Email Marketing

O Guia Definitivo

Email Marketing

Este é um guia absolutamente completo sobre email marketing. Aqui, você vai encontrar as melhores dicas para:

  • Construir sua lista de emails;
  • Criar copys que engajam e convertem;
  • Melhorar suas taxas de abertura;
  • Conhecer a melhor ferramenta de disparo automático.

Portanto, continue acompanhando este artigo!

Capítulo 1

Introdução ao Emkt

Capítulo 2

Tipos de Email

Capítulo 3

Modelos de Emkt

Capítulo 4

Ferramentas de Emkt

Capítulo 5

Estratégias de Email Marketing

Capítulo 6

Como Construir Listas de Emkt

Capítulo 7

Como desenhar boas estratégias

Capítulo 8

Como criar copys que engajam

Capítulo 9

Como conseguir boas taxas de abertura

Capítulo 1

Introdução ao Email Marketing

Neste capítulo, você vai entender o que é email marketing e por que ele é importante para melhorar os resultados do seu negócio, desde a pré-venda até o pós. 

O que é Email Marketing?

Basicamente, o email marketing é uma estratégia de comunicação na qual você realiza disparos de email para uma lista de contatos segmentada composta por leads e clientes. 

Assim, ao começar a fazer disparos de email para esse público, você consegue criar um relacionamento mais próximo, além de conhecê-lo melhor, bem como os seus interesses.

Vale dizer que quem decide investir nessa estratégia precisa estar sempre atento às tendências de email marketing, que se atualizam de tempos em tempos. 

Por que utilizar email marketing?

Os emails não caíram em desuso como muitos acreditam, pelo contrário. Eles ainda continuam sendo um forte canal de comunicação entre empresas e público (é o terceiro canal de marketing mais utilizado pelos negócios, segundo relatório da HubSpot). 

A seguir, trouxemos bons motivos para você utilizar o email marketing na sua estratégia:

1º motivo: os consumidores estão presentes neste canal (e a adesão tende a aumentar!)

Atualmente, existem 4,3 bilhões de usuários de email, e a perspectiva é de que esse número chegue aos 4,5 em 2025. 

Portanto, ainda que você não encontre um potencial cliente no Instagram ou LinkedIn, por exemplo, há grandes chances de ele ter um email para se comunicar com você!

Fonte: Statista

2º motivo: os consumidores realmente utilizam o email

Os consumidores não apenas estão presentes no email como realmente o utilizam! Sim, 99% das pessoas checam suas caixas de email diariamente. 

Isso significa que se você enviar uma mensagem com um assunto chamativo e para a base de contatos certa, há uma grande chance de o seu email ser aberto! 

Uma imagem de um mockup de celular e um ícone 3D de notificação de email, e o texto no celular: 99% das pessoas checam suas caixas de email diariamente.

3º motivo: gera uma boa receita

A receita gerada pelo email marketing é muito alta e tende a se intensificar cada vez mais. A estimativa é de que essa estratégia tenha movimentado, em 2023, quase US$11 bilhões no mercado e a previsão é que, para 2027, ela alcance o patamar de US$17,9 bilhões.

Fonte: Statista

4º motivo: tem um alto retorno financeiro

O Retorno Sobre o Investimento (ROI) do email marketing é um dos mais altos entre os canais de marketing. 

Sim, para cada $1 investido nessa estratégia, os negócios obtêm um retorno médio de $36, sendo que o ROI de alguns segmentos pode chegar $45, como é o caso do e-commerce. 

Fonte: Litmus

Capítulo 2

Tipos de Email

Agora é hora de conhecer os principais tipos de email para saber quando e como utilizar cada um deles em sua estratégia de marketing. 

Esse é um ponto importante, uma vez que garante que você consiga fazer uma nutrição de leads e clientes assertiva, garantindo, assim, boas taxas de conversão. 

