Um blog sobre empreendedorismo, negócios digitais e cursos online


Não perca mais nenhuma novidade!

Assine nosso blog e ative as notificações para receber os melhores conteúdos sobre empreendedorismo


Trabalhar em casa: 8 dicas para 2021

Trabalhar em casa

Você já pensou em trabalhar em casa, ganhando dinheiro pela internet? Se você acompanha nosso blog, provavelmente já deve ter lido sobre como começar um negócio digital, atuar como social media, vender cursos e produtos digitais e até mesmo sobre como trabalhar sendo um afiliado. A internet nos traz infinitas possibilidades, que surgem a cada dia. Sabendo aproveitá-las, é possível obter resultados incríveis, sem precisar sair de casa.

 

Durante a pandemia da Covid-19 que teve seu início no ano de , muitas pessoas tiveram a experiência de trabalhar em casa pela primeira vez. Para outras, a ideia de trabalhar remotamente já era bastante conhecida. Esse formato de trabalho é realmente atrativo para muitas pessoas, visto que traz diversas vantagens.

 

Neste texto, você vai conferir quais são as vantagens de trabalhar em casa e terá acesso a diversas dicas para tornar esse formato de trabalho mais produtivo, gratificante e rentável. Vem com a gente!

 

Vantagens de trabalhar em casa

 

Mais qualidade de vida: trabalhar em casa pode gerar uma grande mudança comportamental em seus hábitos. Sem precisar perder tempo com transporte e outras atividades que o trabalho tradicional exige, você não precisa mais viver em uma constante corrida contra o tempo, o que muitas vezes gera estresse e ansiedade. Inclusive, ao trabalhar em casa sobra muito mais tempo para praticar exercícios e se alimentar de forma saudável, por exemplo.

 

Flexibilidade de horários: essa é uma das principais vantagens, e é a que mais atrai profissionais de diversas áreas. Nesse formato, você pode organizar seus horários conforme as suas tarefas do dia a dia. Você pode optar por trabalhar durante a manhã e à noite, por exemplo. Você decide!

 

Você controla quanto irá ganhar: tendo um emprego fixo, você geralmente tem um salário definido todos os meses. Agora, quando você trabalha em casa, você é seu próprio chefe. Não existe um limite de ganhos.

 

Menos pressão: trabalhando em casa, você pode se ver livre da pressão que geralmente existe trabalhando em uma empresa. É claro que isso varia muito, visto que você pode ter muitos clientes. Porém, trabalhando em casa, há maior possibilidade de ficar imune a esse tipo de pressão, já que você mesmo cria um ambiente propício para o seu trabalho, evitando situações desagradáveis.

 

Você pode se tornar um nômade digital: os nômades digitais são pessoas que trabalham de forma remota enquanto viajam. O nome se deve ao fato de que eles não têm uma moradia fixa.

 

Dicas para trabalhar em casa

 

Ao decidir trabalhar em casa, é preciso considerar todos os pontos positivos e negativos e apostar na organização. Ela pode ser decisiva para que você tenha sucesso nesse novo estilo de vida. Pensando nisso, trouxemos algumas dicas de hábitos e ferramentas que podem fazer toda a diferença se você deseja trabalhar em casa, de forma autônoma, em 2021:

 

  1. Tenha uma rotina

 

Independentemente se você for um freelancer, se estiver lançando um curso online, se estiver trabalhando como afiliado ou qualquer outra área de atuação, ter uma rotina é importante.

 

Uma dica é organizar a sua rotina no dia anterior, para que você já saia da cama sabendo o que precisa fazer. Assim, caso não tenha conseguido finalizar uma tarefa durante o dia de trabalho, você poderá realocá-la como prioridade para o dia seguinte.

 

Outra dica é trabalhar com base em uma ordem de prioridades. Essa é uma forma de evitar atrasos e, consequentemente, se ver livre de qualquer tipo de estresse. Além disso, você pode optar por deixar as tarefas mais difíceis para o início do dia, quando o seu cérebro estiver mais descansado, para o trabalho fluir melhor.

 

2. Saiba precificar o seu tempo

 

Lembre-se: tempo é dinheiro.

 

Quanto você acha que o seu tempo vale? Para chegar a um valor, realize uma pesquisa de mercado e procure saber quanto outros profissionais cobram para prestar um serviço semelhante ao seu. Mas não limite-se apenas a isso. Considere, também, os seus diferenciais, como a qualidade do seu trabalho, o seu tempo de experiência e os seus diferenciais.

 

Outro ponto que deve ser considerado é quanto seus clientes estão dispostos a pagar pelo serviço. Negociar é sempre importante, para que você não se desvalorize e possa crescer cada vez mais.

