fazer um e-book mesmo que não domine ferramentas mais complexas de design e edição. Isso porque plataformas como o Canva já disponibilizam modelos prontos e editáveis para você montar seu livro digital.

Nesse sentido, saiba que o Canva é uma ferramenta fácil de usar e oferece bons recursos para você personalizar seu e-book. 

Lembrando que quanto menor for seu custo de produção, melhor é o preço que você poderá oferecer a seus clientes. Então, colocar a mão na massa e fazer seu próprio e-book é uma ótima opção se você pretende disponibilizá-lo de maneira mais acessível.

 

Quantas páginas tem que ter um e-book?

Um e-book não tem um número de páginas pré-estabelecido. O que vai definir o tamanho do seu livro digital é o assunto que você deseja abordar e o quanto você quer se aprofundar nele.

Então você pode criar um ótimo e-book com 10 páginas, assim como também pode produzir um com mais de 50 páginas. Tudo vai depender do assunto.

É muito importante também que você leve em consideração as características da sua persona. Não adianta você produzir um conteúdo extenso e mais complexo para alguém que deseja ler algo mais rápido e objetivo.

 

Dê o próximo passo!

Hospede e venda seu livro digital na HeroSpark de graça – sem custos de adesão, pague apenas uma pequena taxa por venda.

Comece agora
Banner escola de psicanálise
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.