Email de Boas-Vindas

O email de boas-vindas tem como finalidade iniciar uma relação com o lead. Ele é disparado assim que o indivíduo fornece ao seu negócio suas informações de contato, como por meio de uma landing page de captura, por exemplo. 

Dentre outras questões, ele pode oferecer um conteúdo rico gratuito, um desconto ou uma oferta exclusiva. O mais importante é direcioná-lo para fortalecer o interesse do lead em seu produto/serviço. 

Veja um exemplo de email de boas-vindas da Imaginarium, que oferece um cupom de desconto para o lead quando este realizar a sua primeira compra:

Agradecimento pela Compra

Muitas vezes, o email de agradecimento pela compra é subestimado pelos empreendedores. No entanto, saiba que ele é capaz de otimizar o pós-venda, pois melhora a experiência do consumidor, aumenta a visibilidade da marca e pode fidelizar os clientes. 

Além dele, também existe o email de obrigado após a inscrição, que é enviado aos novos assinantes de uma lista de email. 

Convém mencionar que, além do agradecimento, em ambos os emails você pode aproveitar para apresentar produtos e serviços aos clientes, oferecer um desconto exclusivo, etc. Ou seja, é um email que pode trazer resultados significativos para o seu negócio. 

A seguir, temos um exemplo de email de agradecimento da Araújo, que apresenta os diferenciais da empresa:

Email Transacional

Já o email transacional é aquele que você envia ao seu lead, de forma automática, após ele realizar alguma transação ou cadastro na sua página, como:

O objetivo desse tipo de email é simplesmente fornecer ao usuário a informação que ele precisa. Portanto, pode ser um texto bem simples. Mas você também pode aproveitar a oportunidade para fazer alguma oferta que faça sentido. 

Vale dizer que ele costuma ser enviado de um endereço de email noreply, isto é, aquele que o usuário não consegue responder. 

Abaixo temos um exemplo de email transacional da Globoplay. Veja como ele é bem simples e objetivo:

Propaganda

Um tipo de email marketing clássico (e talvez o mais comum) é a propaganda. Sua única e exclusiva função é vender por email um produto ou serviço. Logo, são mensagens que costumam ter ofertas, valores e links direcionando para a landing page de venda. 

Veja um exemplo de email de propaganda da Azul, na campanha da Black Friday:



Newsletter

A newsletter, ou boletim de notícias, também é bastante utilizada pelos negócios como forma de manter um relacionamento com os leads e clientes. 

Essa mensagem possui envio periódico, que pode ser diário, semanal, quinzenal ou mensal, e contém informações relevantes sobre o nicho de determinado negócio. 

Aqui, existem duas formas de explorar a newsletter: ou inserir toda a informação do boletim no corpo do email ou colocar apenas uma introdução e direcionar o leitor para o blog. 

No exemplo abaixo, a PublishNews dispõe várias notas em seu email com o link para que o usuário possa consumi-las posteriormente na íntegra:

 

Capítulo 3

Modelos de Email Marketing

Agora que você já conhece os principais tipos, é hora de conferir 5 modelos de email marketing de algumas marcas que souberam como utilizar esse canal de forma bastante estratégica! 

HBO Max

Esse exemplo de email marketing da HBO Max é bem interessante e pode servir como inspiração para muitos empreendedores e designers, pois é uma estratégia bastante visual. 

Sua finalidade é fazer com que um antigo cliente reative a sua conta nesse serviço de streaming. Para isso, a empresa utiliza o lançamento de um filme na plataforma para que o convite se torne irresistível para o consumidor. 

Nubank

Esse próximo modelo de email do Nubank já é o oposto do anterior: é basicamente textual. Seu objetivo é informar o cliente sobre mudanças na política de privacidade. Logo, um texto informativo e direto é o suficiente. 

Este é um email noreply. Porém, para não deixar o cliente desamparado, ao final da mensagem, a fintech disponibiliza canais de atendimento que o mesmo pode utilizar para esclarecer suas dúvidas sobre esse comunicado e outras questões, o que aumenta a credibilidade da empresa.