 

Aliás, antes de continuar a leitura, recomendamos que descubra as 6 coisas que todo empreendedor deve saber antes de começar um negócio:

 

 

3. Use aplicativos de organização

 

A tecnologia está aí para facilitar a nossa rotina. Utilizá-la como aliada no dia a dia de trabalho em casa é uma ótima forma de organizar seu fluxo de trabalho e aumentar a sua produtividade.

 

O Trello é uma ferramenta de gerenciamento de projetos que funciona pela web ou por meio de um aplicativo mobile. Sua estrutura é baseada no Kanban, uma metodologia ágil de gestão de fluxos de trabalho criada no Japão.

 

Vale lembrar que o Trello é uma ferramenta gratuita. Basta se cadastrar e começar a usar.

 

Nele, as tarefas são apresentadas em quadros. Por meio deles, é possível saber o que está sendo trabalhado, quem está realizando cada trabalho e em qual etapa do processo um projeto está. Não há limite de pessoas que podem acessar um projeto e todas veem o mesmo quadro simultaneamente.

 

A ferramenta tem uma interface super intuitiva. Trata-se de uma lista de tarefas, divididas em cartões. Ao abrir um cartão, você pode adicionar comentários, carregar anexos, criar checklists, adicionar etiquetas e prazos. O Trello opera em tempo real. Quando alguém move um cartão para outra lista, todos os participantes recebem a mudança automaticamente.

 

Ele também pode ser uma ótima opção para aprovar materiais com seus clientes. Se você trabalha com redes sociais, por exemplo, é possível criar uma lista referente às postagens do mês e adicionar cartões que representam cada post. Dessa forma, você pode anexar a(s) imagem(ns) do post e adicionar o texto (legenda) na descrição. O seu cliente pode adicionar comentários no cartão, e a comunicação pode acontecer diretamente pela plataforma. Legal, né?

 

Além disso, sempre que há novidades no projeto, os usuários envolvidos recebem notificações dentro do aplicativo, por e-mail, na área de trabalho pelo navegador e por meio de notificações push pelo celular (caso sejam ativadas).

 

Guia do planejamento do curso online

4. Utilize aplicativos que ajudem você a ser mais produtivo

 

Um dos problemas que algumas pessoas encontram ao se tornarem os próprios chefes é ter foco e disciplina para se manter produtivo. É nesse momento que a técnica Pomodoro surge.

 

A técnica foi criada em meados dos anos 1980, pelo italiano Francesco Cirillo. Ela contribui para que você se concentre mais nas tarefas que precisa realizar, parando de procrastinar, para obter sucesso em seu trabalho.

 

A proposta é que você cronometre e foque totalmente no que está fazendo até que chegue o momento da sua pausa. Ou seja, com ele, você intercala momentos de trabalho e momentos de descanso. O cronômetro é dividido em períodos de 25 minutos com breves intervalos de cerca de cinco minutos entre eles. Mas isso não é regra. Se você é uma pessoa que não tem dificuldade de ficar por longos períodos concentrada, você pode trabalhar por 45 minutos e parar por 10, por exemplo.

 

Existem diversos aplicativos online para essa técnica, como o App Focus Keeper, por exemplo.

 

5. Entenda em quais horários e ambientes você consegue ser mais produtivo

 

Cada pessoa funciona de uma forma, e uma das vantagens de trabalhar em casa é justamente poder trabalhar do seu jeito. Existem pessoas que rendem absurdamente melhor no horário da madrugada, por exemplo. Outras, acordam cedo, bem dispostas e bem-humoradas. Com o tempo, você pode analisar qual tipo de pessoa você é e, assim, optar por trabalhar nos seus horários favoritos.

 

Além disso, você também pode descobrir qual o seu ambiente preferido para trabalho. Algumas pessoas realmente têm dificuldade de trabalhar em casa, visto que o lar pode ser uma fonte de distração – por causa dos familiares, pets e vizinhos, por exemplo. Assim, existem muitos profissionais que optam por trabalhar em cafés, livrarias, coworkings e outros ambientes favoráveis para a sua necessidade.

 

6. Lembre-se: imprevistos acontecem

 

Quando você se torna um profissional autônomo e passa a trabalhar conforme sua própria agenda, você não está 100% livre de imprevistos. Por isso, o planejamento é essencial.

 

Uma das coisas que costumam acontecer é os profissionais se surpreenderem com a quantidade de tempo livre que sobra ao sair de um emprego formal. Aí, se comprometem com muitas tarefas e acabam se sentindo “pequenos” em meio a tantas responsabilidades.

 

Por isso, lembre-se de deixar espaço na sua agenda para pequenos imprevistos. Seu cliente pode pedir alguma alteração, você pode acordar com uma enxaqueca que te impeça de trabalhar e muitas outras situações repentinas podem surgir, acabando com seus planos. Por isso, não deixe tudo para a última hora e libere aquele espacinho na sua pauta para resolver problemas inesperados, OK?