Google

O Google possui uma plataforma – a Thinking With Google – para fornecer análises, insights e tendências sobre tecnologia, marketing e comportamento dos consumidores. 

 

Para manter as pessoas atualizadas sobre as novidades disponíveis nessa plataforma online, a empresa envia newsletters aos usuários cadastrados com pequenas notas e o link abaixo delas que direciona para o conteúdo completo. 

O email é bastante simples, mas objetivo e direto, o que o torna uma estratégia bastante eficaz. 

Amazon

A Amazon sempre se destaca em suas campanhas, inclusive naquelas realizadas via email. O exemplo abaixo é da Black Friday. 

Logo no início da mensagem, a empresa já traz o gatilho da urgência, ao dizer que faltam poucas horas para a campanha acabar. 

Além disso, ao longo do email, ela traz algumas ofertas diretas, separando-as por categorias e por preços. Isso, obviamente, facilita a vida do consumidor, que consegue localizar aquilo que deseja com mais facilidade. 

Canva

Aparentemente despretensioso, esse email marketing do Canva deixa claro muitas estratégias por trás dele. Primeiro porque, ao parabenizar o usuário da plataforma de design pela quantidade de posts criados nela, a marca faz com que o seu cliente se sinta especial. 

Além disso, durante o email, a marca propõe ao usuário que ele compartilhe essa conquista em suas redes sociais, com uma hashtag própria. Ou seja, a ideia é aumentar o engajamento da empresa nas mídias sociais também. 

E, no final, ele ainda incentiva o cliente a continuar utilizando a plataforma. Portanto, em um único email, ela consegue implementar vários objetivos. 

Capítulo 4

Ferramentas de Email Marketing

Para colocar a sua campanha no ar e realizar os disparos automáticos, você precisará de uma ferramenta de email marketing. É a partir dela que você conseguirá:

 

  • Montar o seu modelo de email;
  • Realizar o envio para toda a sua base de contatos;
  • Personalizar suas mensagens;
  • Segmentar seu público.

Neste capítulo, você vai conhecer a HeroSpark, plataforma de produtos digitais que conta com o recurso de disparo de email automático. 

logo herospark

Dentre outros recursos disponíveis, como ferramenta para criar funil de vendas e landing page, a HeroSpark também é considerada como uma plataforma de email marketing

Nela, o empreendedor pode planejar, criar e realizar toda a sua campanha de email. Isso porque ela possibilita:

  • Segmentar a sua lista de contatos;
  • Acessar modelos de email pré-prontos; 
  • Configurar os emails para o disparo automático (como após o usuário baixar um material rico ou realizar uma compra na sua landing page);
  • Fazer teste de email;
  • Analisar métricas (como taxa de cliques e taxa de abertura). 

O interessante dessa ferramenta é que ela permite construir toda a jornada do cliente dentro da própria plataforma, associando os emails a diferentes landing pages. 

A seguir, confira alguns dos modelos pré-prontos disponíveis na plataforma. Você apenas terá o trabalho de editá-los com as informações do seu negócio, o que otimiza consideravelmente o tempo de execução das campanhas. 

Modelos de email associados à página de agradecimento

Modelos de email associados à página de vendas

Modelo de email para enviar após o checkout

Convém destacar que todos os modelos pré-prontos disponíveis na plataforma permitem a edição do momento do disparo e a realização do teste de envio para ver se está tudo certinho antes de implementar a campanha! 

Capítulo 5

Estratégias de Email Marketing

Neste capítulo, você vai descobrir 3 importantes estratégias de email marketing que são indispensáveis para um bom resultado das suas campanhas e aumento das suas taxas de conversão. 

A automação de email consiste no envio automático das suas mensagens sempre que um usuário realizar alguma ação, como baixar um material gratuito, comprar um produto ou cancelar uma inscrição ou compra, por exemplo. 