 

7. Considere contratar uma assistente virtual

 

Contratar uma assistente virtual é uma alternativa que tem ajudado muitos profissionais com a organização dos seus trabalhos. Esse profissional é alguém que trabalha de forma remota, que pode te auxiliar em diferentes atividades.

 

Um assistente virtual pode atuar em diversas funções, como:

 

Tarefas administrativas

 

Uma das áreas de atuação mais comuns para esses profissionais é a administrativa. Um assistente virtual pode realizar funções como atendimento telefônico, gerenciamento de compromissos e reuniões, organização de agendas, reservas de viagens e muito mais.

 

Finanças

 

Você tem dificuldade de organizar a parte financeira do seu negócio? Um assistente virtual pode te auxiliar realizando estudos de vendas e preços, análise de mercado e muito mais. Tendo alguém para te ajudar nisso, você tem mais tempo para se dedicar a novas oportunidades e à elaboração de estratégias.

 

Gerenciamento de e-mail

 

Não está dando conta de ler e responder todos os seus e-mails? Um assistente virtual também pode te ajudar nisso! É claro que depende muito do seu segmento, mas esse profissional pode filtrar todos os seus e-mails, eliminar SPAMs, responder dúvidas de seus clientes, fazer agendamentos de reuniões e muito mais!

 

Além disso, um assistente virtual pode atuar na elaboração de campanhas de marketing por e-mail. Assim, você passa a utilizar essa plataforma, também, como uma ferramenta de prospecção.

 

Pesquisas de mercado

 

Independentemente de qual for o seu negócio, manter-se atualizado é essencial para a estratégia de crescimento. Se você estiver sem tempo para realizar pesquisas de mercado, você também pode contar com um assistente virtual especializado nesse segmento.

 

Todo profissional tem um limite de produtividade. Além disso, todos têm apenas 24 horas no dia. Por isso, otimizar cada vez mais o tempo e investir na multiplicação dele, delegando tarefas, é fundamental para que seu negócio cresça forte e saudável. Assim, ter um assistente virtual pode ser uma ótima alternativa para ajudar a alavancar o seu negócio, economizar tempo e reduzir custos.

 

8. Diversifique suas fontes de renda para trabalhar em casa

 

Se você já trabalhou em um emprego tradicional, provavelmente já sentiu aquele medo de ser demitido e perder a sua fonte de renda, certo? Uma das vantagens de atuar como autônomo e trabalhar em casa é justamente a possibilidade de ter diversas fontes de renda.

 

Diversificar seus negócios e investimentos em várias fontes de renda não correlacionadas é importante para que você nunca dependa exclusivamente de um deles.

 

Apesar de ser uma ideia muito usada por empresários, freelancers também podem apostar em novos fluxos. Eles podem ser obtidos de várias formas, como investindo o seu dinheiro ou criando cursos online para ensinar algo que você sabe.

 

Ao investir, você faz o seu dinheiro trabalhar para você. Em vez de desperdiçar o seu dinheiro ou mantê-lo em uma conta bancária recebendo taxas de juros mínimas, você pode vê-lo crescer investindo sabiamente. Existem vários produtores de conteúdo que falam sobre investimentos. Faça uma pesquisa e encontre o formato que mais combina com o seu perfil.

 

Já com um curso online, você pode trabalhar por um determinado período e continuar ganhando dinheiro por meses ou anos. Com essa alternativa, você tem baixo custo de produção e não tem um limite de alunos, ou seja, pode vender o curso para milhares de pessoas.

 

Para saber mais sobre como planejar o seu curso online, baixe agora mesmo o Guia do Planejamento de Cursos Online da HeroSpark. O material é gratuito e já foi baixado por mais de 50 mil empreendedores!

pesquisa panorama dos negócios digitais

Mais artigos para você

StreamYard: como usar [passo a passo]

Você costuma fazer apresentações ao vivo? Então, precisa conhecer e aprender como usar o StreamYard. Essa plataforma tem uma versão …

Marketing digital: como funciona e estratégias infalíveis

Os avanços tecnológicos e a chegada da Internet possibilitaram a criação de novas estratégias. Dentre elas podemos citar o marketing …

Rede de display: o que é e como criar uma campanha?

Sabe aqueles anúncios que aparecem em formato de banner nas laterais, no rodapé ou no topo de sites, vídeos e …

Screencast: o que é e quais ferramentas usar

Você sabe o que é um screencast? Essa técnica pode ser extremamente útil para a sua estratégia de vídeos.  Os …

Lista de leads: o que é e 6 passos para montar

Uma das premissas básicas para obter sucesso no marketing digital é ter uma lista de leads qualificados. Este é um …

SEO para YouTube: 5 dicas para se destacar

Se você quer que seus vídeos tenham um ótimo desempenho, precisa investir em estratégias de SEO para YouTube. Isso porque …