Essa é uma estratégia extremamente importante, pois, ao evitar o disparo manual de emails, ela otimiza consideravelmente o seu tempo. 

Nesse ponto, é muito importante planejar a jornada do seu cliente para, assim, conseguir criar um fluxo de automação de emails completo e eficiente, desde o primeiro contato do consumidor com o seu negócio até o pós-venda. 

Basicamente, a nutrição de leads é a estratégia que utiliza mensagens personalizadas e conteúdo relevante para:

  • Estreitar o relacionamento com o lead/cliente;
  • Aumentar a sua autoridade e credibilidade;
  • Educar os clientes sobre o seu negócio e fidelizá-los, etc. 

Para implementá-la, é necessário, dentre outras questões:

  • Definir o gatilho que iniciará o fluxo de automação;
  • Definir o objetivo da sua campanha de emails;
  • Definir a periodicidade dos envios;
  • Definir e planejar o conteúdo de cada email. 

Seus emails não devem ser enviados de forma aleatória e sem propósito. Isso te dará apenas trabalho e poucos (ou nenhum) resultados.

Isso significa que é necessário criar uma campanha de email marketing com um objetivo bem específico e delimitado, como:

  • Vender um produto ou serviço;
  • Realizar um lançamento de sucesso;
  • Promover um evento (como um webinar), etc.  

Idealize, planeje, estruture e implemente a sua campanha para alcançar o objetivo e as metas esperadas. Ao final, lembre-se de mensurar e analisar detalhadamente os resultados para descobrir o que pode ser melhorado para as próximas campanhas. 

Capítulo 6

Como Construir a sua Lista de Emails

Antes de iniciar qualquer campanha de email marketing, é necessário construir uma lista de emails, também conhecida como mailing

Por isso, confira neste capítulo como construir uma lista de emails sólida, consistente e real. 

O mailing de clientes, ou simplesmente mailing, é a base de dados com os endereços de emails de pessoas que de alguma forma se relacionaram com o seu negócio e, portanto, se interessam por ele.  

Além dos endereços de email, o mailing também contém outras informações importantes sobre seus contatos para que você possa utilizar na hora de segmentar a sua base, como: sexo, idade, profissão, etc. 

  1. Não compre listas! Apesar de existirem pessoas que vendem listas de email marketing na internet, essa é uma prática arriscada. Afinal, você enviará mensagens para pessoas aleatórias, que não conhecem o seu negócio. Assim, além de descredibilizar a sua marca, você perderá tempo, pois não alcançará os resultados desejados. 
  1. Defina o objetivo da sua lista! Para cada objetivo, o ideal é ter um mailing. Essa é uma forma de facilitar a segmentação e permitir o planejamento de conteúdos específicos. 
  1. Crie uma landing page! Uma página de captura é a principal ferramenta para captar leads. Nela, procure utilizar uma CTA convincente e gatilhos mentais para convencer o lead a deixar os seus dados de contato no formulário. 
  1. Ofereça um material atrativo! Na landing page, também é importante deixar uma isca digital relevante para que o lead encontre razões para disponibilizar seus dados. Boas ideias de materiais são: e-books, planilhas, inscrições em eventos, etc.
  2. Divulgue sua página! Investir na divulgação da landing page de captura é importante para aumentar o seu alcance e, consequentemente, a quantidade de pessoas que poderão deixar as suas informações de contato para que você crie posteriormente a sua lista.

Capítulo 7

Como Desenhar uma Boa Estratégia de Email Marketing

Neste capítulo, será possível conferir importantes passos para desenhar a sua estratégia de email marketing de forma assertiva e com boas taxas de conversão. Lembre-se de que o planejamento é tão importante quanto a execução do processo! 

Defina os objetivos da campanha

O primeiro passo é definir a razão pela qual você deseja criar uma campanha de email marketing. Afinal, já falamos aqui que existem diversos objetivos que podem ser alcançados com essa estratégia, não é mesmo?

Portanto, pense no motivo pelo qual você deseja desenvolver essa campanha para que, posteriormente, seja possível alinhar todos os pontos, como a periodicidade dos disparos e os conteúdos a serem produzidos. 

Segmente sua lista de contatos

Depois de construir o seu mailing – como ensinamos no Capítulo 6, você deverá segmentar a sua base. Isso porque nem todos os seus contatos estão no mesmo estágio do funil de vendas. Ou seja, é necessário enviar conteúdos diferenciados para cada um deles. 

Saiba que existem variados critérios de segmentação e você deverá escolher o seu de acordo com o objetivo da campanha. Nesse sentido, alguns critérios possíveis são:

  • Etapa do funil de vendas em que o contato se encontra;
  • Características sociodemográficas (como idade, gênero, localização, profissão, etc);
  • Histórico de interação com o seu negócio, etc. 

Defina os conteúdos que serão enviados

A linha de conteúdo das mensagens dependerá, obviamente, do objetivo e do tipo de email. 

Isso significa que se o seu objetivo é vender um produto e, para isso, você utilizará um email propaganda, então o seu conteúdo terá ofertas claras e relevantes.

Por outro lado, caso você decida enviar newsletters para educar o seu público, então será preciso pensar em conteúdos mais informativos e textuais.

Fazer esse planejamento antes de iniciar a campanha é importante para não correr o risco de não conseguir definir dentro do prazo todos os emails. 

Defina a periodicidade dos envios

Defina uma frequência de envios que não deixe o público se esquecer do seu negócio, mas também que não o faça se cansar das suas mensagens em excesso. Esse é um dos pontos-chave para o sucesso da sua campanha.

Aqui, é preciso conhecer bem a sua persona, tanto para definir a frequência dos envios quanto o dia da semana em que esses serão realizados. 

Segundo a Campaign Monitor, os dias da semana são os melhores para envio de email marketing, sendo que a segunda-feira é o dia com maiores taxas de abertura de email e a terça-feira possui as taxas de cliques mais altas. 

Entretanto, esses números variam entre os públicos e os nichos. Por isso, a importância de conhecer bem a sua persona. 

Personalize as mensagens

Saindo um pouco do planejamento e indo para a execução, procure personalizar as suas mensagens antes de enviá-las. Essa é uma forma de aumentar as taxas de conversão, uma vez que faz com que o usuário se sinta único. 

Nesse sentido, no assunto e/ou corpo da mensagem, insira alguma informação pessoal do leitor, como o seu nome, cargo, cidade em que mora, entre outros. 

Capítulo 8

Como Criar Copys que Engajam nos Emails

Talvez a parte mais difícil de criar uma campanha é criar uma copy para email marketing que realmente seja persuasiva e faça o leitor caminhar pela jornada que você desenhou para ele, não é mesmo?

Desse modo, neste capítulo, você vai conferir a estrutura ideal de um email, bem como os elementos que não podem faltar para que esse seja atrativo. 

Assunto

O assunto é a parte mais importante do email. Isso porque é ele que vai definir se o seu lead ou cliente abrirá ou não a mensagem.

Nele, é preciso ser objetivo, trazer a dor da sua persona e evitar palavras comerciais para que ele não caia na caixa de spam ou se torne pouco atrativo para o usuário. 

Vale investir em alguns recursos para escrever o assunto:

  • Emojis;
  • Gatilhos; 
  • Perguntas;
  • Números ou percentuais;
  • Palavras-chave do seu negócio;
  • Nome do leitor (personalização).

Vocativo

O vocativo é a primeira parte do email com a qual o leitor vai se deparar depois que abri-lo. Lembre-se de personalizá-lo com o nome do lead/cliente para tornar aquela mensagem totalmente direcionada.

Corpo do texto

É aqui que você vai concentrar as informações importantes do email para alcançar o seu objetivo. Nesse sentido, atente-se para as seguintes questões:

  1. Tamanho do email marketing: deve ser curto e direto, pois as pessoas não gostam de perder muito tempo lendo conteúdos. 
  2. Linguagem: deve ser adequada para o seu público-alvo. 
  3. Correspondência com o assunto: ao longo do email, você deve entregar o que o seu assunto prometeu. Do contrário, sua credibilidade junto ao público será reduzida.
  4. CTA: é indispensável para garantir que o usuário realize a ação que você deseja e não perca o foco ao longo do email. Utilize verbos no imperativo e a enquadre dentro de um botão, para o leitor entender que deve clicar nele. 
  5. Gatilhos mentais: são recursos que incentivam a tomada de decisão, uma vez que geram emoções no usuário. Existem diversos gatilhos, como o da escassez, prova social, urgência, etc. Utilize aquele que mais faça sentido no momento. 
  6. Storytelling: uma boa forma de escrever um email persuasivo é utilizando a técnica do storytelling, que consiste em contar uma história para envolver o leitor emocionalmente no seu conteúdo. 
  7. Destaque palavras importantes: seja em caixa alta ou em negrito, vale a pena dar destaque para pontos específicos do seu email que você julga ser interessante para o usuário e, consequentemente, para convertê-lo. 

Despedida e assinatura

Saber como finalizar o email é importante para demonstrar cordialidade e estreitar ainda mais os laços com o lead/cliente. Por isso:

  • Se despeça do leitor (caso esteja escrevendo uma newsletter, você pode se despedir com um “Até breve”, por exemplo); 
  • Adote um modelo de assinatura de email personalizado;
  • Disponibilize informações de contato;
  • Inclua o link para a sua página e/ou redes sociais. 

Capítulo 9

Como Conseguir Boas Taxas de Abertura

Depois de disparar a sua campanha de email marketing, uma das métricas que devem ser analisadas é a taxa de abertura. Portanto, descubra neste capítulo como fazer com que os seus contatos abram os seus emails. 

Como calcular a taxa de abertura

O cálculo da taxa de abertura de email é simples. Basta dividir o número total de emails abertos pelo número de emails enviados. 

Apesar de simples, não é preciso fazer esse cálculo se você estiver utilizando uma plataforma completa, uma vez que a própria ferramenta fornece este dado.

Estratégias para aumentar a taxa de abertura dos emails

A seguir, listamos algumas estratégias simples, mas que podem ser muito úteis para manter a taxa de abertura dos seus emails em alta! 

Siga boas práticas de email marketing

A taxa de abertura pode ser baixa porque os emails caem no spam, e isso pode acontecer por inúmeros fatores. Para evitar isso:

  • Verifique se os seus contatos concordaram em receber as suas mensagens;
  • Mantenha o seu mailing sempre atualizado, excluindo emails inativos;
  • Segmente bem a sua lista de contatos;
  • Ao final do email, dê sempre a opção para o contato se descadastrar da sua lista caso queira;
  • Evite palavras no assunto que podem ser barrados pelo anti-spam.

Não envie muitos emails em um curto espaço de tempo

Enviar muitos emails em um curto espaço de tempo – como em um único dia ou em uma única semana – pode fazer com que o lead se canse e pare de abrir os seus emails, ou pior: denuncie-o como spam. Então, tome cuidado com a frequência! 

Teste os emails

Realize testes A/B para descobrir qual formato de email funciona melhor para o seu público, isto é, que apresenta as melhores taxas de abertura. 

Lembrando que você deve testar apenas um único item por vez, como:

  • Frequência dos envios;
  • Dias e horários dos envios;
  • Nomes de remetente;
  • Linha de assunto;
  • Uso de emojis, etc. 

Esperamos que você tenha gostado deste guia completo sobre email marketing.

Para começar a criar sua campanha personalizada e começar a disparar as suas mensagens hoje mesmo, acesse gratuitamente a HeroSpark!